O roteiro de viagem na Tailândia hoje tem uma atração de sonho, Ko Phi Phi e Maya Bay.

Pegamos o minibus e partimos para o tão esperado passeio e ele foi parando em outros hotéis para pegar mais gente, quando entrou um cara com uma roupa que parecia de atleta do Brasil.

Um brasileiro na Tailândia

Falamos bom dia em português, já sabendo que era um conterrâneo. Ele não ouviu, falamos de novo e ele disse: Opa, aí sim, hein…

O nome dele é Ivan e ele estava disputando o Univercid em Bangkok, uma competição internacional de atletismo, e agora estava de folga.

Veja aqui onde se hospedar em Phuket ou reserve pelo Airbnb e ganhe crédito de R$100,00.

Perdidos no mar da Tailândia

Chegamos no pier e embarcamos na lancha. O caminho até a primeira parada demoraria 50 minutos. Estava chovendo bastante e a velocidade da lancha fazia a chuva ficar pior.

A capa de chuva não serviu para nada, só para a gente ficar juntando água para jogar um no outro. ehheheh. A gente se diverte em qualquer situação.

Passeio em Ko Phi Phi - Maya Bay

Passado um bom tempo além dos 50 minutos, todos começaram a perceber que o capitão estava perdido. A cara dele não negava. Ele ficava olhando em volta, tentando encontrar alguma ilha no meio da tempestade.

So aí nós vimos que os caras não tinham GPS, nem rádio. A brincadeira com a água perdeu a graça e colocamos o colete salva-vidas.

A lancha deu meia volta para tentar achar alguma ilha. Ela ia batendo nas ondas e balançando muito.

Navegamos mais de uma hora no sentido contrário e encontramos uma pequena ilha. O capitão parou a lancha e os 5 manés tripulantes desceram para tentar encontrar algum morador. Parecia mentira o que estava acontecendo.

Eles não deram explicação nenhuma para os passageiros até que um deles perguntou o que estava tinha acontecido.

A resposta? Nós desviamos “só” um pouquinho da rota, mas não tem problema, foi por causa da chuva.

Claro, se a culpa é do capitão, ele a põe em quem ele quiser…

E a chuva caindo forte…

Enfim, encontraram um morador e (olha o absurdo) com um mapa igual ao que a gente pegou na agência, perguntou onde era a Bamboo Island.

O morador da ilha pôs a mão na testa e deve ter dito: Ai meu Buda!!!

Ele começou a apontar para o outro lado e os 5 manés, ops, tripulantes, fizeram cara de espanto…

Passeio em Ko Phi Phi - Maya Bay

Voltaram para a lancha, abasteceram os motores e continuamos.

A partir dali ficamos em pé, do lado do capitão, eu, a Jú e o Ivan, pois descobrimos que estávamos sentados em cima do compartimento de gasolina reserva.

Ficamos observando o capitão e vimos que ele não olhava para a bússola! O louco!

Bamboo Island

Enfim chegamos no Bamboo Island, que fica próxima as ilhas Phi Phi, mas todos estavam pensando que ele estava voltando para Phuket. Ninguém mais estava com a menor vontade de continuar o passeio.

A ilha é paradisíaca e mesmo com o tempo feio dá para ver que a água é transparente. Como a chuva deu uma trégua, nós fizemos snorkeling. A água estava bem quentinha, uma delícia.

Bamboo Island Tailândia

Diferente de Bali, dessa vez a Jú conseguiu fazer o snorkeling, pois a máscara e o snorkel estavam bons para ela e a praia parece uma piscina, não tem correnteza nenhuma.

Bamboo Island Tailândia

Ko Phi Phi Don

Emfim chegamos às ilhas Phi Phi. Fomos almoçar na ilha Phi Phi Don, que é uma das ilhas ao lado de Phi Phi Leh.

Koh Phi Phi, Tailândia

Não fizemos muita coisa aqui, e logo em seguida pegamos a lancha de novo e fomos até o Monkey Beach, que é uma praia da ilha, cheia de macacos e também linda demais.

Os macaquinhos ficam andando na areia branca da praia na maior calma. Aqui tem muito mais peixes coloridos do que no Bamboo Island e o snorkeling foi muuuuuito louco. Os muitos peixes passam bem pertinho da gente!!! Inesquecível!!!

Koh Phi Phi, Tailândia

Ko Phi Phi Leh

A lancha seguiu rumo a Koh Phi Phi Leh, e passou em frente ao Viking Cave que é uma caverna enorme onde vivem muitas espécies de pássaros.

Passou também no Pileh Cove, que é uma grande baía, bem fechada, sem praia, só com rochas altas esculpidas pela água.

Maya Bay

Depois seguimos para o Maya Bay, que ficou mundialmente famosa, pois aqui foram gravadas cenas do filme The Beach, com o Leonardo Di Caprio aquele carinha feio.

Maya Bay, Tailândia

Parecíamos crianças que nunca viram praia. Toda vez que víamos nas revistas ficávamos sonhando. Nossa, realizamos o sonho…

Aqui cabe um pensamento: nunca desista do seu sonho. Corra atrás para realiza-lo!

