Sawadee!!! Sabe aquela imagem icônica de Bangkok? Aquele palácio enorme, colorido, imponente? Então, hoje foi dia de visitar o Grand Palace, o principal atrativo da cidade, que deve estar presente no roteiro de todos que visitam a capital da Tailândia.

A Khao San Road fica perto, por isso fomos andando até lá.

Veja aqui onde ficar em Bangkok ou reserve pelo Airbnb e ganhe crédito de R$100,00.

Grand Palace

O Grand Palace foi construído em 1782, quando o rei Rama I transformou a cidade na capital do Siam.

O local é enooooorme. Para ter uma idéia do tamanho, o muro externo tem 1900 metros de comprimento.

Todos os prédios do complexo, os palácios internos e os templos são cuidadosamente construídos e decorados no estilo tailandês, com detalhes brilhantes e mosaicos nas paredes.

Além disso, várias estátuas de figuras mitológicas estão simetricamente espalhados entre eles.

Em algumas paredes estão desenhados alguns episódios da história de Rama de Ayuthaya, aquela mesma história que assistimos ontem no teatro. O legal é que como assistimos ao teatro, nós entendemos os desenhos e não ficamos boiando.

Wat Phra Kaeo

Entre os muros do Grand Palace está o Wat Phra Kaeo, mais conhecido como o Templo do Buda de Esmeralda.

Para quem não sabe a história dessa imagem de Buda, ela não passa de uma estátua bonita, mas não é só por ser de esmeralda que ela é a mais importante da Tailândia.

Essa estátua não passava de uma imagem de Buda comum até que a cobertura que escondia a esmeralda descascou, em 1434, quando ele estava em um templo de Lampang.

O rei de Chiang Mai ficou sabendo da preciosidade e enviou uma equipe em um elefante para trazer o Buda de Esmeralda. Mas, depois de andar um pouco, o elefante voltou correndo para a cidade. Isso aconteceu 3 vezes com diferentes elefantes.

O rei entendeu que a imagem devia permanecer em Lampang e lá ela ficou por 32 anos até que outro rei o levou para Chiang Mai.

Depois a imagem foi levada para Luang Prabang, no Laos. O Laos foi conquistado pelos Burmaneses em 1564 e a imagem foi levada para Vientiane por eles.

Em 1778, o rei Rama I, conquistou Vientiane e trouxe o Buda de Esmeralda de volta a Tailândia.

Enfim, o Buda de Esmeralda foi objeto cobiçado pelos reis da época e foi levada de uma cidade a outra diversas vezes.

Voltamos para “casa” encantados com o Palácio e o Buda de Esmeralda.

Almoçamos e resolvemos descansar um pouco no quarto, mas acabamos capotando e dormimos mais de uma hora. Daí ficou tarde para passear de novo. Ainda bem, porque logo depois comecou a chover muito!

Fomos então na massagem… uhuuuuu Até que enfim experimentamos a famosa massagem tailandesa…

Massagem Tailandesa

A massagem tailandesa é famosa pelos movimentos pouco convencionais. Quando eu vi o carinha magrinho, não botei fé que ele ia fazer direito, mas o cara era forte, muito forte, o antebraço dele era só músculos…

A Jú foi com uma tiazona gordinha, bem do jeito que ela queria, pois ela acha que as magrinhas não dão conta hehehehe

Eles usam as mãos, os pés, o cotovelo e o joelho e fazem malabarismos para massagear a gente. É boooooooom demais!

A tiazona estava meio viajando e não se concentrou direito no que estava fazendo… A Jú não gostou muito, não saiu de lá tão leve como eu…

Ela acha que a expectativa foi grande demais, por isso não saiu satisfeita. Na próxima vez ela vai com uma magrinha mesmo pra ver se a tal massagem merece a fama…

Viagem culinária

Voltamos para o hotel. Eu comi um Nua Phat Naam Phrik Phao, que é carne com cogumelo e molho de pimenta com arroz.

A Jú comeu sopa de creme de batata. Huuuuuummmmm

Cortando a juba

Saímos para dar uma volta e resolvi cortar logo o cabelo. A tailandesa começou a cortar e até que estava bom, bem melhor do que a cabeleireira de Bali…

Mas daí veio outra e começou a explicar alguma coisa para ela. Pensamos: Vixi, ela é aprendiz.

Daí comecei a ficar preocupado, mas já era tarde.

A outra pegou a máquina e o pente e terminou de cortar enquanto ia explicando as coisas para a aprendiz. Até que ficou bom, pelo menos elas corrigiram a barbeirada feita em Bali. Mas ainda não está como eu quero. Será que alguém vai cortar direito nessa viagem?

Voltamos para o hotel para descansar.

Para planejar o seu roteiro na Tailândia, leia os outros posts aqui e para saber onde ficar, veja as opções de onde se hospedar em Bangkok. Os passeios, as atividades imperdíveis em Bangkok e os transfers você encontra aqui.

Douglas e Julia

Bio de casal? Como assim? É que alguns textos foram escritos juntos, então aqui estamos nós. Julia é gaúcha que solta uns 'ô meu' e Douglas é paulista que manda uns 'bah tchê'. São formados em Turismo e Hotelaria com especialização em Marketing, amam viajar e criaram esse blog em 2005. Já viu, né, viagem é o assunto principal deles.

12 comentários em “Dia 48 – Grand Palace e Wat Phra Kaeo

  1. cara, se não cortarem teu cabelo direto, vai ser o jeito carecar,ai tu aproveita e vira
    logo um monge prai kkkkk!!!

  2. Oi,gente…o Douglas vai ter que esperar até chegar ao Brasil para fazer o corte de
    cabelo …rsrsrsrmuito lindo este lugar…que cultura adquerida hen…bjssssss

  3. oie…como falei acho que essa viagem da um livro sim viu…mto legal…..e qto ao
    cabelo do Douglas, acho q só voltando ao Brasil hehehe…….bjos

  4. E ai Douglas e Julia!!!!Parabens pela Trip de vcs… A minha terminou tem um ano
    e da muita saudade… Taliandia eh o Brasil da Asia, o povo, cultura, religiao,
    culinaria, enfim, eh tudo de bom… Aproveitem muito…Mandem noticias la na
    nossa comunidade “Aventureiros pelo Mundo” do orkut…Boa sorte!!!

  5. Ola Marcio.A tailandia lembra o Brasil em muitas coisas sim, mas igual ao Brasil nao
    tem igual…Bangkok, como toda cidade grande, parece Sao Paulo…Assim que
    der a gente da uma passadinha na comunidade…Abracos

  6. ah!!! conheci esses bonequinhos no sua rota.. muito lindinhos…
    Douglas: kkkkkkkkkkkk
    … tu vai chegar aqui careca!!!Dete

Deixe seu comentário