O roteiro de viagem pelo Camboja está incrível. Ainda bem que pudemos ficar 2 dias em Siem Reap ao invés de 1 só, como muitos turistas fazem.

O sítio arqueológico é imenso e vir até aqui para ver em 1 dia com pressa não vale a pena.

Às 9 horas nos dirigimos às ruínas de Angkor novamente, dessa vez para visitar os templos da rota longa.

Pre Rup

Começamos pelo Pre Rup, que é um belíssimo templo com excelente vista das redondezas. As esculturas são ricamente detalhadas e estão muito bem preservadas.

Viaje tranquilo para o Camboja com seguro viagem internacional, ganhando 5% de desconto.

East Mebon

Seguimos ao East Mebon, um templo de três níveis, com 5 torres simétricas no nível superior. Ficava em uma ilha no meio do lago Eastern Baray, que hoje encontra-se seco.

Ta Som

Logo depois, no Ta Som, um vendedor de livros veio nos oferecer seus produtos. Nos interessamos por um sobre o sítio arqueológico de Angkor. No código de barras da contra-capa estava escrito US$ 27,00. Perguntamos o preço e ele respondeu US$ 5,00.

Vimos muitas cópias falsificadas de livros sendo vendidas nas ruas, algumas bem feitas e outras muito ruins, por isso pedimos para folhear e o livro parecia original. Perguntamos de novo o preço.
– 10 dólares.
– Mas você tinha dito 5.
– Não. É 10. 5 é esse outro livro.
– Você disse 5.
– Esse é 10.
– Então não queremos, obrigado.
– 10 tá barato.
– Obrigado
Viramos as costas e saímos.
– Tá, tá bom, faço um desconto para vocês. 5 dólares.
– Agora não queremos. Ficou caro.
– 5 dólares!
– Obrigado, tchau.
Saímos e ele andou por um bom tempo atrás de nós repetindo: Ok, 5. Ok, 5…

Veja aqui onde ficar em Siem Reap ou reserve pelo Airbnb e ganhe crédito de R$100,00.

Neak Pean

Seguimos ao Neak Pean, um pequeno templo que fica ilhado na estação chuvosa. Acreditava-se que a água em sua volta continha propriedades medicinais.

Mesmo sendo originalmente budista, este templo contém, diversas imagens hindus.

Preah Khan

Passamos depois no Preah Khan, que foi um monastério budista com mais de 1000 monges. Está amplamente em ruínas e em alguns trechos os blocos caídos impedem a passagem. Tem um ar de filme de Indiana Jones e impressiona pelas diversas passagens internas.

Efeito do turismo

Paramos para almoçar no mesmo lugar de ontem e a dona do restaurante estava ensinando sua filhinha de uns 4 anos a vender coisas aos turistas. Ela ensinava a criança a dizer 1 dólar.

Não entendemos nada do idioma deles, mas ela claramente dizia para a menina fazer uma cara de triste.

Triste mesmo é saber que essa situação acontece em vários lugares turísticos do mundo e que os turistas dão esmolas pensando que estão ajudando, quando na verdade estão mesmo é incentivando outras mães a tirar os filhos da escola para virar pedintes. Turista responsável não dá esmola a crianças.

Angkor Wat

Passamos novamente no Angkor Wat para refazer umas fotos que ontem não ficaram boas por causa do forte sol atrás do templo.

Vimos um monge saindo do portão central do Angkor Wat e nos apressamos para fazer fotos dele, mas não sei como, ele percebeu de longe e desviou o caminho.

Esses monges devem ter sexto-sentido para fotógrafos, pois é só apontar a câmera que eles percebem… É inexplicável… Já aconteceu várias vezes.

Voltamos ao guesthouse e jantamos lá mesmo. Enquanto esperávamos a comida, perguntamos ao dono do guest house se as crianças vendedoras/pedintes vão a escola e ele falou que poucas crianças estudam.
– Mas elas falam inglês tão bem…
– Só sabem as frases para vender.

Na hora lembramos da dona do restaurante ensinando a filha…

Para planejar o seu roteiro no Camboja, leia os outros posts aqui e para saber onde ficar, veja as opções de onde se hospedar em Siem Reap. Os passeios, as atividades imperdíveis em Siem Reap e os transfers você encontra aqui.

Posts relacionados

Douglas e Julia

Bio de casal? Como assim? É que alguns textos foram escritos juntos, então aqui estamos nós. Julia é gaúcha que solta uns 'ô meu' e Douglas é paulista que manda uns 'bah tchê'. São formados em Turismo e Hotelaria com especialização em Marketing, amam viajar e criaram esse blog em 2005. Já viu, né, viagem é o assunto principal deles.

6 comentários em “Dia 64 – Segundo dia nas ruínas de Angkor Wat

  1. Oi,Ju e Douglas, acho que ninguém estava esperando que esta viajem de vcs
    seria tão rica em conhecimento e cultura….bjsssssssssss

  2. Oi Douglas e Julia,estou vendo que com o passar do tempo vcs estão ficando expert nos registros fotograficos .Essas ultimas fotos do Angkor Wat ficaram 10. Esse lugar é muito bonito.Parabens pelas fotos!!!Abraços, Edinho

  3. Oi sr Valdemar
    A gente estava mesmo procurando por isso…
    Ainda nao esta exatamente como imaginamos , mas esta bom demais!!
    Abracos!!!

  4. Oi Edinho!!
    O lugar ajuda!!!
    Qualquer um tira uma boa foto la…
    As fotos boas mesmo estao guardadas…Abracos

  5. “Agora nao queremos. Ficou caro.
    – 5 dolares!– Obrigado, tchau.
    Saimos e ele andou por um bom tempo atras de nos repetindo:
    Ok, 5. Ok, 5…”hihihi se ferrou!!!!!Dete

  6. Oi Dete!
    Poxa, o cara falou um preco e depois quis ganhar mais…
    assim nao da ne?!?!?!hehehebjoooooooo

Deixe seu comentário