Dia 69 – A Guerra no Vietnã – parte 1

Chegamos ontem no Vietnã e hoje é dia de explorar Ho Chi Minh City. O roteiro de viagem no país começa no sul e vai até o norte, passando por alguns dos principais pontos turísticos do país e outros totalmente fora da rota turística.

Levamos nossa bagagem ao novo guest house, que não lembramos o nome, pois os nomes aqui são muito complicados de memorizar. Tomamos o café da manhã e saímos para passear.

Veja aqui onde ficar em Ho Chi Minh City ou reserve pelo Airbnb e ganhe crédito de R$100,00.

Motos, muitas motos

Andar a pé em Ho Chi Minh City é um desafio, logo na primeira esquina tomamos um grande susto.

Estávamos distraídos perto de um semáforo olhando o mapa, o sinal abriu e começamos a atravessar a rua.

Quando chegamos no meio da faixa de pedestre, olhamos para o lado e vimos um maciço paredão de motos, ocupando toda a largura da rua, vindo em nossa direção. Eram muuuuuuitas motos.

Eu gritei para o Douglas como numa cena de filme: Cooooooorreeeeeee…

Apressamos o passo e chegamos a salvo na outra calçada. Ufa!!! Ficamos até sem ar…

Viaje tranquilo para o Vietnã com seguro viagem internacional, ganhando 5% de desconto.

Transporte em Ho Chi Minh no Vietna

Os vietnamitas que estavam na calçada e nas lojas deram risada de nós.

Depois disso aprendemos que o farol vermelho não significa muita coisa aqui em Ho Chi Minh City…

Palácio da Reunificação

Visitamos o Palácio da Reunificação, que foi construído pelos franceses quando estes ocuparam o país e se chamava Norodom Palace.

Palácio da Reunificação de Ho Chi Minh vietna

Depois que os franceses se retiraram, o Palácio tornou-se sede do governo do Vietnã independente e passou a se chamar Independence Palace.

Por dentro do Palácio da Reunificação em Ho Chi Minh Vietna

Durante a Guerra no Vietnã, foi a sede do governo do Vietnã do Sul e em 30 de Abril de 1975, tanques do exército do norte romperam o portão do palácio e o desejo de Ho Chi Minh se realizou: as pessoas do norte e do sul novamente se reunificaram…

Dentro do Palácio da Reunificação Ho Chi Minh Vietna

Museu de História do Vietnã

De lá seguimos ao Museu de História do Vietnã. Cada esquina para atravessar era um grande desafio. São muuuuitas motos.

A gente já tinha se acostumado a atravessar a rua no “estilo sudeste asiático”, mas aqui em HCMC a coisa é beeeem diferente. É preciso ter coragem para ir em frente, senão nunca atravessaremos nenhuma rua…

O que ver e fazer em Ho Chi Minh Vietna

Chegamos exatamente às 11:00, o guardinha nos viu chegando, mas mesmo assim fechou a bilheteria e disse para a gente voltar às 13:30, quando acaba o horário de almoço. Ele bem que podia ter deixado a gente entrar…

Então ficamos matando o tempo no zoológico que fica do lado do museu, que só tinha vietnamitas e por isso todos nos olhavam curiosos… Nos sentimos a atração do zoo.

Almoçamos em um restaurante muito simples. O prato era arroz com os acompanhamentos que podíamos escolher. A mulher não falava inglês, por isso ela apontava para os acompanhamentos e fazia gestos de sim ou não para que a gente escolhesse. Escolhemos omelete e bife e a comida estava muuuuito boa, principalmente o omelete, que tinha cebola e linguicinha picada dentro.

onde comer em Ho Chi Minh Vietna

Demos uma volta no zoo e seguimos para o museu. Aqui estão expostas coleções das civilizações Dong Son, Funan, Cham, Khmer e Vietnamita.

Zoológico de Ho Chi Minh Vietna

As peças são muito bonitas, mas não era exatamente o que esperávamos. Queríamos visitar um museu que nos ensinasse sobre os fatos que marcaram a história do país. Saímos de lá sem aprender quase nada.

Museu da Guerra no Vietnã

Pegamos uma tempestade de verão no caminho do War Remnants Museum e chegamos lá ensopados. Esse museu retrata as atrocidades cometidas pelos norte-americanos durante a Guerra no Vietnã.

