Gramado, dia 2 (03 de janeiro de 2013)

Acordamos às 7:00, nos arrumamos bem devagar ainda tentando acordar e descemos para tomar o café do hotel.

O café da manhã do Recanto Alpino foi surpreendente, visto que o hotel não é dos mais luxuosos. Teve boas opções de geleias, pães, salgados e doces.

Onde ficar hospedado em Gramado

Às 9:00 saímos em direção ao centro de Gramado, mas passamos primeiro no pórtico de entrada da cidade (via Nova Petrópolis), pois não poderíamos deixar de fazer a tradicional foto de turista.

Principais atrativos de Gramado

Pórtico de Gramado

Veja aqui
Opções de hotéis em Gramado | Opções de Airbnb (ganhe crédito de R$100,00).

Palácio dos Festivais

Depois seguimos para o Palácio dos Festivais, que fica em uma das principais avenidas, a Av. Borges de Medeiros (bem em frente à Rua Coberta). Lá retiramos os ingressos de dois shows que compramos pela internet: Grande Desfile de Natal e Fantástica Fábrica de Natal.

Compramos cinco ingressos, mas uma pessoa não pôde vir para Gamado e como foi comprado antecipado pela internet o valor não é reembolsado.

Por isso tentamos vender esse ingresso que estava sobrando ali na fila mesmo. Mas como geralmente as pessoas que vão para Gramado são casais, famílias com crianças e idosos, ficou difícil de vender apenas um ingresso.

Resolvemos voltar mais tarde para tentar vender e continuamos o passeio.

Os motoristas param na faixa de pedestres

Veja aqui
Comparação de locadoras para encontrar o melhor aluguel de carro para viajar em Gramado.

Igreja São Pedro

Ao lado do Palácio dos Festivais está a Igreja São Pedro (católica), construída em 1942, toda em pedra basáltica. A torre tem 46 metros de altura.

Principais atrativos de Gramado

Igreja São Pedro

Nos vitrais há imagens sacras que dão um lindo contraste com a luz do sol.

O que ver e fazer em Gramado

Vitral da Igreja São Pedro

No lado de fora tem um lindo jardim com um comprido chafariz composto por estatuas dos 12 apóstolos.

Praça Major Nicoletti

Bem em frente, atravessamos a avenida e fomos à Praça Major Nicoletti, de 1936, com um chafariz rodeado de flores e um grande espaço com bancos. No entorno estão algumas lojas e restaurantes.

Roteiro em Gramado

Praça Major Nicoletti

Na esquina da praça está o centro de informações turísticas, abaixo dele estão os banheiros públicos, muito bem cuidados.

Rua Coberta

Ao lado da Praça Major Nicoletti e em frente ao Palácio dos Festivais fica a famosa Rua Coberta (Rua Madre Verônica).

Ela se estende da Avenida Borges de Medeiros até a Rua Garibaldi.

Nela você vai encontrar restaurantes, lojas e um espaço onde acontecem apresentações artísticas.

Lugares imperdíveis em Gramado

Rua Coberta

Almoço em Gramado

Andamos pela rua procurando um lugar para almoçar, mas não encontramos nada bom e barato.

Então fomos para a Rua São Pedro, paralela a Avenida Borges de Medeiros (atrás da Igreja São Pedro). Lá tem várias opções de restaurantes bons e com preços mais econômicos.

Perguntamos para uma moradora onde poderíamos encontrar um restaurante bom e que pagaríamos um valor de até uns R$ 25,00 por pessoa e ela nos indicou o Ita Brasil.

O Restaurante fica nesta mesma rua, afastada umas cinco quadras do centrão da cidade.  Lá tem opção de buffet livre por R$16,00 ou buffet por quilo R$ 23,00.

Onde comer bem e barato em Gramado

Restaurante Ita-Brasil

Igreja do Relógio

Depois do almoço fomos para a Igreja do Relógio (Luterana).

Como depois do almoço o raciocínio fica mais lento e estava calor, pegamos o carro e colocamos o endereço no GPS para ir até lá.

O GPS nos fez dar uma enorme volta desnecessária, já que era só voltar pela Rua São Pedro até a Avenida das Hortênsias.

Por outro lado foi legal porque vimos que mesmo no bairro mais afastado do centro, as casas também são muito bem cuidadas, o que mostra que o centro turístico não é um ‘parque temático’, o cuidado com as casas é cultural.

Roteiro em Gramado e Canela

Igreja do Relógio

A Igreja do Relógio é de 1961, fica no alto de um morro rodeado por hortênsias e é um dos pontos de orientação para os moradores e turistas.

Ah, a rua ao lado da igreja não é de estacionamento zona azul, então se você tiver sorte consegue estacionar bem pertinho do centro (uma quadra) sem pagar por isso, já que as principais ruas e avenidas ao redor do centro são zona azul.

Para quem não conhece, a zona azul é uma área em que se cobra pelo estacionamento, mesmo na rua.

Basta comprar o bilhete no parquímetro (uma máquina que fica na calçada e está por toda a parte), de no mínimo 20 minutos (R$ 0,50) e no máximo três horas (R$ 4,50).

Caso você fique mais tempo,  você pode renovar comprar outro bilhete e trocar. Pode também utilizar o mesmo cartão para estacionar em outro local durante o tempo vigente.

Prefeitura de Gramado

Seguindo pela Avenida das Hortênsias fomos até a Prefeitura Municipal, próxima ao Centro de Informações Turísticas.

Lá o atrativo principal é o prédio em arquitetura bávara com o brasão do município em madeira bem no topo e o enorme presépio bem em frente.

Como estávamos próximo ao Palácio dos Festivais resolvemos voltar lá para tentar vender o tal ingresso que estava sobrando.

Por sorte nossa e azar de outros, os ingressos haviam se esgotado para o Grande Desfile de Natal e encontramos um trio que queria muito assistir e acabaram comprando nosso único ingresso, e outros dois de outras pessoas, mas tiveram que sentar separadas nas arquibancadas.

Lago Negro

Logo na entrada há um portal identificando o parque, passando por ele há várias barracas de vendedores de chapéus, lenços femininos e bijuterias.

Praticamente todos tinham o mesmo produto e o mesmo valor, só o que mudava era a simpatia no atendimento.

Eu e minha mãe compramos chapéus por R$ 15,00 cada, que em uma lojinha comum custaria R$ 8,00, mas com o sol que estava fazendo era melhor não arriscar ficar sem proteção.

Dentro do parque tem muitas árvores e muita sombra no gramado, mas para quem vai andar de pedalinho no lago, não tem sombra alguma.

Dá para passar o dia lá, pois tem restaurantes, lanchonetes, banheiros públicos. Você não paga nada para entrar e pode dar a volta no lago a pé se quiser.

Nós optamos por andar de pedalinho, que custou o Cisne para duas pessoas R$ 20,00 por 20 minutos.

O que fazer em gramado que é imperdível

Pedalinho no Lado Negro

Grande Desfile de Natal

Depois do passeio voltamos para o hotel para descansar um pouco e às 20h voltamos para o centro para assistir ao Grande Desfile de Natal.

De dia estava 30º, mas de noite, mesmo sendo janeiro, estava fazendo 10ºC naquela noite. Sorte que levamos algumas roupas de inverno.

O show acontece na Avenida das Hortênsias e começa às 21:30. Como não é com assento marcado chegamos antes para garantir um bom lugar. Ainda bem, porque logo a arquibancada encheu.

Compramos lugares na arquibanca 02, pois não tinha mais disponibilidade nas melhores arquibancadas que são a 01 e a 28, mesmo assim era um bom lugar, sentamos na primeira fileira.

Antes do Grande Desfile de Natal, aconteceu o show de acendimento das luzes de Natal, com música e malabarismo ao lado da grande árvore enfeitada, na rótula da Av. Borges de Medeiros com a Av. das Hortênsias.

O desfile é de altíssima qualidade. As fantasias, os carros tematizados, as coreografias e a música são realmente impressionantes e emocionantes.

Voltamos a ser crianças, fotografamos tudo e qualquer movimento, valeu cada centavo dos R$ 50,00 que cada um de nós pagou pelo ingresso.

Grande Desfile de Natal, Gramado

Empório da Colônia

Só então fomos jantar. Estávamos com vontade de comer um X-burguer e fomos no Empório da Colônia. A lanchonete fica na esquina da Rua São Pedro com Avenida das Hortênsias.

O X-salada custou R$ 9,00 e o X-bacon R$ 13,00, cada refrigerante de garrafa de vidro pequena (que lá eles chamam de KS) custou R$ 2,50.

Depois de uma janta calórica e do frio de tremer as pernas, voltamos para o hotel já era mais de meia noite, cantando o hino do natal luz:

Natal luz Gramado é poesia que brilha no ar… quero você bem perto… pra sentir a magia…

Para planejar o seu roteiro em Gramado, leia os outros posts aqui. E para saber onde ficar, veja as opções de onde se hospedar em Gramado. Os passeios, as atividades imperdíveis e os transfers você encontra aqui.

Douglas e Julia

Bio de casal? Como assim? É que alguns textos foram escritos juntos, então aqui estamos nós. Julia é gaúcha que solta uns 'ô meu' e Douglas é paulista que manda uns 'bah tchê'. São formados em Turismo e Hotelaria com especialização em Marketing, amam viajar e criaram esse blog em 2005. Já viu, né, viagem é o assunto principal deles.

13 comentários em “Gramado – Diário de Viagem – dia 2

    1. Oi Lu! O hotel é simples então se você gosta de hotéis assim, vale a pena. Ele é limpo e organizado, quanto a isso você não terá problemas.

    1. Karla, acho que vimos esse restaurante também, mas na Rua São Pedro é mais barato, e nem é longe, algumas quadras de lá. Aproveitamos para caminhar, prevendo que os chocolates de Gramado iam nos deixar com uns quilos a mais 🙂

      O Natal Luz é muito bonito! Vale a pena ir, mesmo com a cidade mais cheia (que a gente não gosta). Se for pensar bem, os shows não são caros porque deve ter muito investimento pra ficar bonito daquele jeito…

      Obrigado pelo elogio das fotos 🙂

  1. Parabéns!!!! Estou amando todas as dicas!! Estou com viagem marcada para janeiro de 2014 (pois já tive de adiar esse passeio 3 vezes), então estou planejando muito!! como tenho Bancorbrás, hotel já está garantido (já fiz as reservas, mesmo com quase 6 meses de antecedência), mas as dicas de vcs são realmente muito boas, já que a maioria dos restaurantes indicados por vcs tem o preço mais em conta. Estou indo de Belém para o Rio e de lá para Porto Alegre, já vi que o Natal Luz termina em 12 de janeiro, então vou pegar o final do período, já que estou indo com 2 filhos (5 e 11 anos)!!! Peço uma informação de vcs; é fácil de se locomover a pé?? já que não pretendo alugar carro…. Um abraço

    1. Olá Kristiane! Muito obrigado pelo comentário!!!

      Se o seu hotel for no centro, é bem fácil ir a pé a alguns pontos turísticos, como o desfile de Natal, a rua coberta, Palácio dos Festivais, a Igreja São Pedro, a Praça Major Nicoletti, a Igreja do Relógio, a Prefeitura Municipal, os restaurantes e as lojas.

      Mas alguns pontos turísticos são um pouco distantes (Lago Negro, os 2 pórticos, o show da fantástica fábrica de Natal e o Mini Mundo) e com 2 crianças vai ser bem cansativo. Acho que vale a pena pegar táxi para ir nos pontos fora do centro, ou usar a jardineira que faz um passeio passando pelos principais lugares.

      Abraço!!!

  2. Valeu a dica!!! estava pensando justamente nisso!!! e já que alguns passeios são em Canela, pensei em usar ônibus (deve ter algum que faça a linha Gramado/Canela!!!!). O hotel fica da Borges de Medeiros, que já facilita muito, pois é uma das ruas principais de Gramado.
    Sucesso à vocês!!!

  3. Douglas, ri demais com a história do carro perdido….kkk
    Obrigada por compartilhar suas experiências e dicas.
    Os restaurantes/lanchonetes que vocês foram aceitam cartões de crédito?
    Obrigada!

  4. Excelente post!!

    Eu estou pensando em ir dia 30 de Out a 4 de Nov…. eu gostaria de saber se já vou conseguir pegar a decoração de Natal e os shows?

    Obrigada,
    Stéphanie

  5. Ola Stéphanie,

    A informação do site oficial do Natal Luz é que a edição dos 30 anos do Natal Luz já tem data agendada: será de 29 de Outubro de 2015 a 10 de janeiro de 2016.

    Douglas e Júlia, Parabéns pelos posts!

Deixe seu comentário