Museo Beatle, o maior acervo dos The Beatles está em Buenos Aires

São poucas as pessoas que nunca ouviram falar sobre os Beatles. E também são poucas as pessoas que não gostam de pelo menos uma música da banda. Mas elas existem.

Então antes de falar sobre o Museo Beatle que fica em Buenos Aires, deixe me falar rapidamente sobre a banda.

Escolha e reserve hotel em Buenos Aires ou Airbnb. Aqui você pode comparar as locadoras para aluguel de carro e aqui você encontra comparação de todos os seguros viagem internacional com 5% de desconto.

Museo Beatle, o maior acervo dos The Beatles está em Buenos Aires

Quem são The Beatles?

Resumidamente era uma banda britânica de Liverpool, que tocava rock entre 1960 e 1970. Era formada por quatro caras chamados John Lennon (vocal e guitarra), Paul McCartney (vocal, baixo e piano), Ringo Star (vocal e bateria) e George Harrison (vocal e guitarra).

O lugar onde eles mais tocavam era em um pub chamado The Cavern Club, em Liverpool. Foram 292 apresentações.

Quando Epstein ouviu a banda pela primeira vez, decidiu empresariá-los.

Mudou o estilo de vestir, os cortes de cabelo e ajudou com o contrato de gravação. Até os Beatles levaram vários nãos antes de assinar contrato.

Museo Beatle em Buenos Aires

Os sucessos da banda

O primeiro single que levou os Beatles ao sucesso foi “Love Me Do”. Depois de apresentações em programas de TV, surgiu uma legião de fãs, que criaram a Beatlemania.

maior acervo dos The Beatles está em Buenos Aires

Muitos outros singles foram compostos pela banda como “I Want to Hold Your Hand”, “Please Please Me”, “From Me to You”, “A Hard Day’s Night”, “She Loves You”, “Twist and Shout”, “Can’t Buy Me Love”, “Hey Jude” e “All You Need is Love”.

O fim da banda

The Beatles foi uma banda muito bem sucedida, fez sucesso mundial, mas infelizmente acabou em 1970 por diversos motivos e desentendimentos entre os integrantes. Dez anos depois, em 1980, John Lennon foi assassinado em Nova York.

Leia também: Onde comer em Buenos Aires, Passeio pela história do Tango, Jardim Japonês de Buenos Aires,  Principais pontos turísticos de Buenos Aires e Onde ficar em Buenos Aires – Hotel Esplendor.

Museo Beatle em Buenos Aires

Em 1994, os três Beatles restantes se reuniram para produzir e gravar canções que resultaram em três coleções de álbuns chamada Anthology.

Em 2001 George Harrison morreu de câncer no pulmão.

Museu The Beatles está em Buenos Aires

Enfim, uma banda que encantou o mundo quando tocavam, e que continua encantando as gerações que vieram depois, como nós 😛 Boa música é assim, atravessa as gerações.

Paseo La Plata

O Museo Beatle está quase escondido em uma galeria, na parte do fundo do Paseo La Plaza. Lá também está o pub Cavern Club Buenos Aires.

Este lugar surgiu em 1997 com uma pequena exposição das peças de Rodolfo R. Vázquez. Depois, em 1998, ele abriu este espaço para receber músicos, artistas e claro o público.

Museo Beatle, o maior acervo dos The Beatles está em Buenos Aires

Hoje são seis espaços dedicados a banda. O The Cavern Club serve jantar, bebidas e aperitivos com shows de bandas covers e apresentações teatrais. O Cavern Café Centro é um restaurante-bar. A sala Ringo Starr é um bar show.

Museu dos Beatles em Buenos Aires

O Cavern Garden é um espaço para shows ao ar livre. A sala John Lennon é dedicada a apresentações teatrais e stand up. E o Museo Beatle, que guarda várias preciosidades, é o museu sobre a banda.

Leia também: Onde ficar em Buenos Aires – Vista Sol, RH Luxor, Dazzler San Telmo, Esplendor Palermo Soho.

O Museo Beatle

Sim, é assim mesmo sem o “s” que se escreve o nome desse museu sobre a banda. Só existem dois museus no mundo que são dedicados aos Beatles, este que visitamos em Buenos Aires e outro que fica em Liverpool [atualizando: agora tem um também em Canela- RS].

O de Buenos Aires é considerado o maior em número de peças do acervo em exposição e pertence ao Beatlemaníaco Rodolfo R. Vázquez.

Ele teve até o reconhecimento por duas vezes do Guines World Records, o livro dos recordes mundiais.

É só comprar o ingresso na bilheteria e apresentar na entrada do museu. O espaço não é muito grande, mas o suficiente para contar a história de uma banda que conquistou uma legião de fãs mundo afora. São fotos, documentos, itens colecionáveis, objetos pessoais dos músicos, vídeos e áudios. De tudo um pouco.

Museu dos beatles na argentina

O museu começa com a história de Rodolfo R. Vázquezum e depois apresenta em ordem cronológica um pouco da história de cada Beatle e sobre as pessoas relacionadas a banda.

Passa pelo surgimento da banda, por cada álbum lançado ao longo dos 10 anos de carreira, pelo fim da banda e pelo rumo que cada músico tomou depois que eles romperam.

Museu beatles em Buenos Aires

Todas as informações estão em espanhol e algumas em inglês.

Eu levei 1h30 para ver tudo, mas várias pessoas passaram por mim enquanto eu estava lá, então dá pra fazer em menos tempo 😛

Em cada espaço que você entra, tem uma música de fundo que foi sucesso na época, e sério, quem monitora esse lugar através das câmeras deve rir muito. Difícil não pegar alguém cantarolando ou até ensaiando uns passinhos de dança.

Museo Beatle, o maior acervo dos The Beatles está em Buenos Aires

Vale a pena visitar o Museo Beatle?

Só vale a pena se você é fã, Beatlemaníaco ou curte as músicas, como eu. Caso contrário, não vale muito a pena ir até lá, pois não tem outros atrativos turísticos perto, a não ser os teatros.

Museo Beatle

Endereço: Avenida Corrientes, 1660 – Paseo La Plaza – Buenos Aires – Argentina
Quando: Todos os dias.
Horários: Segunda à sexta das 10 às 24 horas e sábado e Domingo das 17 às 24 horas.
Duração: Aproximadamente 1 h30 (se for ler todas as informações).
Ingresso: 100 pesos.
Como chegar:
De ônibus: linhas 6, 26, 60, 37, 146 e 150.
De metrô: Linha vermelha B –  estação Callao ou Uruguay.
Mais informações: www.thecavern.com.ar

Para planejar o seu roteiro na Argentina, leia os outros posts aqui e veja aqui o nosso roteiro de 7 dias em Buenos Aires. Para saber onde ficar, veja as opções de onde se hospedar em Buenos Aires. Os passeios, as atividades imperdíveis na cidade e os transfers do/para o aeroporto você encontra aqui.

Veja mais sobre o assunto navegando pela categoria

Julia Flores

Julia Flores

Formada em Turismo e Hotelaria, com pós-graduação em Marketing Estratégico e experiência com marketing de destinos turísticos. Amo viajar, não pelos carimbos no passaporte ou pelas selfies, mas pelo o que as viagens me proporcionam. Gosto de praticar esportes, mas também adoro ficar de preguiça no sofá em dias frios ou chuvosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *