Dia 74 – Provando o Ta Pi Lu, em Dalat

A cidade de Dalat tem um clima chuvoso nessa época do ano e o hotel é bem aconchegante. O resultado?!?! Dá uma preguiiiiiiiiiça. Tentamos acordar cedo, mas não conseguimos.

Alugamos bicicletas e saímos para dar uma volta pela cidade. Paramos primeiro no mercado público para tentar, de novo, fotografar as pessoas, mas não ganhamos permissão de ninguém.

Veja aqui onde ficar em Dalat ou reserve pelo Airbnb e ganhe crédito de R$100,00.

Aqui no Vietnã acontece o contrário dos outros países que passamos. As pessoas aqui não gostam de ser fotografadas, mas não se importam em ser filmadas.

A exótica feira de rua de Dalat

Na rua de trás do mercado público tem uma feirinha de animais vivos.

Estão a venda galinhas, peixes de vários tipos, caranguejos, ostras, cobras, sapos e bichos da seda.

Os animais ficam em bacias de metal no chão e as vendedoras ficam sentadas em um banquinho atrás das bacias, sorrindo, oferecendo os produtos em voz alta.

Lago Xuan Huong

Depois pedalamos até o lago Xuan Huong onde ficamos descansando um pouco enquanto observávamos o vai-e-vem dos vietnamitas. Na beira do lago haviam algumas pessoas pescando com varas e também com galhos de árvores. improviso total.

Pela primeira vez na cidade uma vendedora ambulante veio nos oferecer seus produtos. Estávamos até sentindo falta, mas ela não era como os vendedores das cidades turísticas, ela não foi insistente, ofereceu só uma vez e foi embora.

A Hang Nga Crazy House

Pedalamos até o Hang Nga Crazy House, um guesthouse construído no estilo de desenho animado, que tornou-se ponto turístico da cidade de Dalat.

Cada quarto tem uma decoração muito doida e são interligados por caminhos suspensos, que lembram túneis.

Na saída, a arquiteta passou por nós e nem cumprimentou os visitantes da casa. Ficamos decepcionados, pois além disso, a casa nem está terminada ainda, já foi aberta para visitação e teve o preço aumentado de 7.000 para 8.000 e depois para 10.000 Dongs… Acho que faltou um pouco de simpatia dela.

Na saída pegamos uma forte chuva, voltamos ao hotel, trocamos de roupa e fomos almoçar.

Provando o Ta Pi Lu

Comemos o tradicional Ta Pi Lu no restaurante Da Quy.

Vimos no menu esse prato e pedimos sem ter ideia do que era. Quando o prato chegou, tomamos um susto: uma grande panela e um fogareiro foram colocados em nossa mesa.

Os ingredientes são peixe, camarão, lula, polvo, bife, carne de porco e muitas verduras.

Nós mesmos temos que cozinhar a comida, mas ficamos perdidos sem saber o que fazer.

O garçom percebeu e veio nos ajudar. Ele foi explicando e cozinhou a primeira rodada para nós.

No caldo quente, ele colocou um ovo e foi acrescentando as carnes e as verduras.

Depois de um tempo, mergulhou a massa chinesa e serviu no nosso prato. DE-LI-CI-O-SO!!!!!!

Eu que não gosto de polvo gostei muito desse prato. O Douglas, depois que o noodle acabou, ainda comeu com arroz.

Made in Vietnam

Depois do almoço voltamos ao mercado para comprar roupas de frio. O preço é incrivelmente baixo. Difícil imaginar quanto é o custo e quanto é o lucro do vendedor, de tão baixo que é o preço.

Além disso, ganhamos desconto sem pedir. Eita coisa boa!!! Podia ser assim em todas as lojas.

Peace Cafe

Voltamos mais tarde ao Peace Cafe para jantar. Comemos um grande prato de verduras e legumes com arroz por US$1,25 cada.

O tempero do Peace Cafe é muuuuito bom, aliás, em todos os lugares que comemos aqui em Dalat a comida estava ótima!!!

Peace Cafe Dalat

Algo estranho começou a acontecer. Depois de tanto tempo fora, estamos sentindo falta de rostos familiares, acho que por isso voltamos no Peace Cafe novamente.

As férias em Dalat estão chegando ao fim, amanhã é dia de pegar a estrada novamente.

Para planejar o seu roteiro no Vietnã, leia os outros posts aqui e veja as opções de onde se hospedar em Dalat. Os passeios, as atividades imperdíveis em Ho Chi Minh City e os transfers você encontra aqui.

Veja mais sobre o assunto navegando pela categoria

Douglas e Julia

Douglas e Julia

Bio de casal? Como assim? É que alguns textos foram escritos juntos, então aqui estamos nós. Julia é gaúcha que solta uns 'ô meu' e Douglas é paulista que manda uns 'bah tchê'. São formados em Turismo e Hotelaria com especialização em Marketing, amam viajar e criaram esse blog em 2005. Já viu, né, viagem é o assunto principal deles.

6 comentários em “Dia 74 – Provando o Ta Pi Lu, em Dalat

  • Avatar
    24/09/2007 em 19:43
    Permalink

    Oi Ju e Douglas depois de 74 dias na estrada vcs já estão ficando cansados
    é bom tirar uns dois dias só para descanso. bjssssssssssss

    Resposta
  • Avatar
    24/09/2007 em 19:59
    Permalink

    Pelo jeito o Vietnan lembra muito Curitiba…chove muito….hehehe. E as paisagens!!
    Como são ai no Vietnan? Jonas Schwertner

    Resposta
  • Avatar
    25/09/2007 em 06:50
    Permalink

    “Quando o prato chegou, tomamos um susto…Uma grande panela e um fogareiro
    foram colocados em nossa mesa. Os ingredientes sao peixe, camarao, lula,
    polvo, bife, carne de porco e muitas verduras. Nos mesmos temos que cozinhar
    a comida”ahauahuauuhuahaaa…. essa foi boa!!! vai que alguma
    refeição que leve hooooooras… o restaurante vai a falência…
    brincadeirinhas a parte, tem uns fogareiros que se poem à mesa para fazer
    o bife!!! é muito gostoso tudo bem quentinho!!!!bju gente!!!

    Resposta
  • Avatar
    01/10/2007 em 13:23
    Permalink

    Pai, descansamos alguns dias…Agora estamos bem de novo…bjooooooooo

    Resposta
  • Avatar
    01/10/2007 em 13:24
    Permalink

    Jonas!E nessa epoca que chove bastante.A paisagem e rural nas
    beiras das estradas…com plantacoes de arroz principalmente
    abracos

    Resposta
  • Avatar
    01/10/2007 em 13:26
    Permalink

    Dete!Esse fogaozinho a gente ja conhecia no Japao…Mas era outro
    prato…Era so para refogar.Bjoooooooo

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *