Dia 156: Ruínas de Santa Ana e Ruínas de San Ignacio Miní

{Domingo, 28 de julho de 2019} O dia amanheceu com sol e algumas nuvens, perfeito para visitarmos as Ruínas de Santa Ana e as Ruínas de San Ignacio Miní.

Tomamos café na Doblò e saímos logo para aproveitar o dia.

O pessoal do posto deixou a gente dormir aqui de boa, sem nenhuma cara feia.

Ruínas de Santa Ana e Ruínas de San Ignacio Miní

Caminho para as Ruínas de Santa Ana

O início do caminho para chegar nas Ruínas de Santa Ana assustou, pois tinha muito barro. Até pensamos: não é possível que um sítio arqueológico dessa importância tenha o acesso desse jeito.

Mas o restante do caminho é de asfalto, ufa…

Acreditamos que a chuva foi forte por aqui nos últimos dias, pois todo o caminho tinha marca de barro, que provavelmente passou por cima do asfalto.

E é bem fácil de achar as Ruínas de Santa Ana, pois fica no fim da estrada. Não tem erro.

É obrigatório ter seguro viagem para viajar pra Argentina? Não é, mas já pensou se você precisa de atendimento médico lá? Você que é um viajante experiente não vai viajar sem seguro viagem, né. Veja aqui as opções de planos e seguradoras e com o nosso link, ganhe 5% de desconto. Se você ainda não sabe muito sobre o assunto, leia aqui Tudo sobre seguro viagem.

Ruínas de Santa Ana

As Ruínas de Santa Ana tem um ambiente arborizado, com som de pássaros e com poucos visitantes, ao menos quando fomos no domingo de manhã.

Na entrada tem uma estrutura com a bilheteria onde você pode comprar os ingressos. Ou apresentar o ingresso já comprado, uma vez que o mesmo ingresso dá direito a visitar as ruínas de San Ignacio Miní, Santa María la Mayor, Santa Ana e Nuestra Señora de Loreto.

O ingresso permite um visita em cada ruína dentro de 15 dias. Pagamos 250 pesos, cada um (aprox. R$ 25,00/cada).

Quanto custa Ruínas de Santa Ana

Lá também tem um museu com peças que foram encontradas ali ao longo das escavações e restaurações.

Seguindo adiante passamos por uma pequena floresta e lá na frente avistamos a construção principal, onde era capela.

O que fazer nas ruínas de Santa Ana

Algumas poucas paredes em pé nos fazem ter uma ideia de como era a arquitetura. Como já conhecemos algumas ruínas jesuítas, foi fácil imaginar todo o complexo.

Aos fundos tem alguns resquícios de construções e da horta construída pelos jesuítas.

Principais atrativos das Ruínas de Santa Ana

Um lugar bonito, com bancos para sentar e apreciar a calmaria e imaginar como era a vida da comunidade que ali vivia.

Não tinha guia esse dia, mas tem algumas poucas placas informativas.

Como chegar nas Ruínas de Santa Ana

Levamos em torno de 2 horas para visitar, mas dá para fazer a visita em metade do tempo. Saímos das Ruínas de Santa Ana por volta de meio dia.

O que fazer nas Ruínas de Santa Ana

Onde comer em Santa Ana

Na rodovia principal, próximo a rótula de entrada a cidade de Santa Ana, tem algumas opções de restaurantes.

Encontramos um com buffet por kg, chamado Parador Santa Rosa. Foi a primeira vez que vimos comida por quilo na Argentina. Comida bem caseira, arroz, feijão, carne, mandioca (aipim), salada e outras opções. Bem simples e gostosa.

O preço do Kg é 450 pesos argentinos (aprox. R$45,00 o kg). Tem a opção de buffet livre, mas como a gente não come muito, vale a pena pegar por quilo.

Se você não viaja de campervan, veja aqui onde ficar hospedado em Posadas.

Caminho para as Ruínas de San Ignacio Miní

Como o tempo estava bom e tínhamos a tarde livre, fomos até as Ruínas de San Ignacio Miní a 20 km, já que amanhã a previsão do tempo é de chuva.

O caminho estava ruim em boa parte do trajeto, com muitos buracos. Mas logo vai ficar bom, pois estava em obras de duplicação da pista.

As ruínas de San Ignacio Miní ficam bem localizadas, fácil de chegar, só seguir as placas ou GPS.

Ruínas de San Ignacio Miní

Essa é a maior e a mais importante das ruínas argentinas, e é a que tem maior área de construção preservada.

Aqui é tudo cercado, tem uma bilheteria na entrada e um casarão. Passando por eles, entramos para uma área bem arborizada e cheia de construções que eram as casas dos índios.

Como chegar nas ruínas de San ignacio miní

Passando essa área nos deparamos bem em frente com um gramado enorme. Nas laterais outras construções que eram as casas dos jesuítas e lá na frente a igreja, ao lado a escola e do outro lado o cemitério.

O que fazer nas ruínas de san ignacio miní
Árvores se misturam a arquitetura

Aqui, ao contrário das outras ruínas, é bem cheio de visitantes, a ponto de formar fila na bilheteria. Por isso, se você puder visitar durante a semana, melhor.

Principais atrativos de San Ignacio Miní

Não viaja de campervan? Vá de avião e alugue um carro para explorar toda a região. Veja aqui um comparativo entre modelos de veículos e locadoras.

Onde comer em San Ignacio Miní

Em frente a entrada e saída das ruínas de San Ignácio Miní tem algumas opções de lanchonetes e restaurantes. Nós queríamos comer empanadas e nos indicaram uma lanchonete que fica bem na esquina.

As empanadas estavam boas e bem recheadas. Pagamos 30 pesos cada empanada e 100 pesos um copão de suco de abacaxi, que também estava bem gostoso.

onde comer nas ruínas de San Ignacio Miní

Espetáculo de Som e Luz das Ruínas de San Ignacio Miní

O Espetáculo de Som e Luz das Ruínas de San Ignacio Miní é pago a parte, não está incluído no ingresso de visitação que incluí as outras ruínas.

Depois que fecham os portões para as visitas diurnas, uma hora mais tarde é aberto só para comprar os ingressos para o show.

Como é o show de som e luz das ruínas de san ignacio miní

Pagamos 250 pesos argentinos cada e escolhemos o primeiro horário, às 20h. Tem duas opções de horário, pra ter ideia de quanta gente visita essa ruína.

No horário marcado fomos recebidos por um guia em frente ao casarão. Recebemos algumas informações e orientações, como a duração de 45 minutos de show e para seguirmos a luz da lanterna do guia.

Sim vamos andando pelas ruínas durante o show.

E lá fomos nós.

Uau! Uau! É muito legal. São imagens que vão aparecendo pelo caminho contando os 150 anos de história dessa redução jesuítica.

A história conta desde o surgimento dos jesuítas, a cultura, como era o dia a dia e até a destruição e expulsão dos jesuítas, deixando tudo em ruínas.

Quanto custa o show de som e luz de san ignacio miní

É um show bem elaborado. Prepare-se para o senta levanta, pois como tem que ir caminhando e tem muitas pessoas, os guias pedem que se sente para não atrapalhar quem está atrás. Se quiser levar um banquinho baixinho é uma boa, ou então fique atrás de todo mundo e fique em pé.

Como queríamos filmar, ficamos no senta e levanta por 45 minutos. Mas vale a pena, achamos que o show vale a pena, além do aprendizado.

Jantar

Como o espetáculo termina um pouco tarde e não gostamos de pegar a estrada a noite, optamos por retornar para Santa Ana e dormir no posto, que é caminho para seguirmos viagem amanhã;

Os restaurantes estavam fechados e ainda estamos sem gás de cozinha, então a janta foi sanduíche quente da lanchonete do posto que pegamos para comer em casa.

Amanhã é dia de colocar o pé na estrada e seguir até as últimas missões argentinas. vamos estar pertinho da fronteira com o Brasil.

Números dos dias:

Distância percorrida: 40 km.
Alimentação: $ 1.155 pesos argentinos (aprox. R$ 115,00)

Programe a sua viagem

Economize comprando sua passagem aérea no site do Passagens Promo.

Data de embarque confirmada, hora de reservar a sua hospedagem, nossa dica para economizar é conferir esses dois sites: Booking.com ou Airbnb (Airbnb com desconto de R$ 130,00 na primeira hospedagem e R$ 49,00 em uma experiência)

Nada de viajar para um lugar de altitude sem o Seguro Viagem do Seguros Promo, clique nesse link e use nosso cupom MELEVADELEVE5 e ganhe 5% de desconto.

Vai alugar carro para conhecer o norte da Argentina? Então dá uma olhada nas opções da Rentcars, você paga em reais e não tem a surpresa de quanto vai pagar quando chegar a conta do cartão de crédito e não precisa ficar rezando pra cotação do dólar não aumentar.

Não vai de carro? Então reserve um transfer do aeroporto até sua hospedagem e a volta pelo site da Viator.

E já reserve os principais passeios para não correr o risco de ficar sem vaga quando chegar lá. Os principais sites para economizar nos passeios são: Viator, Tiqets, TourOn e Get Your Guide

Agradecimentos aos nossos apoiadores dessa viagem:

Veja mais sobre o assunto navegando pela categoria

Julia Flores

Julia Flores

Formada em Turismo e Hotelaria, com pós-graduação em Marketing Estratégico e experiência com marketing de destinos turísticos. Amo viajar, não pelos carimbos no passaporte ou pelas selfies, mas pelo o que as viagens me proporcionam. Gosto de praticar esportes, mas também adoro ficar de preguiça no sofá em dias frios ou chuvosos.

Um comentário em “Dia 156: Ruínas de Santa Ana e Ruínas de San Ignacio Miní

  • Avatar
    26/02/2020 em 20:46
    Permalink

    As ruínas jesuíticas argentinas também são lindas!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *