São Pedro foi muito bom conosco nestes dias no Rio de Janeiro. Pela manhã sempre de tempo nublado, mas as tardes foram de Céu de Brigadeiro, como dizem os aviadores.

No nosso último dia na cidade maravilhosa optamos por aprender mais sobre os fatos históricos do Brasil e fomos ao Museu da República, também conhecido como Palácio do Catete. Este palácio foi por muito tempo o coração do Poder Executivo do Brasil.

Chegamos um pouco antes das 10h e o museu ainda não estava aberto. Ficamos admirando a arquitetura suntuosa do local por alguns minutos e seguimos para o jardim do palácio, que abre bem mais cedo.

Veja aqui onde ficar no Rio de Janeiro ou reserve pelo Airbnb e ganhe crédito de R$100,00.

Melhores lugares para visitar no Rio de Janeiro

O Jardim do Palácio do Catete

O jardim é encantador. Há um belíssimo corredor de palmeiras imperiais, onde estava acontecendo uma exposição sobre as história das mulheres que moram nas favelas do Rio de Janeiro.

Roteiro no Rio de Janeiro

Havia idosos fazendo exercício físico na ponte do lago, pessoas lendo nos bancos, babás passeando com as crianças, alunos de uma escola em excursão e alguns poucos turistas.

O que ver e fazer no Rio de Janeiro

Museu da República

Bem na entrada do museu uma placa informa que é proibido usar máquina fotográfica profissional. Pegamos a máquina compacta e cadê o cartão de memória? O cartão ficou no notebook.

Conversamos com o guarda que estava na entrada, explicamos a situação e ele disse que não podia fazer nada.

Ok, falha nossa. Tivemos que guardar a mochila no guarda-volume, mas levamos as máquinas fotográficas junto, já que eles não se responsabilizam por furtos.

Começamos o passeio pelo 2º andar, o “andar nobre”, onde aconteciam os encontros nos salões.

Principais atrativos do Rio de Janeiro

Detalhe na escadaria do Palácio do Catete

São 7 salas com diferentes temas, cada uma mais impressionante do que a outra.

Lugares históricos do Rio de Janeiro

Salão Veneziano, Palácio do Catete

E nós não podíamos fotografar… Que vontade de tirar umas fotos escondidas, o dedo ficava coçando…

Lugares imperdíveis no Rio de Janeiro

Salão Ministerial, Palácio do Catete

Fomos para o 3º andar e aqui a crise de abstinência fotográfica ficou ainda mais forte.

O primeiro lugar que entramos é a reconstituição do quarto onde Getúlio Vargas se suicidou.

Roteiro de viagem no Rio de Janeiro

Quarto de Getúlio Vargas, Palácio do Catete

Aqui está o pijama que ele estava usando, a arma e a carta de despedida (“saio da vida para entrar na história” lembra?).

Enfim, é de dar arrepios.

Mas saímos com uma dúvida, será que ele se matou mesmo? Quem se suicida atirando no próprio coração?!?

Lugares importantes para visitar no Rio de Janeiro

O pijama e a arma usados por Getúlio Vargas no suicídio

Exposição Res publica Brasileira

Nas outras salas há a exposição “Res publica Brasileira”, que conta a história do Brasil desde 1889 até os dias atuais.

Descemos para o térreo, onde há mais 6 salas que contam a história do museu e do palácio.

Aqui o dedinho nervoso não aguentou ficar sem clicar e perguntamos a uma guarda, se poderíamos fazer só uma foto da maquete. Ela falou que sim, que só não pode usar flash.

Aproveitamos para perguntar se nas outras salas poderia fotografar com a máquina grande e ela disse que sim.

Para ter certeza mesmo, falamos que no início nos informaram que era proibido.

Ela ficou espantada, disse que não sabia dessa informação e pediu para esperarmos que ela iria confirmar com a pessoa responsável.

E sim, poderíamos ter usado nossas câmeras.

O Douglas voltou todo o museu fotografando. O dedinho agradeceu muito por poder clicar.

Atrativos turísticos do Rio de Janeiro

Vitral do Palácio do Catete

Até a próxima, Rio

Almoçamos no Mr. Chan Express, o mesmo em que jantamos ontem. O buffet por quilo estava bem variado, mas como teríamos que pegar a estrada até São Paulo logo depois, resolvemos fazer um almoço leve.

A refeição para nós dois, com duas bebidas saiu por R$ 23,00. Bem econômico para o Rio de Janeiro.

Voltamos para o Hostel Cidade Maravilhosa, fizemos o check out, pegamos um taxi até a Casa Beludi onde tínhamos deixado o carro estacionado e pegamos a estrada de volta para casa.

Esperamos retornar em breve ao Rio de Janeiro, pois a cidade é encantadora.

Além das praias há muita coisa para explorarmos, como história, cultura, gastronomia.

E assim continuamos aprendendo com as viagens… 

Museu da República – Palácio do Catete

Site: www.museudarepublica.org.br
Quando: 3ª a 6ª feira (10h às 17h) e sábado, domingos e feriados (14h às 18h)
Onde: Rua do Catete, 153 – Catete
Como: Visita guiada para grupos escolares e comunitários entrar em contato com mr.educa@museus.gov.br | Audioguia em português, inglês e espanhol | Vídeo guia para deficientes auditivos.
Quanto: R$ 6,00 por pessoa (gratuito às quartas e domingos) | Gratuito para crianças até 12 anos, maiores de 65 anos e grupos escolares.

Para planejar o seu roteiro no Rio de Janeiro, leia os outros posts aqui. E para saber onde ficar, veja as opções de onde se hospedar no Rio de Janeiro. Os passeios, as atividades imperdíveis e os transfers você encontra aqui.

Posts relacionados

Douglas e Julia

Bio de casal? Como assim? É que alguns textos foram escritos juntos, então aqui estamos nós. Julia é gaúcha que solta uns 'ô meu' e Douglas é paulista que manda uns 'bah tchê'. São formados em Turismo e Hotelaria com especialização em Marketing, amam viajar e criaram esse blog em 2005. Já viu, né, viagem é o assunto principal deles.

4 comentários em “Diário Rio – Dia 5 – Palácio do Catete

  1. Gosto muito das fotos de vcs.
    Vcs mostram detalhes que eu nao prestaria atencao se estivesse no mesmo lugar.
    Parabens!

    1. Valeu Dudu!!! E olha que ainda temos muito que melhorar. Ganhamos o dia com seu comentário!!

Deixe seu comentário