Nova York tem tantas atrações turísticas que a pergunta mais frequente que os viajantes fazem é: Entre tantos pontos turísticos, o que visitar na cidade? Uma resposta, das centenas possíveis, é: Bryant Park!

Para quem gosta de parques, o Central Park é uma resposta óbvia. Porém, quem gosta de parques pequenos e acolhedores, vai se encantar com o Bryant Park. Além de bonito, ele proporciona outra visão sobre o cotidiano dos nova iorquinos. Para mim está entre as atrações imperdíveis da cidade.

Ele fica em Midtown, perto da Times Square. Para ser mais exato, a localização do Bryant Park é entre a 5ª e a 6ª Avenida e entre as ruas 40th e 42nd. No mesmo quarteirão está a biblioteca pública de Nova York, que também vale a pena conhecer.

Já deu para ver que o parque fica em uma ótima localização para fazer aquela pausa durante os passeios, né? Para dar uma quebrada no seu roteiro de viagem em Nova York.

Mas por que o Bryant Park é um dos meus parques preferidos? O que tem para fazer lá?

Programa típico novaiorquino

Eu visitei a cidade em julho e fui diversas vezes no parque. Isso porque minha escola de inglês ficava bem pertinho, a apenas um quarteirão, o que me permitia aproveitar para almoçar ali no Bryant Park.

E pelo que percebi, é um programa típico de quem trabalha ou estuda próximo. O motivo é que apesar do parque ser pequeno, tem uma ótima estrutura para quem quer almoçar ou fazer um lanche por ali, com mesas e cadeiras e várias lanchonetes por perto.

Melhores parques de nova york bryant park

No meio do parque tem um gramadão e ao redor tem árvores que fazem uma ótima sombra, que ajudam a refrescar um pouco no calor de julho. E debaixo dessas sombras tem mesas e cadeiras. E o legal é que elas não são fixas no chão, então dá pra ir fugindo do sol forte do verão, ou ir atrás do sol no inverno.

Veja aqui onde ficar em Nova York ou reserve pelo Airbnb e ganhe crédito de R$100,00.

Bryant Park no verão

Eu visitei o parque só no verão e fiquei bastante empolgada com o que tem para fazer lá.

Claro que além da programação cultural de verão, o parque é super animado, com pessoas aproveitando o sol, fazendo exercícios ou apenas descansando no gramado.

Nas noites de verão o Bryant Park costuma exibir filmes gratuitamente e é super concorrido, pois a atração tem a cara de NYC. Por isso tem que chegar um pouco cedo para conseguir um lugarzinho no gramado, bem acomodado .

Para as sessões de cinema, o gramado é aberto lá pelas 17h para você já ir se ajeitando, colocando uma toalha para fazer piquenique antes do filme. Vá sem pressa, pois o filme só começa entre 20h e 21h.

Se você não quiser trazer o piquenique, pode simplesmente provar os lanches e refeições vendidas ao redor. Tem até vinho para curtir o filme.

E os filmes geralmente são oferecidos pela HBO, mas não são lançamentos. São meio antigos e clássicos, como o “Little Miss Sunshine”.

Se você não tem um kit de piquenique, ou se está batendo perna pela cidade e não tem como carregar tudo, tem lojinha no parque que vende umas toalhas quadriculadas para entrar no espírito da experiência.

Bryant Park no inverno

Se você está procurando o que fazer em Nova York no inverno, a resposta é de novo: Bryant Park! Na estação fria do ano o gramado do Bryant Park vira uma pista de patinação, uma atração que contrasta com os grandes prédios de Manhattan.

Quanto custa patinar no Bryant Park? NA-DA! É de graça!

Se você não tem patins, pode alugar por uns $20,00 e ficar o dia todo lá deslizando pelo gelo. A pista de patinação funciona das 8h às 22h. Legal, né?