Museu sobre a guerra no vietna

Do lado de fora do prédio estão expostos aviões, tanques e bombas norte-americanas.

O que fazer em Ho chi Minh Vietna

É preciso ter estômago forte para ver as fotos, por exemplo, das crianças nascidas com deformidades devido a arma química norte-americana Agente Laranja.

Outra foto das mais chocantes é de um militar norte-americano carregando o que sobrou de um vietcong atingido por uma bomba: a cabeça pendurada em um destroço de um corpo.

O acervo fotográfico conta ainda com as fotos do massacre de My Son, de jovens mulheres combatentes, de adolescentes segurando armas e das batalhas. Passamos mal vendo as fotos!!! A crueldade do ser humano realmente não tem limites.

Lembranças da Guerra no vietna em Ho Chi Minh Vietna

Algumas pessoas estavam visivelmente afetadas com o que viram. Uma senhora idosa estava ofegante, quase chorando…

Museu sobre a guerra no vietna em Ho Chi Minh

Voltamos para o guest house pensando se os norte-americanos aprenderam algo com essa guerra e chegamos a conclusão que não, pois eles continuaram repetindo a história e hoje estão no Iraque…

Para planejar o seu roteiro no Vietnã, leia os outros posts aqui e para saber onde ficar, veja as opções de onde se hospedar em Ho Chi Minh City. Os passeios, as atividades imperdíveis em Ho Chi Minh City e os transfers você encontra aqui.

Veja mais sobre o assunto navegando pela categoria

Douglas e Julia

Douglas e Julia

Bio de casal? Como assim? É que alguns textos foram escritos juntos, então aqui estamos nós. Julia é gaúcha que solta uns 'ô meu' e Douglas é paulista que manda uns 'bah tchê'. São formados em Turismo e Hotelaria com especialização em Marketing, amam viajar e criaram esse blog em 2005. Já viu, né, viagem é o assunto principal deles.

14 comentários em “Dia 69 – A Guerra no Vietnã – parte 1

  • Avatar
    17/09/2007 em 20:15
    Permalink

    Quando estive nos EUA passei 4 meses em uma região aonde possuia varios hospitais
    para veteranos de guerra…era impresionante como você via que os proprios soldados
    deles estavam afetados por produtos quimicos e outros problemas com a guerra..ai
    fiquei imaginando se eles estavam assim imagina o povo…. E dos museus que vocês
    visitaram quais vocês acham que valem a pena visitar? Abraços Jonas Schwertner

    Resposta
  • Avatar
    17/09/2007 em 21:59
    Permalink

    oie…….. nossa q horror, imagino vcs ai vendo todas essas fotos e conhecendo a historia
    por inteiro, uma experiencia e tanto… coisas q vcs irão lembrar p/ sempre…..
    aprendizado… BjosVivi.

    Resposta
  • Avatar
    17/09/2007 em 23:34
    Permalink

    Olá!Então, achei o blog de vocês no orkut e abri meio sem querer… esse “sem querer”
    me rendeu quase 2horas de leitura na tarde de domingo heheheLegal mesmo o blog de
    vocês!abraços!Felipe

    Resposta
  • Avatar
    18/09/2007 em 15:46
    Permalink

    oie apareci,,estou acompanhando vcs e quando vejo algo na tv sobre essas areas
    asiatica lembro de vcs,,esta muito boa a narracao da ju ou doug?estou gostando
    muito…GAMBARE…se cuida abracos waltinhooo…..

    Resposta
  • Avatar
    18/09/2007 em 21:20
    Permalink

    Oi Julia e Douglas, o horror só existe pq existe o ser humano…o ser humano que não
    tem Deus no coração e na mente se torna um ser humano irreconhecivel, ele faz coisas
    que já mais imaginamos…..Se cuidem…..Bjsssssss

    Resposta
  • Avatar
    19/09/2007 em 00:57
    Permalink

    oi douglas e juja li todo o blog e estou anciosa esperando a proxima pagina!estou
    adorando todos os relatos,eh uma aula de historia!pena q na maioria das vezes …muito
    triste!vcs pensam em publicar um livro?Qto tempo antes da viagem, vcs fizeram os
    estudos de roteiro?programacao de qtos dias em cada pais?precos?…espero q vcs
    escrevam um guia sobre asia,pq eh bem dificil de encontrar(em portugues)!abraco e
    muita sorte!!!:Dclaudia

