Doblò Home à venda (Doblò Motorhome - Doblò Campervan - Doblò Camper)

Onde comer em Buenos Aires: 7 restaurantes no centro

Apesar de não ser mais tão vantajoso viajar para a Argentina para fazer compras, a cidade de Buenos Aires continua muito popular entre os brasileiros.

Além de visitar os principais pontos turísticos, também aproveitam para comer muito bem na cidade.

Seja em restaurantes mais refinados e caros, seja com orçamentos menos flexíveis, a gastronomia portenha tem opções para todos os bolsos e gostos, incluindo as tradicionais empanadas, que muitas vezes não chegam a custar nem 1 dólar.

Veja aqui opções de onde ficar em Buenos Aires ou Airbnb. Aqui você pode comparar as locadoras para aluguel de carro e aqui você encontra comparação de todos os seguros viagem internacional com 5% de desconto.

Onde comer em Buenos Aires: 7 restaurantes no centro

Hoje destaco 7 restaurantes no centro de Buenos Aires, para orçamento baixo-mediano, próximos a Calle Florida e Galeria Pacífico, todos provados agora no começo de junho.

Restaurante Il Fratello

Funcionando desde o ano 2000 e com a experiência de 3 gerações entre seus administradores, o Il Fratello é um restaurante italiano localizado no coração do micro centro de Buenos Aires.

O ambiente é muito agradável, mas não é refinado (e nem é a pretensão do restaurante).

O atendimentos dos garçons é muito bom, cordial e atencioso.

Se você quer comer em Buenos Aires gastando pouco, o Il Fratello é uma boa opção para o almoço, já que o menu executivo (um prato principal mais sobremesa ou café ou chá, mais um refri ou suco ou água) custa 155 pesos, algo em torno de 11 dólares.

Eu pedi o Bife de Chorizo, que vem acompanhado de arroz e batatas fritas. E provei uma Fanta Pomelo. A conta deu 325 pesos (mais ou menos 23 dólares).

Endereço: Calle Tucumán, 688 (Quase na esquina com a Calle Maipú)

Leia também: Roteiro de viagem em Buenos Aires | City tour em Buenos Aires | Tour guiado na Casa Rosada | Museu dos Beatles de Buenos Aires | 6 restaurantes de Buenos Aires que valem a pena provar

Tancat

Fundado em 1980, o Tancat foi o primeiro bar de tapas de Buenos Aires. O ambiente é mais relax, mais despojado e ótimo para happy hour.

A decoração é rústica, com barris a mostra e muitos detalhes em madeira, e conta com jornais estampando algumas paredes.

Os clientes contribuem com a decoração, deixando em painéis os seus cartões de visita e mensagens. Deixei o meu também 🙂

Eu pedi um arroz branco cremoso, com pedacinhos de peru, bacon e vegetais da estação. Acompanha uma sopa pequena no copo. Com o refri, ficou em 214 pesos (mais ou menos 15 dólares).

Endereço: Calle Paraguay 645 (Entre as calles Maipu e Florida). Unidade 2: Av. del Libertador 14850, San Isidro

Leia também: Onde ficar em Buenos Aires: Esplendor Palermo Soho | RH Luxor | Vista Sol | Esplendor Buenos Aires | Dazzler San Telmo | RH Rochester Concept

La Casona del Nonno

O restaurante La Casona del Nonno é simpático por fora e acolhedor por dentro. É daqueles lugares onde os moradores da região adotam como parte de sua casa.

Por um lado é ótimo, pois você vê que os garçons tratam muito bem a clientela, chamando pelo nome e conversando como velhos conhecidos. Por outro lado, isso pode fazer o atendimento ser mais demorado.

Eu pedi um nhoque a bolonhesa que estava muito bom, um refri e uma pavlova. Tudo custou 188 pesos (13 dólares).

Endereço: Calle Lavalle 827 (Entre as calles Suipacha e Esmeralda)

Frenchie

Quem olha de fora acha que o Frenchie é um restaurante a la carte, com preço mais elevado. Porém a proposta do Frechie é trazer a gastronomia francesa a preços acessíveis, para ‘almoços de trabalhadores de escritório’ do micro centro.

Para satisfazer a necessidade de comer rápido e a um custo adequado, o serviço tem um quê de fastfood (que dá pra perceber na bandeja), mas sem esquecer os produtos frescos e de qualidade.

O ambiente é bem atraente e remete perfeitamente à França em seus detalhes e decoração.

O quiche estava com uma cara ótima, mas o frio de Buenos Aires me fez pedir comida mesmo. Então pedi uma batata rústica, um penne com champignon e um refri local, o Pasos del Toro sabor Pomelo (não é muito o meu gosto, mas não é ruim). A conta deu 157 pesos, algo em torno de 11 dólares 🙂

Endereço: Calle San Martin, 687 (entre Tucumán e Viamonte)

Los Inmortales – Lavalle

Fui jantar no Los Inmortales da Calle Lavalle por causa da sua fama e tradição: o primeiro foi inaugurado em 1952 em Corrientes.

O restaurante é muito famoso pela pizza (que custam entre 160 e 275 pesos), mas como eu não estava muito a fim delas, acabei escolhendo Ravióli 4 Queijos.

Acho que esse foi meu erro. Se a casa é famosa pela pizza, eu não devia ter escolhido outra coisa. Enfim, o ravióli estava ok, nada de mais.

Mas na metade do jantar, vi que o lugar não é lá essas coisas. A pizza até poderia ser ótima, mas o atendimento do garçom estava bem aquém da expectativa. Pela primeira vez em Buenos Aires eu fiquei com vontade de não deixar gorjeta.

Pedi também uma panqueca de doce de leite, que estava um pouco queimada e não consegui comer inteira. Com o suco de laranja, tudo deu 248 pesos, cerca de 17 dólares. Não valeu a pena. Se alguém me convencer que a pizza vale a pena, talvez eu volte algum dia.

Endereço: Calle Lavalle, 746 (entre as calles Maipú e Esmeralda)

Mercado Del Centro

O Mercado Del Centro é polivalente. De manhã e a tarde está mais para cafeteria, na hora do almoço serve refeições executivas (e a la carte também) e a noite é também bar/pizzaria.

Enfim, a qualquer horário é possível sentar com calma e observar o movimento do micro centro de Buenos Aires pelas amplas janelas de vidro. Há mesas na calçada também, mas o frio fez todos se abrigarem dentro.

O atendimento é cordial e atencioso. Eu fui na hora do almoço, então pedi o prato do dia, que era um risoto com carne assada no fogo lento. Estava uma delícia. Por 145 pesos (10 dólares) o prato do dia inclui uma bebida e uma sobremesa (ou café).

Endereço: Calle Lavalle 502 (esquina com San Martin)

La Galette

O La Galette é uma creperia, que também serve almoços executivos, já que está localizada entre muitos escritórios do micro centro. Com decoração bem clean, o lugar dá uma impressão de frieza, mas o atendimento é muito atencioso e cordial.

O menu é francês, mas não tem muitas opções de comidas.

Eu pedi o Menu Bourguignon, que inclui um bife bourguignon, uma bebida e uma sobremesa. O prato estava perfeito, assim como a sobremesa, o creme catalane. Tudo deu 190 pesos, cerca de 14 dólares.

Onde comer em Buenos Aires

Endereço: Marcelo T. de Alvear 801 (esquina com Esmeralda)

Nessa viagem provei também o restaurante Biutiful, que fica em Belgrano. Vou voltar outras vezes a Buenos Aires nesse ano, então vou escrever sobre ele junto com outros restaurantes de fora do micro centro.

Também vou provar outros restaurantes no centro de Buenos Aires, para outro post da série. Não esqueci as cafeterias e lanchonetes não, tá. Só vou juntar mais lugares também.

E você, tem dicas de restaurantes no centro de Buenos Aires? Compartilhe aqui nos comentários…

[Atualizando]

A Julia e eu visitamos a cidade juntos e conhecemos outros 7 restaurantes em Buenos Aires que valem a pena. O post está aqui.

Para planejar o seu roteiro na Argentina, leia os outros posts aqui e veja aqui o nosso roteiro de viagem em Buenos Aires. Para saber onde ficar, veja as opções de onde ficar em Buenos Aires. Os passeios, as atividades imperdíveis na cidade e os transfers do/para o aeroporto você encontra aqui.

Compartilhe
Doblò Home à venda (Doblò Motorhome - Doblò Campervan - Doblò Camper)
Douglas Sawaki

Douglas Sawaki

Formado em Turismo e Hotelaria, com experiência em vendas e marketing na área do Turismo. Paulista que aprendeu a curtir São Paulo depois que deixou de ser um cara estressado. Meio sedentário, meio esportista, se é que você me entende.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *