O post mais completo sobre seguro viagem

Dia 122: Explorando Salta. Plaza 9 de Julio, Iglesia San Francisco e Teleférico San Bernardo

{24 de junho de 2019} Salta, La Linda.

O dia amanheceu com céu azul e ensolarado na cidade de Salta. Ótimo para sair explorar a cidade caminhando.

Pegamos um mapa turístico na secretaria de turismo e quando demonstramos interesse em atividades culturais, recebemos umas dicas extras.

Mas antes de sair para explorar as atrações de Salta, começamos o dia com um banho.

Banho na Piscina Municipal

Nos disseram que em frente a praça tinha um clube, uma piscina municipal com banheiros e chuveiros gratuitos. Resolvemos ir conferir.

Esse clube tem uma piscina olímpica e já foi o principal clube da alta sociedade da cidade de Salta.

Infelizmente hoje a piscina funciona apenas 3 meses por ano, quando o calor permite que a água fique em temperatura agradável. Durante os outros meses fica praticamente abandonado e sem manutenção.

Deu para tomar banho, mas não é lá essas coisas. Não recomendamos.

É obrigatório ter seguro viagem para viajar pra Argentina? Não é, mas já pensou se você precisa de atendimento médico lá? Deve ser caro demais! Você que é um viajante experiente não vai viajar sem seguro viagem, né. Veja aqui as opções de planos e seguradoras e com o nosso link, ganhe 5% de desconto. Se você ainda não sabe muito sobre o assunto, leia aqui Tudo sobre seguro viagem.

Almoço em Salta

Andando pelo centro, um restaurante chamou nossa atenção. O La Vid é bem pequeno e serve comidas tipicas da região.

De entrada pedimos empanadas de carne. Para o prato principal locro e lentilha com guizado.

Para beber suco de pêssego com sprite, que eu nunca tinha tomado e gostei.

Infelizmente não sobrou espaço para sobremesa.

Restaurante La Vid Salta

Plaza 9 de Julio

Depois da comilança do almoço fomos dar uma volta na Plaza 9 de Julio.

Ao redor da praça ficam alguns atrativos históricos de Salta como o Cabildo, o Museu de Arqueologia de Alta Montanha e a Catedral Basílica de Salta.

Catedral Basílica de Salta

A praça em si já é uma atração, pois aqui as pessoas se reúnem ao longo do dia. Alguns fazem apresentações artísticas, outros vendem artesanato ou comida e assim a praça ganha vida em meio as suas árvores frutíferas.

Sim, uma praça com árvore frutífera que as pessoas podem comer as frutas!

Cabildo Salta

Alugue um carro em Salta para explorar toda a região. Veja aqui um comparativo entre modelos de veículos e locadoras.

Iglesia San Francisco

Da praça vimos a rua Caseros com casas de arquitetura muito bonita e fomos andar por ali. Na esquina tinha uma igreja, a Iglesia San Francisco, que se destaca na paisagem.

Próximo a porta tinha um banner falando sobre uma visita guiada e fomos conferir como era e os valores. Escolhemos fazer o Tour Histórico, que custa 100 pesos e dura em média 1 hora.

Iglesia San Francisco Salta

Uma guia nos leva até o pátio e conta um pouco da história da construção desse lugar. Aliás, um belíssimo pátio, que nos faz imaginar as freiras caminhando sem pressa por lá.

Depois andamos por dentro do mosteiro e conhecemos como é um dos quartos dos monges e ou pouco mais sobre o trabalho exercido antigamente e nos dias de hoje.

O quarto deles é super simples, praticamente sem conforto algum.

Iglesia San Francisco Salta

E todo o deslocamento entre uma parte e outra da igreja foi por dentro das paredes. Quem imaginaria que as paredes escondem corredores, passagens secretas? Sensacional.

E pudemos chegar pertinho do órgão com seus milhares de tubos, o segundo maior de toda a Argentina. E vimos a igreja todinha por outro ângulo. E como é linda.

Iglesia San Francisco Salta

Se você não viaja de campervan, veja aqui onde ficar hospedado em Salta.

Iglesia San Francisco Salta

Valeu a pena fazer o tour e conhecer um pouco mais da história de Salta.

Teleférico San Bernardo

Da igreja fomos andando uns 800 metros até o teleférico San Bernardo, para ver a cidade do alto. Bem, bem do alto.

Para ir e voltar, o teleférico custa $ 400 pesos. Mas você pode ir de carro, ou se você tiver no pique pode subir andando ou de bike. Tinha um monte de gente se exercitando lá.

Subimos uns 400 metros de altitude e lá do alto deu para ter uma vista linda da cidade.

Teleférico San Bernardo Salta

E tem toda uma estrutura no alto do morro, com banheiros, lanchonetes, parquinho, academia gratuita e feirinha de artesanato.

Teleférico San Bernardo Salta

Queríamos ficar para o pôr do sol, mas como estávamos a pé, achamos melhor não, pois teríamos que caminhar por ruas que não pareciam exatamente 100% segura.

Esse é um passeio que vale a pena fazer em Salta.

Teleférico San Bernardo Salta

Jantar

Voltamos até o carro e era hora de saída do trabalho e das escolas, então imagina o trânsito que estava.

Paramos no meio do caminho para jantar e matamos a vontade de comer um hambúrguer com batatas fritas.

Depois fomos dormir cedo pois amanhã temos o Tren de las Nubes e temos que acordar de madrugada.

Números do dia:

Distância percorrida: 19 km
Alimentação: $ 1040 pesos argentino (aprox. R$ 104,00)
Tour na igreja: $ 200 pesos argentino (aprox. R$ 20,00)
Teleférico: $ 800 pesos argentino (aprox. R$ 80,00)
Estacionamento (dia todo): $ 270 pesos argentino (aprox. R$ 27,00)

Programe a sua viagem

Está gostando da nossa viagem de carro pela América do Sul? Então use nossos links para reservar as suas viagens. O valor não muda para você e a comissão que ganhamos é bem pequena, o preço de um cafezinho que você toma enquanto está lendo e se divertindo com o diário da viagem e as nossas dicas.

Hospedagem: Booking.com ou Airbnb (Airbnb com desconto de R$ 130,00 na primeira hospedagem e R$ 49,00 em uma experiência)
Seguro Viagem: Seguros Promo (com 5% de desconto)
Passagens Aéreas: Passagens Promo
Aluguel de carro: Rentcars
Transfers: Viator
Passeios: ViatorTiqetsTourOn e Get Your Guide

Agradecimentos aos nossos apoiadores dessa viagem:

  

Compartilhe
O post mais completo sobre seguro viagem
Julia Flores

Julia Flores

Formada em Turismo e Hotelaria, com pós-graduação em Marketing Estratégico e experiência com marketing de destinos turísticos. Amo viajar, não pelos carimbos no passaporte ou pelas selfies, mas pelo o que as viagens me proporcionam. Gosto de praticar esportes, mas também adoro ficar de preguiça no sofá em dias frios ou chuvosos.

Deixe seu comentário