{Segunda, 22 de abril de 2019} E assim é viajar de campervan em Torres del Paine. Como ontem o dia foi super puxado, acordamos sem despertador. E por incrível que pareça, acordamos cedo. Às 9h30 já estávamos tomando café da manhã.

Como vamos atravessar a fronteira, depois de amanhã, caprichamos no recheio do sanduíche, para não precisar deixar nada no checkpoint.

Já aproveitamos para deixar os sandubas do almoço prontos também.

Ficamos batendo papo com o João e a Carina e depois conhecemos também o Samuel e a Isabella. Ele é chileno e ela é Australiana e estão viajando em uma campervan feita por eles, num Citroen Xsara. Eles Vieram de Santiago até aqui, depois vão até Foz do Iguaçu e voltam pelo Paraguai.

Quando vimos já era 13h30. O João e a Carina seguiram rumo ao sul e nós rumo ao norte.

Portaria Laguna Amarga

Primeiro fomos até a portaria Laguna Amarga, parando em uma ponte desativada para algumas fotos.

campervan em Torres del Paine

Na portaria pedimos para carimbar o ticket já que iríamos sair do parque e entrar novamente mais ao norte.

Passamos por um pequeno trecho de asfalto, fora do parque, e logo voltamos ao rípio na reentrada do parque (sem portaria).

Muito guanacos pelo caminho, as torres iam se escondendo, ao lado esquerdo e atrás de nós.

Laguna Azul

Chegamos a Laguna Azul às 16h. Paramos na guarderia para conversar com o guarda-parque e saber das trilhas.

Ele falou que a trilha já estava fechada, mas que tinha outra menor que não está no mapa.

Aqui existem duas trilhas, uma de 14 quilômetros, ida e volta, até a Laguna Cebolla e outra de 5 km. Mas o visual da Laguna Azul estava tão lindo que preferimos ficar por aqui.

Uma águia ficou bem perto de nós o tempo todo, como se fosse nosso pássaro de estimação (ou um flanelinha esperando a gente entrar no carro e pedir uns pesos chilenos).

Como as torres estavam encobertas, decidimos dormir mais uma noite no parque, pois amanhã a previsão é de sol.

Paramos na cachoeira Paine, que passamos direto na ida, deixando para a volta, e dirigimos até a portaria Laguna Amarga outra vez.

Dormindo na Portaria Laguna Amarga

É aqui que dormiremos essa noite. Aqui o banheiro é aberto 24 horas, mas não tem água quente para fazer a janta.

Estacionamos um pouco distante da portaria e o vento estava forte. Nem ligamos, pois como diz o ditado: Quem não dorme na campervan chacoalhando pelo vento, não vê as torres sem nuvens no outro dia.

Enquanto eu comecei a salvar os arquivos, a Ju reorganizou toda a comida, que ficou bagunçada na sacola por causa do ratinho que entrou no carro na Zona Pudeto.

Comemos um patê de atum com milho e ervilha, com torradinhas. A Ju planejou o roteiro dos próximos dias enquanto eu escrevia o diário.

Às 20 horas fomos no banheiro e levei a caixinha de milho e ervilha para escorrer a água. No masculino havia um casal jantando, na pia, atum, milho, ervilha e bolacha de água e sal.

Quando entrei eles ficaram envergonhados, mas aí viram que eu estava com o milho e a ervilha e falaram: “Você também jantou assim?”, com cara de feliz por ter encontrado mais alguém na mesma.

Respondi que sim, mas na campervan. Eles falaram que também estavam de campervan e perguntaram se tínhamos cozinha. Respondi que não, só cama. E eles disseram que também não tinham e abriram um sorriso de quem dizia: “Que legal, não somos os únicos.”

Conversamos um pouco rapidamente sobre trilhas e eles ficaram felizes de saber que assim como eles também não somos trekkers aficionados.

Deixei eles jantando e fui no banheiro em que a Ju estava. Voltamos rapidinho para o carro, pois estava frio e para não sermos surpreendidos por algum animal com fome. É, há pumas pelo parque.

Hora de dormir ao som e balanço dos ventos patagônicos.

Quer saber mais sobre essa viagem? Confira esse post aqui melevadeleve.com/viagem-de-carro-pela-america-do-sul

Números do dia:

Distância percorrida: 46 km
Gastos: zero!

Contribua para essa viagem

Está gostando da nossa viagem de carro pela América do Sul? Então use nossos links para reservar as suas viagens. O valor não muda para você e a comissão que ganhamos é bem pequena, o preço de um cafezinho que você toma enquanto está lendo e se divertindo com o diário da viagem e as nossas dicas.

Hospedagem: Booking.com ou Airbnb (Airbnb com desconto de R$ 130,00 na primeira hospedagem e R$ 49,00 em uma experiência)
Seguro Viagem: Seguros Promo (com 5% de desconto)
Passagens Aéreas: Passagens Promo
Aluguel de carro: Rentcars
Transfers: Viator
Passeios: ViatorTiqetsTourOn e Get Your Guide
Chip de celular para internet móvel e telefone: My Sim Travel
Transferência online de dinheiro para o exterior: Transfer Wise

Agradecimentos aos nossos apoiadores dessa viagem:

 

Julia Flores

Formada em Turismo e Hotelaria, com pós-graduação em Marketing Estratégico e experiência com marketing de destinos turísticos. Amo viajar, não pelos carimbos no passaporte ou pelas selfies, mas pelo o que as viagens me proporcionam. Gosto de praticar esportes, mas também adoro ficar de preguiça no sofá em dias frios ou chuvosos.

Deixe seu comentário