Ainda lembro bem das aulas de ecoturismo da universidade. A teoria, embora às vezes chata, era muitas vezes bastante interessante. Foi lá que começamos a aprender sobre o perfil dos turistas de aventura.

Mas a história do post é outra, é de uma das viagens técnicas do curso. Metade da sala fez a viagem do acampamento com rafting em Ibirama-SC. A outra metade fez caminhada com caiaque oceânico em Bombinhas-SC.

Nós fizemos o rafting, saímos de Balneário Camboriú, acampamos uma noite lá e voltamos no outro dia.

Veja aqui onde se hospedar em Balneário Camboriú ou reserve pelo Airbnb e ganhe crédito de R$100,00.

Rafting em Ibirama

A parte do acampamento foi tranquila, já tínhamos prática e o local era bem apropriado. A novidade mesmo foi o rafting, que nunca tínhamos feito.

Onde acampar em Santa Catarina Rafting em Ibirama - SC

Por um tremendo azar, a Julia ficou com febre na véspera da viagem. Como a água estava fria, gelada, ela não arriscou fazer o rafting e piorar ainda mais.

Como chegar em Ibirama

Ibirama fica no interior de Santa Catarina, a 220 km de Florianópolis e bem pertinho de Blumenau, a 77 km. Para quem está em Balneário Camboriú também dá para fazer um bate e volta, a distância é de 140 km.

Compare aqui as locadoras para encontrar o melhor aluguel de carro para viajar por aí.

Preparação para o rafting

Depois de colocar o equipamento de segurança, o capacete e o colete salva-vidas, já começou a zoeira. O dia estava nublado, ventando, frio pra caramba e tinha chovido no dia anterior.

Algum espírito de porco viu um tonel cheio de água da chuva, encheu o capacete e começou a molhar a galera. Como ninguém nega uma bagunça, logo todos estavam enchendo os capacetes de água.

A guerra de água evoluiu e passou para jogar as pessoas dentro do tonel de água. Foi o batizado, todos ficaram molhados. Qual o problema né? Estávamos lá para entrar no rio mesmo.

Já tremendo de frio, entramos no ônibus e seguimos para o ponto de entrada no Rio Hercílio, que depois de alguns quilômetros desemboca no Rio Itajaí Açú.

O que ver e fazer em Santa Catarina Rafting em Ibirama - SC

Instruções básicas para o rafting

Chegando no rio, fizemos uns exercícios de aquecimento e os instrutores passaram algumas informações sobre como remar, como passar as corredeiras e o que fazer se a gente cair do bote na água.

Bem tranquilo. A atividade é de baixo risco, mesmo para iniciantes, além disso, havia 3 instrutores em caiaques individuais para emergências.

Leia também: Roteiro das festas de outubro de Santa Catarina | Beto Carrero World

Prontos pra aventura

Entramos na água e o frio que era grande ficou ainda maior, parecia congelar os ossos.

A Jú foi acompanhando na beira do rio, com a equipe de terra e uma amiga que também não pôde entrar na água.

Onde fazer rafting em Santa Catarina Rafting em Ibirama - SC

Essa parte do Rio Hercílio tem corredeiras de classe II e III ideais para quem é iniciante, mas também quer um pouco de emoção extra.

No início foi como um passeio numa piscina. Estávamos na parte sem corredeira, mas logo as quedas d’água foram ficando mais intensas e a temperatura congelante da água foi esquecida.

Nosso bote criou um grito de guerra para gritar a cada corredeira conquistada. Antes da queda era um tal de ‘rema, rema, rema’, durante a queda era ‘vai, vai, vai’ e depois vinha o grito de guerra, que nem me lembro qual era.

O que ver e fazer perto de Balneário Camboriú Rafting em Ibirama - SC

Crédito: Radical Rafting

A cada corredeira a adrenalina subia.

O instrutor viu que no nosso bote o pessoal era mais ágil e destemido e começou a nos levar para as partes mais radicais das quedas d’água.

Algumas quedas eram grandes o bastante para ‘remar no vácuo’.

A frente do bote levantava antes de descer a queda d’água. Quando pensava que minha remada faria diferença, o remo não encontrava água, só ar.

Depois paramos próximos a uma cachoeira maior para observá-la e entrar debaixo dela, quase enchendo todo o bote de água.

Surfamos contra a correnteza em alguns pontos. É assim, o bote fica abaixo de uma queda d’água, virado contra a correnteza e ficamos ‘parados’ no lugar, remando para que a correnteza não nos leve pelo rio.

O que ver e fazer em Ibirama Rafting em Ibirama - SC

Crédito: Radical Rafting

Desafio superado

Depois de vários quilômetros e 3 horas de descida, os músculos dos braços estavam cansados, exaustos, mas a sensação de liberdade e do desafio superado faz a gente esquecer isso. Nessa hora a paz de espírito predomina.

Onde fazer rafiting em Santa Catarina

Crédito: Radical Rafting

Para planejar o seu roteiro em Ibirama e Balneário Camboriú, leia os outros posts aqui. E para saber onde ficar, veja as opções de onde se hospedar em Balneário Camboriú. Os passeios, as atividades imperdíveis na região e os transfers do/para o aeroporto você encontra aqui.

Douglas Sawaki

Formado em Turismo e Hotelaria, com experiência em vendas e marketing na área do Turismo. Paulista que aprendeu a curtir São Paulo depois que deixou de ser um cara estressado. Meio sedentário, meio esportista, se é que você me entende.

9 comentários em “Rafting em Ibirama – Santa Catarina

    1. Oi Oscar! Com certeza no verão é melhor, pelo menos com relação à temperatura da água. Abraço!!!

    1. Oi Natalie! Tudo bem sim, melhor agora com essa notícia!

      Obrigado! Vou lá ver o nosso e os outros posts da viajosfera 😉

      Até mais!
      Douglas

    1. Rafa, é verdade. Acho que entre os esportes radicais, o rafting é um dos melhores para quem quer começar a se aventurar. Abraço!

    1. Daniel, vale mesmo! Não vemos a hora de repetir a dose, dessa vez com a Ju no bote também. Abraço

Deixe seu comentário