Dia 68 a 72 – Dias de descanso e trabalho em El Chaltén, no Rancho Grande Hostel

{Quarta a Domingo, 01 a 05 de maio de 2019} El Chaltén é um pequeno vilarejo que fica dentro do Parque Nacional Los Glaciares Zona Norte. E talvez seja o único com uma localização como essa, dentro de um parque nacional.

A cidade é conhecida como a capital nacional do trekking e também como o paraíso das montanhas.

Faz muito frio na cidade nessa época do ano, e não tem como ser diferente, já que está em um vale cercado por montanhas.

Dos dias que ficamos aqui o mais quente fez 4 graus. As noites foram de temperaturas negativas, de congelar lagos e todos os carros por fora.

O primeiro dia, como a atendente do posto de informações disse que seria, estava nublado e chuviscando. Fomos atrás de um hostel para passar os próximos dias pois estava muito frio. Não para dormir, mas para tomar um banho e usar a cozinha.

Hi Hostel Rancho Grande

Encontramos um Hi Hostel, o Rancho Grande, e a aparência externa já nos deixou com vontade de ficar lá. Pareceu muito acolhedor.

Sempre damos preferência para os hostels associados a Hi Hostel pois eles seguem um padrão de qualidade. E outra vez nos surpreendemos,

Acho que foi um dos melhores hostels que já conhecemos. Eles são uns dos pioneiros em El Chaltén, estão aqui faz 20 anos, e olha que a cidade existe faz 30 anos.

Começou como um restaurante 24 hs para atender aos escaladores e viajantes, depois passaram a oferecer algumas camas e hoje eles continuam com o restaurante 24hs, ampliaram o hostel e tem também uma operadora de turismo.

É o melhor lugar para ficar em El Chaltén, vai por nós. Aqui você vai encontrar famílias com crianças pequenas, jovens, casais e os jovens idosos.

A estrutura do Rancho Grande é ótima e muito aconchegante. Dá uma olhada.

A cozinha

São dois pisos, com uma cozinha em cada. Tem todas as panelas, louças e talheres necessários para cozinhar, além de geladeiras para guardar sua comida. Tem também forno de microondas.

O bom é que a água da torneira é potável e aquecida.

Se você não quiser cozinhar, o hostel oferece restaurante 24 horas e serve pratos que pareciam estar deliciosos.

Os banheiros

São 2 banheiros masculinos e 2 femininos com 4 sanitários e 4 duchas em cada, e um de cada em cada piso.

O banheiro também é aquecido e tem um banco grande para colocar as roupas e itens de banho. Dica: pegue o box do fundo e deixe sua toalha no aquecedor enquanto você toma seu banho rsrs.

Área comum

O Rancho Grande tem um aconchegante mezanino com mesas e sofás. Aliás, aqui nós instalamos nosso escritório e ficamos de manhã até meia noite hehehe.

A internet é rapidíssima e não fica caindo.

É um lugar com uma energia muito boa. Não dá vontade de ir embora, tanto que ficamos alguns dias a mais do que o planejado.

O primeiro o dia estava ruim para fazer trekking, então aproveitamos para trabalhar e tirar o atraso dos posts aqui do blog. Afinal, 1º de maio é dia do trabalhador, né.

Agora o segundo dia amanheceu com pouco de nuvens, mas a previsão era melhorar lá pelas 9h. Arriscamos e fomos para a trilha.

Ah! isso eu não contei ainda. O Hostel Rancho Grande fica pertinho do início da principal trilha. Pertinho mesmo, dá para ir a pé.

Como a trilha do Fitz Roy foi muito puxada, desistimos de fazer as outras trilhas. Já era sábado e para não pegar a estrada no fim de semana, resolvemos ficar em El Chatén mais dois dias para conhecer a cidade e tirar o atraso dos posts aqui no blog.

Até o recepcionista do hostel veio falar com a gente no domingo, “estou vendo vocês trabalhando dois dias seguidos de manhã até a noite, não tá certo isso”.

Respondemos que faz parte, temos que trabalhar para poder passear, fazer o que.

Não nascemos ricos, não casamos com ricos e ainda não ganhamos na mega sena. Mas essa foi a forma que encontramos de conhecer o mundo.

Ele foi super gentil e nos deu várias dicas sobre a carreteira austral, nosso próximo roteiro.

Então já sabe, se vier para El Chaltén o melhor lugar para se hospedar é no hostel Rancho Grande. Tente visitar entre novembro e abril, melhor época.

O que fazer em El Chaltén

A cidade de El Chaltén é um vilarejo muito charmoso, com poucas ruas. Não tem o que fazer na cidade se não for comer, fazer trilhas e aproveitar o clima de montanha.

Na verdade tem alguns atrativos, mas não são eles que vão fazer você ir até lá. Como por exemplo esse mochilão esculpido em madeira rsrs.

Capilla de los Escaladores

Quando você pegar o mapa turístico de El Chaltén, você vai ver que há um museu na cidade. Na verdade, o museu é uma capela construída em memória dos escaladores que morreram nas montanhas de El Chaltén.

Lá estão os nomes dos escaladores, a data em que morreram (alguns somente o mês e ano) e em qual montanha isso aconteceu.

E esses foram nossos dias em El Chatén. Sobre a trilha do Fitz Roy, contaremos no próximo post.

Quer saber mais sobre essa viagem? Confira esse post aqui melevadeleve.com/viagem-de-carro-pela-america-do-sul

Números do dia:

Distância percorrida: 18,4 km
Tempo: 5h entre dirigir e paradas.

Contribua para essa viagem

Está gostando da nossa viagem de carro pela América do Sul? Então use nossos links para reservar as suas viagens. O valor não muda para você e a comissão que ganhamos é bem pequena, o preço de um cafezinho que você toma enquanto está lendo e se divertindo com o diário da viagem e as nossas dicas.

Hospedagem: Booking.com ou Airbnb (Airbnb com desconto de R$ 130,00 na primeira hospedagem e R$ 49,00 em uma experiência)
Seguro Viagem: Seguros Promo (com 5% de desconto)
Passagens Aéreas: Passagens Promo
Aluguel de carro: Rentcars
Transfers: Viator
Passeios: ViatorTiqetsTourOn e Get Your Guide
Transferência online de dinheiro para o exterior: Transfer Wise

Agradecimentos aos nossos apoiadores dessa viagem:

 

 

Compartilhe
Julia Flores

Julia Flores

Formada em Turismo e Hotelaria, com pós-graduação em Marketing Estratégico e experiência com marketing de destinos turísticos. Amo viajar, não pelos carimbos no passaporte ou pelas selfies, mas pelo o que as viagens me proporcionam. Gosto de praticar esportes, mas também adoro ficar de preguiça no sofá em dias frios ou chuvosos.

Deixe seu comentário