    Resposta
  • Avatar
    19/09/2007 em 16:25
    Permalink

    Claudia.Oba, que legal que voce fica esperando…Gostariamos de escrever bem mais sobre os assuntos, mas nao da.Tentamos pelo menos deixar as pessoas interessadas pelos assuntos…Acho que ainda e cedo para pensar em um livro. Pensaremos quando a viagem terminar. Teremos que ver se ha mesmo um bom conteudo…Nos ficamos 3 anos pesquisando, mas pouquissimo tempo por dia por causa do trabalho.Todo tempo vago era para o planejamento…Escolhemos o que gostariamos de visitar e tentamos incluir tudo que ficava num eixo principal para nao ficar fazendo zig-zags.Fazer um guia e complicado. Nao temos tantas informacoes assim.Para isso e preciso ficar um bom tempo em cada lugar e pesquisar muito. Continue por aquiAbracos!!!!

    Resposta
  • Avatar
    19/09/2007 em 16:10
    Permalink

    Ola Jonas!!Nossa, todos se deram mal com essa guerra, mas o povo vietnamita ainda
    sofre muito com as consequencias.Esse museu da guerra e o mais indicado, mas va
    preparado pois as cenas sao fortes…Abracos!!

    Resposta
  • Avatar
    19/09/2007 em 16:12
    Permalink

    Oie ViviNos ja tinhamos lido a respeito, mas visitar os museus e depois ver o povo nas
    ruas e imaginar se eles participaram da guerra e muito triste.A historia e recente e
    podemos perceber nas ruas…Bjooooooo

    Resposta
  • Avatar
    19/09/2007 em 16:15
    Permalink

    E ae Waltinho!!!Que bom que voce apareceu!!!A Asia sofre, ne??!?! Mas
    nao passamos por nada ruim nao…Nos escrevemos juntos o diario. Cada um vai
    lembrando e vamos escrevendo…Abracos!!Continue por aquiFalou!

    Resposta
  • Avatar
    19/09/2007 em 16:18
    Permalink

    Oi Pai!!O que percebemos e que realmente e assim.Pol Pot, o lider do Khmer vermelho
    nao acreditava em nenhum Deus.O sr. Binh (post do dia 70) nos disse que durante a
    guerra, perguntaram para ele qual era a religiao dele.Ele respondeu que so acreditava
    nele e na mae dele…Abracos!!!Saudades

    Resposta
  • Avatar
    22/09/2007 em 23:58
    Permalink

    AAAAAAaai! até eu tomei um susto!!! com os motoqueiros!!Lembro bem dessa guerra:
    e uma música brasileira retrata bem isso:
    Era um garoto, que como eu amava os Beatles e Rolling Stones
    Girava o mundo sempre a cantar as coisas lindas da América
    Não era belo mais mesmo assim havia mil garotas afim
    Cantava “Help” and “Ticket to Ride”, oh “Lady Jane” and “Yesterday”
    Cantava viva à liberdade, mas uma carta sem esperar
    Da sua guitarra o separou, fora um chamado da América
    Stop com Rolling Stones, Stop com Beatles songs
    Chamado foi ao Vietnã, lutar com vietcongs
    Tatá-ratatá, tatá-ratatá, tatá-ratatá, tatá-ratatá
    Tatá-ratatá, tatá-ratatá, tatá-ratatá, tatá-ratatá
    Era um garoto, que como eu amava os Beatles e Rolling Stones
    Girava o mundo, mas acabou fazendo a guerra do Vietnã
    Cabelos longos não usa mais, nem toca a sua guitarra e sim
    Um instrumento que sempre dá a mesma nota ratatatá
    Não tem amigos,nem mais garotas, só gente morta caída ao chão
    Ao seu país não voltará pois esta morto no Vietnã…
    Stop com Rolling Stones, Stop com Beatles songs
    No peito um coração não há, mas duas medalhas sim
    Tatá-ratatá, tatá-ratatá, tatá-ratatá, tatá-ratatá
    Tatá-ratatá, tatá-ratatá, tatá-ratatá, tatá-ratatá
    Ratatatá-tatá
    Ratatatá-tatá
    Ratatatá-tatá

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *