Dias 145/146: San Cosme y Damián, Ruínas Jesuíticas do Paraguai

{Quarta e quinta-feira, 17 e 18 de julho de 2019} Pela manhã saímos de San Ignácio em direção a San Cosme y Damián pela Ruta 1, foram uns 100 km de distância entre as cidades, com previsão de 1h15 de deslocamento.

O dia estava bonito, sem nuvens e com céu azul. A estrada é de pista única em bom estado de conservação e quase não tinha movimento.

Túnel Verde

Uns 22 km depois de ter saído de San Ignácio vimos uma placa na rodovia indicando um túnel verde virando à direita. É claro que fomos lá conferir.

Saímos da Ruta 1 e entramos em uma estrada de terra e uns 300 metros a frente lá estava o tal do túnel verde formado por várias árvores em uma extensão de uns 100 metros.

San Cosme y Damián

Depois de andarmos uns 80 km pela Ruta 1, vimos uma placa na estrada indicando para virar a direita e seguir 30 km até San Cosme y Damián.

A estrada era boa e de asfalto até a cidade. Pouco movimentada e com algumas casas pelo caminho, boa parte delas, curiosamente, com pequenas quadras de vôlei. Parece que aqui esse é o esporte preferido dos paraguaios.

Chegamos em San Cosme y Damián eram 11h30 da manhã. Uma cidade simples e bonitinha, com placas indicando os atrativos turísticos da cidade. Seguimos as placas até a secretaria de turismo para pegar informações sobre o que fazer na cidade.

San Cosme y Damián

Se você não viaja de campervan, veja aqui onde ficar hospedado em Asunción.

Planetário de San Cosme y Damián

Ali mesmo na secretária de turismo descobrimos que fica um planetário bem conhecido no Paraguai. Como tinham horários vagos e a explicação seria exclusiva para nós, resolvemos aproveitar e conhecer.

Primeiro pagamos as entradas e fomos direcionados para uma sala onde recebemos algumas explicações sobre o planetário de San Cosme Y Damián, sua história e sua importância para o país.

A importância de Buenaventura Suarez para a cidade e a astronomia foi o assunto principal, afinal de contas ele foi o primeiro astrônomo do hemisfério sul e a cidade era seu local preferido para estudar o espaço.

Assim que terminaram as explicações, outra guia nos recebeu e nos levou para uma área aberta onde tinham um pequeno tobogã que representa o buraco negro no espaço. Fomos convidados a passar por ele.

Agora era hora de outra guia nos acompanhar e entramos no planetário. Uma sala escura que aos poucos foi se iluminando com as luzes das estrelas. Recebemos explicações sobre as estrelas e os planetas. Aprendemos a identificar a via láctea e algumas constelações.

Ao sair da sala fomos apresentados ao Solar Astrolabe. Você conhece? Foi a primeira vez que vimos um e tivemos uma das melhores explicações sobre como funciona o nosso sistema solar. Ficamos encantados e imaginando como seria legal ter aprendido assim no colégio.

Nossa última parada foi em uma sala onde tinha um telescópio, o mais moderno do Paraguai, mas para vermos alguma coisa teríamos que voltar noite. É claro que vamos voltar, né. Se acha que a gente vai perder essa oportunidade de ver a lua, escorpião e alguns planetas? Não, né.

Ruínas de San Cosme y Damián

Ao terminar de conhecer o planetário, uma guia da secretaria estava nos esperando para apresentar as ruínas de San Cosme y Damián, que fica do outro lado da praça.

Ruínas de San Cosme y Damián

Ao contrário das outras ruínas das missões jesuíticas, essa ainda tem sua estrutura em pé, com telhado e tudo e ainda funciona. É utilizada como igreja e ali ainda acontecem as aulas de catequese.

Ruínas jesuíticas de San Cosme y Damián

As estátuas originais de San Cosme y Damián, padroeiros da cidade, estão dentro dessa igreja. A área que era de moradia dos jesuítas, essas estão inativas.

Ruínas jesuíticas de San Cosme y Damián

O lugar é muito bonito, muito bem cuidado, e deve ser lindo realizar um casamento ali. As pessoas são receptivas, mas pena que ainda estão no processo de reconhecimento e inclusão na Unesco como patrimônio da humanidade, então faltam recursos.

Para preservar o local contam com doações da comunidade e também de associações da Europa de países como a Alemanha

Ruínas jesuíticas de San Cosme y Damián

Não viaja de campervan? Vá de avião e alugue um carro para explorar toda a região. Veja aqui um comparativo entre modelos de veículos e locadoras.

Almoço

Depois de visitar, tirar várias fotos e receber muitas informações (que vamos contar em um post exclusivo), hora do almoço, finalmente.

Estava com muita fome já e só tinha um restaurante aberto na cidade, bem em frente a praça principal.

Como já tinha passado um pouco da hora do almoço, nos sobrou pedir sanduíche de milanesa e empanadas, que estavam bem gostosas.

Praia de San Cosme y Damián

A cidade de San Cosme y Damián fica a beira do Rio Paraná e faz divisa com a Argentina, então é possível ver ao longe as terras dos hermanos.

À beira do rio foi construída uma área de lazer para a população aproveitar, principalmente nos dias quentes.

Praia de San Cosme y Damián

Para chegar lá a estrada é de terra, e o melhor caminho para chegar é pela rua San Cosme, seguindo as placas próximas às ruínas.

O sol estava quase se pondo. Aproveitamos para tomar um cafezinho da tarde comendo um alfajor argentino e observando aquela bela paisagem.

Praia de San Cosme y Damián

Parece um bom lugar para passar a noite no verão. Agora no inverno, como o lugar fica abandonado e sem iluminação, preferimos não arriscar.

Praia de San Cosme y Damián

Jantar

Depois de passear e relaxar na praia do Rio Paraná, voltamos para a frente da secretaria de turismo onde fica o observatório/planetário para esperar escurecer e apreciar o céu com o telescópio.

Os restaurantes estavam fechados e o jeito foi improvisar com o que tínhamos na despensa de casa. Pão, atum, maionese, mostarda, catchup, molho barbecue…

Observatório de San Cosme y Damián

Lá pelas 20h entramos no observatório e fomos direcionados para a sala do telescópio. Já tinha um grupo de umas 10 pessoas e o guia estava começando a explicar o que veríamos naquela noite.

Vimos pelo telescópio a lua, Júpiter e Saturno. A olho nu aprendemos a ver escorpião, as três marias, o Cruzeiro do sul  e a via láctea.

Foi muito legal ter voltado a noite para ver na prática muitas das coisas que aprendemos de dia. E como o céu é estrelado aqui, foi uma noite bem diferente e queremos repetir em outros lugares onde encontrarmos planetários com observatório.

Se você tiver dicas de lugares que valem a pena visitar, deixe aqui nos comentários.

Dunas de San Cosme y Damián

Na manhã seguinte fomos conhecer um lugar que vi no instagram e fiquei encantada, que fez San Cosme y Damián entrar no nosso roteiro: as Dunas de San Cosme y Damián.

Na secretaria de turismo da cidade nos informaram que deveríamos ir até a base naval, pois para chegar nas dunas é preciso pegar um barco. Sim, as dunas ficam em uma ilha no meio do Rio Paraná. E esse barco sai da base naval.

Chegando na base naval demos de cara com um portão fechado, mas tinha uma major que nos recebeu super bem e disse que os passeios não estavam saindo aqueles dias por conta dos fortes ventos e por ser baixa temporada. Mesmo assim nos passou o contato da empresa que faz os passeios.

Não conseguimos falar com a pessoa, mas de qualquer forma pelo que a major falou, não seria autorizada a saída do barco. Uma pena, pois queria muito conhecer essas dunas.

Mesmo assim tentei contato com a empresa para saber como funciona e os valores. Obtive responda um dia depois.

O barco para 10 pessoas custa 600 mil guaranies (aproximadamente R$ 370,00). Se quiser acampar na ilha, ir em um dia e voltar no outro, o barco cobra 800 mil (aproximadamente R$ 500,00) para 10 pessoas.

Ou seja, tem que torcer para encher o barco, arrumar mais pessoas para dividir a conta ou pagar o valor integral para ter o barco exclusivo para você e garantir o passeio.

É obrigatório ter seguro viagem para viajar pra Paraguai? Não é, mas já pensou se você precisa de atendimento médico lá? Você que é um viajante experiente não vai viajar sem seguro viagem, né. Veja aqui as opções de planos e seguradoras e com o nosso link, ganhe 5% de desconto. Se você ainda não sabe muito sobre o assunto, leia aqui Tudo sobre seguro viagem.

Reserva Natural Aguapey

As guias de San Cosme y Damián nos indicaram visitar a Reserva Natural Aguapey, que fica a 5 km do centro da cidade.

Para chegar lá andamos por uma estrada de terra com alguns trechos esburacados, mas chegamos. Ponto para a Doblò!

A reserva fica a beira do rio Paraná e ali tem uma estrutura que nos pareceu convidativa para algumas horas até o almoço.

Conversamos com os guarda-parques e eles nos indicaram as áreas que poderíamos ter acesso

A primeira parada foi o mirante Aguapey. Passamos por um gramado (e por alguns pássaros quero-quero bravos) para ver o horizonte sobre o Rio Paraná. É uma vista bonita, no fim da tarde deve ser maravilhoso.

Reserva Natural Aguapey

Depois no caminho nos deparamos com um banco em tamanho gigante. Não resistimos e fomos lá tirar umas fotinhos.

Reserva Natural Aguapey

Do outro lado do parque encontramos um balanço gigante, super divertido. Parecíamos crianças…

Perto do balanço tem um lago com uma ponte de madeira, que passa bem no meio.

Parecia uma ‘casinha’ de pássaros ali na beirada, mas não vimos muitas aves aqui, talvez por conta do horário. Foi até divertido andar pela ponte de madeira, balançar tentando fazer ela entrar na água…

Reserva Natural Aguapey

Entre o lago e o balanço gigante tem uma construção equipada com banheiros, mesas, cadeiras, pia e churrasqueira.