Seja no verão ou no inverno (na verdade no ano todo), o parque oferece internet wi-fi gratuito, assim você pode aproveitar a pausa no roteiro para  atualizar os amigos do que você anda fazendo pela cidade. #horadepostarfoto

Passagem aérea para New York
Passagens aéreas
saindo de

Opções de restaurantes e lanchonetes

São muitas as opções de onde comer perto do Bryant Park e você pode usar aplicativos para os mais próximos.

No Tripadvisor são bastante opções de culinária vegana, japonesa, hamburgueria, pizzaria, francesa, italiana, saladas, massas e muito mais. Uma dica é usar também o Yelp, pois os americanos parecem usá-lo tanto quanto o Tripadvisor.

Qualquer que seja a sua escolha, os restaurantes ao redor do parque estão preparados para atender quem quer levar o prato para viagem. Eles sempre perguntam, e entregam a comida em um recipiente apropriado, com pratos e talheres descartáveis, em uma sacola de papel. Tudo prontinho para levar para o parque e se sentir um verdadeiro novaiorquino.

Onde comer na Times Square Nova York

Eu gostei do restaurante Pax Wholesome Foods. O restaurante oferecia a opção de preparar a massa na hora, assim eu podia escolher os ingredientes do molho, o tipo de carne e o tipo de massa. Sistema muito parecido com alguns restaurantes aqui do Brasil.

Já falei da experiência de passear no Bryant Park e você já deve ter percebido que vale a pena incluir no seu roteiro, né? Então, agora um pouco de história, pois eu sou dessas que são curiosas.

História do Bryant Park

O Bryant Park tem uma história bem interessante e longa, mas eu vou tentar resumir com o ‘greatest hits’ do parque.

De 1823 até 1840 essa área era um cemitério para a população pobre e era uma vala comum. Poucos anos depois, em 1847, foi transformado em um parque, chamado Reservoir Square.

Por quase 40 anos foi importante local na história de Nova York. Ele serviu, por exemplo, de local para exercícios militares durante a Guerra Civil Americana.

E foi só em 1884 que recebeu o nome de Bryant Park, em homenagem a William Cullen Bryant. O homenageado foi editor do New York Evening Post e um defensor da abolição da escravidão nos EUA.

Devido a localização, o Bryant Park recebeu diversas manifestações ao longo dos anos, como a que reuniu mais de 40.000 pessoas contra a Guerra no Vietnã.

Infelizmente em 1970 ele passou a ser ponto de consumo de drogas e prostituição. Mas em 1980 foi revitalizada pela Bryant Park Restoration Corporation (BPRC), criada para cuidar do parque.

Voltou a fechar oito anos depois para uma nova reforma que durou quatro anos. Quando foi reaberto em 1992, recebeu elogios das mídias locais e até se tornou estudo de caso sobre áreas revitalizadas.

Isso porque supervalorizou a região, aumentando a procura na região por moradia e escritórios, aumentando também o valor dos aluguéis.

E de lá para cá o parque se tornou um dos principais parques de Nova York.

Então é isso, espero que você tenha ficado com vontade de visitar esse que é um dos meus parques preferidos da cidade. Vale a pena colocar o Bryant Park no seu roteiro em Nova York.

Qualquer dúvida, deixe aqui nos comentários que logo eu respondo. Combinado!?!

Bryant Park

Site oficial: www.bryantpark.org/
Programação: www.bryantpark.org/programs
Como chegar: A estação 42 St-Bryant Park fica bem na esquina do parque. Linhas B, D, F, M.

Posts relacionados

Julia Flores

Formada em Turismo e Hotelaria, com pós-graduação em Marketing Estratégico e experiência com marketing de destinos turísticos. Amo viajar, não pelos carimbos no passaporte ou pelas selfies, mas pelo o que as viagens me proporcionam. Gosto de praticar esportes, mas também adoro ficar de preguiça no sofá em dias frios ou chuvosos.

Deixe seu comentário