{Sábado e Domingo, 18 e 19 de maio de 2019} A chuva caía lá fora quando acordamos. Entramos na cozinha do camping para preparar o café da manhã quando a proprietária, Violeta, entrou para nos trazer uma caixa de lenha,

Ao ver o fogão, ela foi lá e fez uma mágica, e avisou que agora sim o fogo estava pronto. Isso quer dizer que aquilo que tínhamos feito não pode ser considerado fogo hahaha. Mas pensando bem, não era mesmo, era só umas brasas na lenha…

Agora sim vamos nos aquecer hehehe

Sábado de chuva em Puyuhuapi

Hoje assistimos depois quase uns 70 dias, um jornal do Brasil, enquanto tomávamos café.

O Douglas comentou que assistir ao jornal nos deixa triste, pois é só violência e tragédia.

E eu comentei que era importante saber, para não baixarmos a guarda, pois durante a viagem tudo é muito bonito e nos parece seguro. Então, é bom estar antenado com a realidade.

Depois assistimo o “como srá?” e aí sim ele ficou feliz.

Passamos o sábado colocando os textos aqui do blog em dia.

Para o almoço? Hoje tivemos arroz, feijão, ovo frito e batata chips. Talvez a saudade de casa esteja batendo a porta. O prato denuncia isso.

A tarde continuou chovendo, ficamos o dia todo ao redor do fogão a lenha.

Como não sabemos fazer direito, o fogão quase apagou várias vezes e para fazer fogo de novo, acabamos usando papelão, que fez fumaça, e começou a deixar as roupas com cheiro.

O que fazer em Puyuhuapi

No domingo o dia amanheceu nublado, mas logo o sol começou a aparecer timidamente.

Aproveitamos para andar pela cidade para descobrir o que fazer em Puyuhuapi, conhecer um pouquinho da cidade, que tínhamos visto pela janela quando chegamos.

O que fazer em Puyuhuapi

O camping que estamos é bem de frente para a praia e seguindo o mapa turístico, fomos beirando a água para o lado esquerdo.

Vimos alguns golfinhos de longe e aí caiu a ficha de que não era um lago, como aparentava, e sim o oceano Pacífico.

O que fazer em Puyuhuapi

A cidade começou com a colonização alemã, lá por 1965, por isso é muito comum a arquitetura germânica por aqui.

 

A economia era baseada na construção de barcos de pesca de madeira, mas com a modernização para os barcos de fibra de vidro, a economica decaiu e hoje a cidade busca fomentar o turismo como alternativa.

Fizemos o passeio pela cidade a pé, passando pela praça, cheia de mosaicos que retratam o dia a dia e a cultura local.

E a igreja (que não fica na frente da praça) é muito bonita, pena que estava fechada. O primeiro padre da cidade veio da Itália para ajudar a comunidade católica.

Já estava perto da hora do almoço e passamos no mercadinho para comprar linguiça. Afinal, é domingo, dia de churrasco rsrs. Assim que saímos eles fecharam, e não encontramos mais mercados abertos. Ufa, ainda bem que compramos ali.

 

O almoço hoje foi linguiça, arroz e maionese.

Assim, que chegamos no camping começou a chover de novo. Pareceu sincronizado para não tomarmos chuva. Almoçamos e tomamos um café delicioso para espantar a preguiça, que queria nos manter dentro do camping a todo custo.

Outra vez sincronizado, o tempo abriu logo depois do almoço, então saímos para continuar o passeio pela cidade.

Passamos por algumas casas que fazem parte da história de Puyuhuapi. Queríamos ter visitado uma fábrica de almofadas e tapeçaria, mas estava fechada.

O que fazer em Puyuhuapi, Carretera Austral - Chile

No caminho colhemos uma frutinhas que estão por toda a cidade. A Violeta, dona do camping disse que era comestível e que o pessoal gosta de comer no café da manhã com aveia.

O que fazer em Puyuhuapi, Carretera Austral - Chile

Hora de voltar para o camping, para o fogão a lenha, fazer a janta, tomar banho e se preparar para visitar o Parque Queulat amanhã.

Então já sabe, né. Acompanhe aqui que você vai conferir com a gente uma geleira com cachoeira, o Ventisquero Colgante.

Quer saber mais sobre essa viagem? Confira esse post aqui melevadeleve.com/viagem-de-carro-pela-america-do-sul

Números do dia:

Distância percorrida: 0 km
Mercado: $ 1300 pesos chilenos (aprox. R$ 7,60)

Contribua para essa viagem

Está gostando da nossa viagem de carro pela América do Sul? Então use nossos links para reservar as suas viagens. O valor não muda para você e a comissão que ganhamos é bem pequena, o preço de um cafezinho que você toma enquanto está lendo e se divertindo com o diário da viagem e as nossas dicas.

Hospedagem: Booking.com ou Airbnb (Airbnb com desconto de R$ 130,00 na primeira hospedagem e R$ 49,00 em uma experiência)
Seguro Viagem: Seguros Promo (com 5% de desconto)
Passagens Aéreas: Passagens Promo
Aluguel de carro: Rentcars
Transfers: Viator
Passeios: ViatorTiqetsTourOn e Get Your Guide
Chip de celular para internet móvel e telefone: My Sim Travel
Transferência online de dinheiro para o exterior: Transfer Wise

Agradecimentos aos nossos apoiadores dessa viagem:

 

Julia Flores

Formada em Turismo e Hotelaria, com pós-graduação em Marketing Estratégico e experiência com marketing de destinos turísticos. Amo viajar, não pelos carimbos no passaporte ou pelas selfies, mas pelo o que as viagens me proporcionam. Gosto de praticar esportes, mas também adoro ficar de preguiça no sofá em dias frios ou chuvosos.

2 comentários em “Dia 85 e 86 – O que fazer em Puyuhuapi, Carretera Austral – Chile

Deixe seu comentário