Mercado backpacker

Continuando o artigo anterior, que escrevemos para a gestores públicos da área do turismo e também aos empreendedores do setor, falaremos agora sobre o mercado backpacker.

No aspecto mercadológico, o segmento mochileiro tornou-se importante nas últimas décadas devido a algumas características. O segmento é:

  • Mensurável em tamanho e outras variáveis.
  • Acessível por meio de promoção em canais de distribuição existentes e potenciais.
  • Substancial, grande ou lucrativo o suficiente para servir como mercado-alvo.
  • Defensável, em termos de características suficientemente singulares para justificar iniciativas ou programas de marketing específicos, que possam enfrentar a abordagem de massa dos concorrentes.
  • Durável, mantendo-se com o passar do tempo.
  • Competitivo a ponto de proporcionar vantagem sobre a concorrência.

Além disso, o mochileiro de hoje tem grande poder de influenciar outros mochileiros a viajar aos mesmos destinos e é o turista que retornará com a família no futuro, contribuindo economicamente ainda mais.

Veja aqui onde ficar em todo o mundo ou reserve pelo Airbnb e ganhe crédito de R$100,00.
Quem são os mochileiros backpackers
Mercado Backpacker: grupo de trekkers na Serra da Mantiqueira

Alguns dados e fatos sobre os mochileiros

10% dos estrangeiros que visitam a Austrália são mochileiros. E eles representam 25% dos pernoites no país.

Se o Brasil atrair mochileiros e estes representarem também 10% do total, serão 500 mil estrangeiros a mais no país a cada ano.

Mais de 128 mil mochileiros britânicos viajaram para Austrália em 2009.

Cerca de 60% dos mochileiros chegam ao Brasil na baixa temporada.

Na Austrália o turista convencional gasta AU$ 301,00 por dia, com permanência média de 11 dias. Já o mochileiro gasta no total 64% a mais, AU$ 5.440,00 em um período de 67 dias.

No Brasil, o mochileiro gasta 30% a mais do que o turista convencional.

Na Austrália, 64% a mais! Na Malásia, 134% a mais! Na África do Sul, 56% a mais! E na Nova Zelândia, 31% a mais.

No Brasil, a permanência de turistas estrangeiros é de 17 dias. Os mochileiros permanecem em média 53 dias, isto equivale a 300% mais dias do que o turista convencional.

A renda média do mochileiro é de US$ 24.204,26 por ano, o que corresponde a US$2.017,02 por mês.

O turista convencional visita apenas 2 regiões da Austrália, Enquanto o mochileiro visita em média 6,2 regiões.

65% dos 200 milhões de turistas jovens possuem motivação de viagem de mochileiro. Isso representa 130 milhões de turistas potenciais.

62,5% dos mochileiros já viajaram por mais de 13 países, a mesma quantidade de países da América do Sul inteira.

14% dos mochileiros já viajaram por mais de 30 países.

O mochileiro atual é muito diferente do antigo senso comum, da imagem estereotipada e preconceituosa. Hoje os mochileiros são um forte mercado consumidor. A atitude mochileira está em evidencia.

“Colocar uma mochila nas costas e desbravar o mundo!”

Para saber mais sobre o segmento mochileiro, clique aqui.

Compartilhe
Douglas e Julia

Douglas e Julia

Bio de casal? Como assim? É que alguns textos foram escritos juntos, então aqui estamos nós. Julia é gaúcha que solta uns 'ô meu' e Douglas é paulista que manda uns 'bah tchê'. São formados em Turismo e Hotelaria com especialização em Marketing, amam viajar e criaram esse blog em 2005. Já viu, né, viagem é o assunto principal deles.

Deixe seu comentário