Sumô, o esporte mais tradicional do Japão

Nossa experiência em terras nipônicas até que foi bem completa. Participamos do Momiji Matsuri (Festival de Outono), do Hanabi (Festival de fogos de artifício, no início do verão), do Sakura Matsuri (Festival das Flores de Cerejeira), do Tanabata Matsuri (Festival das Estrelas), assistimos a um jogo de beisebol (baseball) Chunichi Dragons VS Giants no Nagoya Dome, visitamos templos importantíssimos em Kyoto, subimos o Monte Fuji e conhecemos o lado hightech de Tokyo.

Mas faltava algo, faltava o mais tradicional dos esportes japoneses.

Veja aqui onde ficar em Nagoya ou reserve pelo Airbnb e ganhe crédito de R$100,00.

Sumô, o esporte mais tradicional do Japão

Já era fim de junho de 2007, já estava tudo pronto para o começo do Mochilão na Ásia e estávamos nos despedindo do Japão.

Foi quando vimos que o torneio de Nagoya do campeonato de Sumô estava bem próximo, no mês seguinte.

Não pensamos duas vezes, decidimos assistir.

Para chegar lá, fizemos o que é normal no Japão: bicicleta até a estação de trem mais próxima, depois trem até Nagoya (Estação Jingu Mae), depois metrô até a estação Shiyakusho e o restante a pé (3 minutos).

Logo na chegada ao ginásio dá para perceber que este é mesmo o esporte nacional japonês.

Algumas famílias inteiras (avós, pais e filhos) vão assistir vestindo Yukata, uma das roupas tradicionais do país.

Porém, parece que o esporte não é mais tão popular entre os jovens, pois a imensa maioria é de adultos e idosos.

Um dia de torneio é muito extenso, começa bem cedo, com os lutadores iniciantes, até chegar à categoria principal, dos lutadores chamados Yokozuna (que significa Grandes Campeões).

Nosso lugar na arquibancada era bem longe da arena (chamado de Dohyo), pois compramos em cima da hora e só sobraram os lugares mais distantes.

Principais atrações do Japão

Mas mesmo assim deu para sentir bem o clima da competição.

Nos degraus das arquibancadas não há poltronas, só há uma fina almofada, bem no estilo japonês.

Principais atrativos do Japão

A origem e os rituais

O Sumô tem origem nos templos Xintoístas, há mais de 2 milênios. A luta servia para entreter os deuses durantes os festivais.

Nota-se a origem através do ‘telhado’ acima da arena, que têm características dos templos.

Muito mais do que uma simples luta, o Sumô é cheio de rituais.

A entrada no Dohyo é feita com uma espécie de dança, em que os lutadores (chamados de Sumotori) movem lentamente os braços, depois levantam lateralmente uma perna e batem forte o pé no chão.

O que ver e fazer no Japão

Esse ritual é para expulsar os maus espíritos da arena. Após entrar no Dohyo, os dois sumotoris se colocam frente a frente e abrem os braços, simbolizando que não possuem armas, e que a luta será ‘na mão’ mesmo.

Tipo o E. Honda do jogo de videogame Street Fighter hehehe.

Ainda antes da luta começar, os sumotoris pegam sal no canto do Dohyo e espalham por ele, também para espantar os maus espíritos.

Onde assistir sumo no Japão

A arena, as regras e os estilos de luta do sumô

A arena é redonda e tem cerca de 4,5 metros de diâmetro, com uma pequena elevação na borda.

A regra é bem simples. Perde quem encostar primeiro no chão qualquer parte do corpo que não seja a sola dos pés ou quem for colocado para fora da arena pelo adversário.

Por causa das regras, há basicamente dois estilos de luta.

Alguns lutadores se especializam em tirar o adversário da arena e outros se especializam em derrubá-los.

O ápice da luta, onde os espectadores mais vibram, com certeza é quando acontece uma seqüência de golpes no rosto do adversário, ‘igual’ ao que fazia o E. Honda.

Roteiro de viagem no Japão

Ao contrário do senso comum, os ‘gaijins’ (estrangeiros) podem lutar Sumô também. Inclusive, alguns dos maiores lutadores da história são da Mongólia, da Rússia e do Havaí.

Quando os espectadores não gostam da luta, seja porque não foi o resultado esperado ou por uma atitude antidesportiva, eles jogam as almofadas da arquibancada na arena, como forma de expressar a indignação.

Isso aconteceu nesse dia e foi muito legal hehehe. Quando a luta começou, um dos sumotoris correu em direção ao outro para empurrá-lo para fora da arena. O outro sumotori simplesmente deu um ‘olé’, saindo da frente e deixando o adversário ‘no vácuo’. Desequilibrado, o sumotori que correu foi facilmente empurrado para fora da arena.

E dá-lhe almofada voando hehehe

Já que vai até lá…

Aproveite que está lá perto e visite também o Castelo de Nagoya e o Meijo Park, que merecem uma visita, pela história e beleza.

Quem quer assistir, mas não está podendo ir ao Japão, pode ver as datas aqui  e assistir a transmissão ao vivo pelo canal pago NHK.

Sumô Tournament

Site: www.sumo.or.jp/eng/
Quando: janeiro, março, maio, julho, setembro e novembro. Detalhes aqui.
Onde: Tokyo, Osaka, Nagoya e Fukuoka
Quanto: Tokyo – US$55,00 a 121,00 (ticket aqui) | Osaka – US$55,00 a 100,00 | Fukuoka – US$48,00 a 71,00 | Nagoya – US$50,00 a 70,00

Torneio de Nagoya

Quando: julho
Onde: Aichi Prefectural Gymnasium (endereço: 1-1 Ninomaru, Naka-ku, Nagoya)
Quanto: US$50,00 a 70,00

Para planejar sua viagem a Nagoya, leia os nossos outros posts aqui. E veja aqui as opções de hospedagem em Nagoya.

Compartilhe
Douglas e Julia

Douglas e Julia

Bio de casal? Como assim? É que alguns textos foram escritos juntos, então aqui estamos nós. Julia é gaúcha que solta uns 'ô meu' e Douglas é paulista que manda uns 'bah tchê'. São formados em Turismo e Hotelaria com especialização em Marketing, amam viajar e criaram esse blog em 2005. Já viu, né, viagem é o assunto principal deles.

Um comentário em “Sumô, o esporte mais tradicional do Japão

  • Avatar
    29/05/2018 em 17:41
    Permalink

    Que legal! Vou colocar no meu roteiro de Tokyo, pq não vou pra nagoya

    Resposta

Deixe seu comentário