O post mais completo sobre seguro viagem

Templo Osu Kannon, Nagoya

O Japão é um país repleto de templos de todos os tamanhos, de épocas de construção e de importância diferentes.

Visitar o Japão e não visitar um templo é quase como ir a Roma e não visitar o Vaticano (porque não ver o Papa pode acontecer, como aconteceu conosco hehehe).

Quem visita a cidade de Nagoya, na província de Aichi, não pode deixar de visitar o templo Osu Kannon. É tão bonito que nós fomos algumas vezes, pois morávamos em uma cidade bem próxima.

Veja aqui onde se hospedar em Nagoya ou reserve pelo Airbnb.

Osu Kannon

O nome do templo teve origem em um sonho do sacerdote Noshin Shonin com o Buda da Compaixão (Kannon).

Principais atrativos de Nagoya
Portal de entrada do templo Osu Kannon

O sacerdote decidiu então construir um templo e uniu o nome do Buda ao do vilarejo em que morava, e assim o templo ficou conhecido como Osu Kannon.

O templo que se encontra em Nagoya na verdade foi construído originalmente em outro lugar, no ano 1.333, na vila chamada Osu-go, província de Gifu.

Depois de sofrer com várias inundações, em 1612 o templo foi transferido para o local onde está hoje.

Passou por um incêndio em 1920 que destruiu boa parte e foi reconstruído apenas em 1970.

Religião e templos em Nagoya Japão
Nio, o Deus Benevolente, guardião do templo

Deuses protetores

Ao entrar na área do templo você vai se deparar com dois deuses protetores, um em cada lado do portal de entrada.

Eles são os Nio, os Reis Benevolentes, que protegem o templo de seres sobrenaturais e pessoas mal-intencionadas.

Logo ao passar pelo portal, vimos um pátio e ao fundo o templo, uma enorme construção vermelha, com um telhado típico japonês e uma escadaria bem ao centro.

A escadaria nos leva a uma lanterna de papel gigante, bem na porta de entrada, com vários papeizinhos amarrados nas cordas que a sustentam.

 

Roteiro em Nagoya Japão
Templo Osu Kannon

Dentro do templo há uma biblioteca com mais de 15 mil livros, entre eles um que é considerado muito importante para a história do Japão. O Kojiki é uma antiga cópia escrita à mão que descreve a história antiga do Japão mitológico.

O que fazer no yasumi em Nagoya
O templo em dias de movimento maior

Todos os dias 18 e 28 de cada mês é realizada uma feira de antiguidades no pátio do templo, onde também se concentram diversas barraquinhas de comida.

Aliás, tudo no Japão é uma desculpa para comer na rua e os vendedores estão sempre a postos.

Tradições japonesas
Pedidos aos deuses no templo

Kamimaezu

Ao lado do templo está a famosa região comercial Kamimaezu, com diversas ruas cobertas. Nessa área é possível encontrar lojas de todos os tipos de produtos, desde lembrancinhas do Japão até eletrônicos.

Lá há também ótimos restaurantes japoneses e até brasileiro.

Principais atrativos de Nagoya
Estátuas no jardim ao lado do templo

Templo Osu Kannon

Quando: todos os dias
Como chegar: de metrô, estação Osu Kannon (Linha Tsurumai)
Quanto: gratuito, mas doações são importantes para o funcionamento do templo

Para planejar sua viagem a Nagoya, leia os nossos outros posts aqui. E veja aqui as opções de hospedagem em Nagoya.

Compartilhe
O post mais completo sobre seguro viagem
Douglas e Julia

Douglas e Julia

Bio de casal? Como assim? É que alguns textos foram escritos juntos, então aqui estamos nós. Julia é gaúcha que solta uns 'ô meu' e Douglas é paulista que manda uns 'bah tchê'. São formados em Turismo e Hotelaria com especialização em Marketing, amam viajar e criaram esse blog em 2005. Já viu, né, viagem é o assunto principal deles.

Um comentário em “Templo Osu Kannon, Nagoya

Deixe seu comentário