{Terça, 12 de março de 2019} O despertador tocou e logo levantamos. Arrumamo-nos para tomar o café da manhã, buscar o carro no estacionamento do hotel, carregar as malas e partir rumo a Punta del Diablo, Uruguai.

Se você prefere ler, continue o post. Se prefere vídeo, o vlog você encontra abaixo, é só dar o play. Aproveita para seguir o canal 🙂

Saímos de Pelotas umas 7h30 e pegamos a BR-116 com destino a Rio Grande. Pensamos em parar nessa cidade para abastecer e fazer o alinhamento do carro, mas estávamos conversando e acabamos passando direto pela cidade. Quando nos demos conta já estávamos a caminho de Chuí, na BR-471.

Gente, que estrada longa, uma reta sem fim. Mas também é um caminho bonito, não resistimos e paramos para umas fotos.

E como estamos aqui pra nos divertir, aproveitamos umas placas diferentes (pelo menos para nós) e fizemos isso:

Seguimos a longa estrada reta, com apenas umas 2 ou 3 curvas em dezenas de quilômetros, até chegar em Chuí, a última cidade do Brasil, ou a primeira, dependendo do sentido que você está dirigindo, né.

Achamos a cidade bagunçada demais, muito confusa. Além disso a sujeira era visível.

A maioria das lojas tem nomes em espanhol e as pessoas falavam espanhol. Não estávamos entendo nada, Chuí não é no Brasil?.

Almoço em Chuí

Procuramos um lugar para almoçar, mas só tinha churrascaria turpistico ou lanches. Acabamos parando em uma padaria para comer, pois não estávamos com muita fome e queríamos chegar logo no Uruguai.

Comemos empada e torta de frango, que deu total de R$ 12,00. Estava boa e era enorme, até sobrou.

Câmbio de reais para peso uruguaio

Aproveitamos para fazer o câmbio de reais para pesos uruguaios aqui, pois como a moeda circula mais facilmente por aqui, pensamos que poderia estar com um preço melhor. Pagamos 8,5 pesos por cada R$ 1,00.

Combustível

Também aproveitamos para abastecer ainda no Brasil, afinal nos falaram que no Uruguai a gasolina é bem mais cara. Pagamos aqui R$ 4,70 o litro e lá seria mais de 6 reais.

Entendendo Chuí

Foi olhando no mapa que entendemos que Chuí é divida ao meio, bem na avenida central. Do lado brasileiro a avenida se chama Uruguai e do lado uruguaio a avenida se chama Brasil.

Por isso que eu achei muito estranho ter tantas lojas com tudo escrito em espanhol, ter tanta gente falando espanhol, dos preços serem em pesos. Já estávamos no Uruguai e não sabíamos!

Partiu fronteira e imigração

Como a cidade é dividida, a imigração é mais adiante. Chui-Brasil e Chuy-Uruguai ficam em uma área entre as imigrações do Brasil e do Uruguai.

Seguimos pela Rota 9, depois de abastecer no Brasil, e passamos pela imigração no Uruguai.

Tinha alguns oficiais, mas não nos pararam, não pediram nenhum documento e seguimos viagem. Achamos estranho, mas seguimos mesmo assim.

ALERTA: Não façam isso, rendeu uma bela dor de cabeça, continue acompanhando o diário e você descobrirá o motivo.

Punta del Diablo

Nosso primeiro destino no Uruguai foi Punta del Diablo, que está a uns 45 km depois da fronteira.

A estrada no Uruguai é muito boa e rendeu uma surpresa inesperada: uma pista de pouso no meio da rodovia!! [assista o vídeo para entender]

O tempo continuou chuvoso o caminho todo, estávamos torcendo para que não estivesse na praia, mas estava.

Nossa hospedagem pelo Airbnb

Saímos da rodovia e entramos em uma estrada de terra, até chegarmos em nossa hospedagem que reservamos pelo Airbnb, com os créditos que tínhamos.

Quando você se registra no site pelo nosso link (aqui), você ganha desconto de R$130 e nós ganhamos créditos.

É uma pousada com quartos em formato de domo. É na verdade um glamping, termo usado para camping de luxo.

Assim que chegamos fomos recepcionados pelo Sr. Gonzalo, que foi nos buscar na porta do carro com um guarda sol, por conta da chuva.

Ele e o filho fizeram nosso check-in, nos levaram até o quarto e nos mostraram um pouco do lugar.

DCIM100GOPROG0033723.55

Como estava chovendo, ficamos no quarto trabalhando um pouquinho e colocando em dia o diário e a edição dos vídeos.

DCIM100GOPROGOPR3727.

Jantar em Punta del Diablo

Estavamos a fim de conhecer a cidade, então saímos para procurar um restaurante de frutos do mar ou algum prato mais praiano, mas acabamos em um restaurante de pratos mexicanos e italianos.

Não foi a melhor opção. A principio pareceu gostoso, mas mais tarde a noite não foi tão boa, se é que você me entende.

Dormimos bem confortáveis, apesar de estranhar a acústica do quarto redondo.

Quer saber mais sobre essa viagem? Confira esse post aqui melevadeleve.com/viagem-de-carro-pela-america-do-sul

Números do dia:

Distância percorrida: 328 km
Tempo: 5h30.  4 horas de estrada e 1h30 para almoçar e trocar dinheiro em Chuí.
Combustível: R$ 4,70/litro em Chuí.
Alimentação: O almoço R$ 12,00. Jantar $ 660 pesos uruguaios (aproximadamente R$ 78,00).

Contribua para essa viagem

Está gostando da nossa viagem de carro pela América do Sul? Então use nossos links para reservar as suas viagens. O valor não muda para você e a comissão que ganhamos é bem pequena, o preço de um cafezinho que você toma enquanto está lendo e se divertindo com o diário da viagem e as nossas dicas.

Hospedagem: Booking.com ou Airbnb (Airbnb com desconto de R$ 130,00 na primeira hospedagem e R$ 49,00 em uma experiência)
Seguro Viagem: Seguros Promo (com 5% de desconto)
Passagens Aéreas: Passagens Promo
Aluguel de carro: Rentcars
Transfers: Viator
Passeios: ViatorTiqetsTourOn e Get Your Guide
Chip de celular para internet móvel e telefone: My Sim Travel
Transferência online de dinheiro para o exterior: Transfer Wise

Agradecimentos aos nossos apoiadores dessa viagem:

Julia Flores

Formada em Turismo e Hotelaria, com pós-graduação em Marketing Estratégico e experiência com marketing de destinos turísticos. Amo viajar, não pelos carimbos no passaporte ou pelas selfies, mas pelo o que as viagens me proporcionam. Gosto de praticar esportes, mas também adoro ficar de preguiça no sofá em dias frios ou chuvosos.

Deixe seu comentário