É um espaço bem bacana para passar o dia e descansar.

Estrada até Jesús de Tavarangüe

Como não tinha mais o que fazer em San Cosme y Damián, seguimos para o nosso próximo destino, Jesús de Tavarangüe que fica a uns 100 km de distância. Nesse trecho, 18 km foram de estrada de chão com trechos em condições bem ruins até a cidade de Coronel Bogado.

Pegamos a dica com alguns viajantes de que em Coronel Bogado tinha uma ótima Chiperia, Chipas Don Pipo.

Chegamos com vontade de provar e com expectativa, mas não foi tudo aquilo que falaram. Pedimos de carne e de frango, estavam boas, mas nada espetacular.

Seguimos pela Ruta 1 até Encarnación, desviamos pela Ruta 6 até Trinidad onde pegamos a estrada que leva até Jesús de Tavarangüe.

O trecho de Coronel Bogado até Trinidad é todo asfaltado em bom estado e alguns poucos trechos de pista dupla. Apesar dos motoristas em alta velocidade e um caminhão que nos fez ir para o acostamento, o trecho é relativamente tranquilo.

Passamos por dois pedágios onde pagamos 5.000 guaranies em cada um deles.

Logo depois de Encarnácion começou a chover, choveu bastante, choveu muito.

Jesús de Tavarangüe

Chegamos em Jesús de Tavarangüe com chuva e fomos em direção as ruínas. Quando chegamos lá a chuva parou.

Como é tudo gramado em volta da ruína, estacionamos o carro e tiramos um cochilo. Afinal ainda era cedo e poderíamos visitar a ruína a noite durante o show de som e luz e no outro dia de manhã visitar novamente para vê-la de dia.

Tiramos um cochilo de 1 hora, mais ou menos, e a chuva voltou.

Pneu do carro murchou

Quando acordamos e saímos do carro percebemos que o pneu estava murcho. Então fomos atrás de um borracheiro e achamos o que parecia ser o único da cidade.

Ele só encheu o pneu e disse que se murchar de novo era para voltarmos no dia seguinte para arrumar.

Show de Som e Luz de Jesús de Tavarangüe

Choveu o dia todo e a noite também. O Show de som e luz começava às 19h30, mas decidimos deixar para visitar amanhã e ficar mais um dia na cidade. Afinal de contas não temos pressa e podemos esperar para ver se o tempo melhora.

Na volta passamos no mercado para comprar algumas coisas para a janta, pois aparentemente não tem restaurante na cidade. Pelo menos não achamos e o único que nos indicaram era bem boteco, só tinha petiscos e a dona só falava guarani.

Falamos com os guardas que ficam na entrada das ruínas e eles deixaram a gente dormir ali na frente no estacionamento e ainda nos emprestaram o banheiro para tomar um banho quentinho.

Então acompanha aí que amanhã tem Jesús de Tavarangüe, se a chuva permitir.

Números do dia:

Distância percorrida: Dia 145, 114 km. Dia 146, 125 km.
Alimentação: $ 94.000 guarani paraguaio (aprox. R$ 60,00)
Gasolina: $ 110.000 guarani paraguaio (aprox. R$ 70,00)
Entrada Missões: $ 50.000 guarani paraguaio (aprox. R$ 30,00)
Pedágios: $ 10.000 guarani paraguaio (aprox. R$ 6,00)

Programe a sua viagem

Economize comprando sua passagem aérea no site do Passagens Promo.

Data de embarque confirmada, hora de reservar a sua hospedagem, nossa dica para economizar é conferir esses dois sites: Booking.com ou Airbnb (Airbnb com desconto de R$ 130,00 na primeira hospedagem e R$ 49,00 em uma experiência)

Nada de viajar para um lugar de altitude sem o Seguro Viagem do Seguros Promo, clique nesse link e use nosso cupom MELEVADELEVE5 e ganhe 5% de desconto.

Vai alugar carro para conhecer o norte da Argentina? Então dá uma olhada nas opções da Rentcars, você paga em reais e não tem a surpresa de quanto vai pagar quando chegar a conta do cartão de crédito e não precisa ficar rezando pra cotação do dólar não aumentar.

Não vai de carro? Então reserve um transfer do aeroporto até sua hospedagem e a volta pelo site da Viator.

E já reserve os principais passeios para não correr o risco de ficar sem vaga quando chegar lá. Os principais sites para economizar nos passeios são: ViatorTiqetsTourOn e Get Your Guide

Agradecimentos aos nossos apoiadores dessa viagem:

  

Compartilhe

Veja mais sobre o assunto navegando pela categoria

Julia Flores

Julia Flores

Formada em Turismo e Hotelaria, com pós-graduação em Marketing Estratégico e experiência com marketing de destinos turísticos. Amo viajar, não pelos carimbos no passaporte ou pelas selfies, mas pelo o que as viagens me proporcionam. Gosto de praticar esportes, mas também adoro ficar de preguiça no sofá em dias frios ou chuvosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *