Gramado, dia 6 (07 de janeiro de 2013)

Acordamos cedo para tomar café da manhã, carregar o carro e cair na estrada.

Nosso plano era conhecer os cânions Fortaleza, Malacara e Itaimbezinho, em Cambará do Sul, na divisa do Rio Grande do Sul com Santa Catarina.

Mas como a previsão do tempo era chuva, preferimos não arriscar e pegamos a estrada sentido litoral para pegar a BR-101. Assim resolvemos que iríamos parar em Torres-RS e Laguna-SC.

Veja aqui
Opções de hotéis em Gramado | Opções de Airbnb (ganhe crédito de R$100,00).

Torres-RS

Não pegamos muito trânsito e chegamos em Torres próximo ao meio dia.

Desviamos bem pouco o caminho da BR-101, só 5 km, para visitar a praia e seus atrativos.

Nossa primeira parada foi em um posto de informações turísticas para pegar um mapa e algumas dicas do que poderíamos fazer em menos de uma tarde na cidade.

Torres é famosa pela paisagem, paredões rochosos à beira-mar que se sobressaem e se destacam. Era isso que queríamos ver.

Restaurante Girardi

Encontramos o restaurante Girardi, em frente à Lagoa Violão, e  sentamos do lado de fora na varanda para aproveitar a brisa que vinha da lagoa. Buffet por R$ 32,00/Kg com comida muito gostosa.

Só tínhamos uma tarde para ver Torres, pois havia muita estrada pela frente até Balneário Camboriú, então tinha que ser bem rápido.

Veja aqui
Comparação de locadoras para encontrar o melhor aluguel de carro para viajar por aí.

Morro do Farol

Depois do almoço fomos de carro para o Morro do Farol, que tem uma vista muito bonita da cidade (ao norte) e do Parque Estadual da Guarita (ao sul).

O Morro do Farol possui esse nome devido ao farol construído em 1911. De lá para cá, outros 3 faróis foram construído no mesmo lugar. O atual, de 1970, tem 18 metros e alcance de 12km.

Como chegar em Gramado e Canela na Serra Gaucha

Prainha, vista do Morro do Farol

Parque Estadual da Guarita

De lá fomos até o Parque Estadual da Guarita e subimos na Torre Sul, uma imensa rocha de basalto.

Da Torre Sul a vista é impressionante, dá para ver o Morro da Guarita, Morro das Furnas, a Praia da Guarita e a Praia da Itapeva.

O que ver e fazer em Torres no Rio Grande do Sul

Praia da Guarita

Ficamos uns 15 minutos admirando a vista lá de cima e reparamos na areia a mensagem ‘Preserve Torres”.

Principais atrativo de Torres praia do rio grande do sul

Preserve Torres

De Torres a Laguna. Ou quase isso

Seguimos em direção ao norte pela Avenida Beira Mar até a Praia dos Molhes e o Rio Mampituba de onde partem os passeios de barcos.

Como não tínhamos muito tempo e queríamos passar ainda em Laguna–SC, só olhamos rapidinho e voltamos para a estrada passando por dentro da cidade de Passo de Torres.

“Obrigado e volte em breve” dizia a placa na saída de Torres.

Depois de percorrer uns 80 km da BR-101, pensei em mandar uma mensagem para meu pai avisando que chegaríamos à noite em Balneário Camboriú.

Foi quando percebi que não estava com a minha bolsa.

Paramos no acostamento e procuramos no carro todo, ligamos para o celular que chamou, chamou e nada de alguém atender. Pelo menos não estava desligado ainda.

Foi quando lembrei que fui de bolsa ao restaurante e coloquei a bolsa na cadeira.

Sorte que sempre pegamos um cartão ou folheto de todos os lugares que vamos, então o Douglas ligou para o restaurante e a pessoa que atendeu disse que tinha uma bolsa sim.

Ela pediu a descrição da bolsa e era a minha bolsa mesmo. Agora só tínhamos que voltar a Torres para buscar. Só, um desvio de 160km.

A placa “volte em breve” era um sinal…

Chegamos lá e o restaurante ainda estava aberto, pegamos a bolsa com tudo dentro, certinho do jeito que tinha deixado ela.

Depois dessa, fomos tomar um café em uma cafeteria ao lado do restaurante para repor as energias e pegar a estrada novamente.

O frapê do Monsieur Café estava uma delícia. Reparem que dessa vez a bolsa ficou no ombro 🙂

Onde comer em Torres no Rio Grande do Sul

Frapê do Monsieur Cafe

Laguna-SC

Chegando próximo a Laguna, vimos uma placa indicando o caminho para o Farol de Santa Marta.

Resolvemos seguir as placas e nos arrependemos, pois pegamos um longo trecho ruim de estrada de chão, que fez o carro tremer tanto que até deixou o cérebro solto.

Paramos para perguntar se estávamos no caminho certo e se era por ali também a pesca com botos, e nos falaram que sim e que a pesca deveria estar acontecendo naquelas horas.

Seguimos mais alguns quilômetros e chegamos a uma balsa.

Botos pescadores

Paramos na lanchonete em frente para perguntar onde era o local que ficavam os botos e fomos informados que era ali em frente ao rio mesmo, mas hoje não era dia de vento sul e assim os botos não costumam aparecer.

Ficamos um pouco decepcionados, mas fazer o quê, né. Atravessamos a balsa por R$ 9,00 (o carro) e vimos outra placa indicando um ponto para avistar os botos, já em Laguna.

Avistamos alguns pescadores e paramos o carro para conversar com eles.

Disseram-nos que  a essa hora teríamos que ir até o farol. O problema é que hoje poucos botos tinham aparecido devido à direção do vento. Resolvemos aguardar mais um pouco, já que estávamos lá mesmo…

A pesca com botos (que não vimos dessa vez) é um fenômeno muito interessante de interação positiva do homem com os animais.

No canal que desemboca no mar os botos cercam o cardume de peixes e vão empurrando-o em direção à parte rasa próxima a uma ‘prainha’. Lá os pescadores aguardam com as redes em mãos.

Quando o cardume está bem próximo, os pescadores lançam as redes e pegam as tainhas.

Os pescadores em agradecimento à ajuda, dão vários peixes aos botos. Ganha o pescador que pesca mais e ganha o boto que faz menos esforço para comer.

Não vimos a pesca com botos, mas por sorte logo apareceu um, bem ao longe, e já ficamos felizes de tê-lo visto.

O que ver e fazer em Laguna pesca com botos

Pesca com botos

Farol Molhes da Barra

Resolvemos ir até o farol, na extremidade do molhe, já que um pescador nos disse que talvez conseguiríamos ver mais deles.

Principais atrativos em Laguna Santa Catarina

Molhe de Laguna

Fomos até lá e nada.

Quando estávamos quase indo embora um deles, começou a saltar no mar saindo da praia. Graciosamente o boto deu a volta no farol e entrou no rio, ficamos encantados e ganhamos o dia!

Pesca com botos em Laguna Santa Catarina

Boto em Laguna

Já estava tarde, e não gostamos de dirigir na rodovia durante a noite. Então nem passamos no centro histórico de Laguna e seguimos direto para Balneário Camboriú.

E assim terminou nossa viagem a Gramado no Rio Grande do Sul.

Para planejar o seu roteiro em Gramado, leia os outros posts aqui. E para saber onde ficar, veja as opções de onde se hospedar em Gramado. Os passeios, as atividades imperdíveis e os transfers você encontra aqui.

Douglas e Julia

Bio de casal? Como assim? É que alguns textos foram escritos juntos, então aqui estamos nós. Julia é gaúcha que solta uns 'ô meu' e Douglas é paulista que manda uns 'bah tchê'. São formados em Turismo e Hotelaria com especialização em Marketing, amam viajar e criaram esse blog em 2005. Já viu, né, viagem é o assunto principal deles.

6 comentários em “Gramado – Diário de Viagem – dia 6 (visita a Torres e Laguna na volta)

  1. Adorei. Muito obrgada. Vejo que foram por conta propria. Voces acham que sai mais barato do que por agencia? Quero ir em dezembro, moro em Fortaleza-ce. Bjs

    1. Olá Analina! Nem sempre é mais barato se for por conta própria, ainda mais em dezembro que é alta temporada. Fique de olho nos sites que vendem passagem pra não perder as promoções. Quando for julho ou agosto (setembro no máximo), é melhor já ter as reservas, pq a procura é grande. bjo!

  2. Júlia & Douglas,

    Parabéns pelo site, estou encantada com as aventuras de vocês ! Muito objetivo e ao mesmo tempo detalhado, com certeza um dos melhores blogs de viagem que já acessei ! Me identifiquei muito com vocês, estive em alguns lugares em comum e tive as mesmas percepções, com certeza utilizarei das suas dicas para as minhas próximas viagens !

    Abraços,

    Patricia

    1. Oi Patrícia! Que legal o seu comentário, ficamos muito felizes!!! Que bom saber que nosso blog consegue atingir o objetivo de ajudar outros viajantes 😉

      Fique a vontade para comentar nos posts, queremos saber quais lugares você foi e quais foram suas percepções.

      Seja bem vinda ao nosso blog!

      Abraços,

      Douglas e Júlia

  3. Olá Júlia e Douglas,

    Muito legal o blog de vcs!!!Peguei várias dicas. Massa a iniciativa de vcs em prepararem um material tão bem escrito e que ajudam tantas pessoas. Valeu mesmo. Grande abraço.

Deixe seu comentário