Maya Bay, Tailândia

Estávamos tirando fotos quando o guia chamou para irmos para outra ilha e a Jú gritou:
– Nãããããããoooooo, espera um pouco…

Saímos correndo e pulamos no mar… Ficamos nadando até que todos subiram na lancha e o guia falou Bye, Bye.

Saímos correndo de novo para ir embora. Já tinha atrasado um montão por culpa do capitão, mais 5 minutos não seria problema…

Maya Bay, Tailândia

Khai Nui Island

No meio da tempestade, paramos em frente ao Khai Nui Island, a última parada do passeio, e o guia perguntou se alguém queria fazer o snorkeling lá… Fala sério… Fomos embora, então, até o continente.

De novo passamos por uma tempestade, de novo fizeram aquela cara de perdidos. Puts, de novo não, pensamos…

Quando o guia disse que tínhamos chego, eu perguntei:
-Sério?!?!Em Phuket?!?!
-Sim. Ele respondeu e deu risada.

Começamos a festejar!!!! UHUUUUUUUUU O guia dava risada e a tripulação ficou envergonhada.

Chegando no escritório da empresa, os caras ainda tiveram a cara de pau de pedir para preenchermos uma pesquisa de opinião.

O guia foi acompanhando as minhas resposta. Quando cheguei no item “capitão”, olhei para ele e ele disse: estava chovendo forte né!?!…

Não tem desculpa, ganhou nota baixa.

Ele nem quis dar um papel para a Jú preencher. Por que será?!?!

Depois vimos eles dando explicação, provavelmente para a chefe da empresa.

Com uma mapa na mão, ela ia apontando e parecia dizer: Como vocês foram parar aqui?!?

Nos despedimos do nosso guia e pegamos o minibus para o hotel.

Quando achamos que tudo estava tranquilo, acabou a energia em parte da cidade. Fomos até o mercado, que ainda tinha luz, com o Ivan e compramos a janta e o café da manhã.

A energia voltou… AEEEEE

Jantamos e dormimos. Eita dia agitado!

Para planejar a sua viagem a Tailândia, leia os outros posts aqui e para saber onde ficar, veja as opções de hospedagem. Os passeios, as atividades imperdíveis na cidade e os transfers você encontra aqui.

Posts relacionados

Douglas e Julia

Bio de casal? Como assim? É que alguns textos foram escritos juntos, então aqui estamos nós. Julia é gaúcha que solta uns 'ô meu' e Douglas é paulista que manda uns 'bah tchê'. São formados em Turismo e Hotelaria com especialização em Marketing, amam viajar e criaram esse blog em 2005. Já viu, né, viagem é o assunto principal deles.

18 comentários em “Dia 40 – Perdidos no mar da Tailândia, em algum lugar perto de Ko Phi Phi

  1. Bah, olha que mar hein 😀 a foto da Ju sendo atacada pelos peixes
    hauhauahuah sorte que nao tinha nenhuma piranha ou tubarão aí hein!?
    :PPPEssa história de ficar perdido no mar… sorte que nao acabou
    o combustivel que nem para nós quando fomos na barragem do nosso tio…
    tivemos que ir remando até uma ilha lá e pedir combustivel ahuahauhah
    triste ;D

  2. Nooossaaa..dou muita risada qd venho aqui ler as confusões,
    descobertas de vcs…chego a ficar arrepiada imaginando tudooooo!!!
    Saudade de vcs 🙂Sorte aí… beijão
    To esperando vcs em floripa viu.
    beijão Ana Paula Gamba

  3. Nossaa Adorei o blog de vcs..morri de inveja…rsrs…
    Adoraria fazer uma viagem dessas!!
    Boa sorte…bjaum…

  4. E ai Mateus…
    O mar e tao bonito que a gente vira crianca la…
    Os peixinhos sao bonzinhos. So atacam os turistas sem nocao!!!
    Sobre o combustivel, como dizem os nativos: No problem…
    Mas no nosso caso nem ia adiantar remar. Era muito longe de tudo…

  5. A gente leu alguns livros de viajantes e a gente pensava que as historias
    eram inventadas ou bem aumentadas…
    Mas e real.
    acontece mesmo essas coisas de doido…
    Logo Logo a gente vai se perder ai em floripa tambem…heheheh
    bjooooooooo

  6. Ola Marina ou Vinicius
    Uma pena nós ja termos subido para Bangkok.
    Poderiamos ter trocado umas ideias…
    Abracos

  7. Ola Deisiane.
    Economize e planeje bem porque nao e impossivel.
    Tem lugares muito baratos mundo afora…
    Obrigadao pelo apoio
    Abracos

  8. Olá..
    simplesmente emocionante essa aventura…e ainda,imagina por quem esta
    sendo aventurada: dois humildes estudantes de turismo…
    vcs heim….vão dar um show nas aulas qdo voltarem..
    até os professores vão virar alunos…kkkkkbjs

  9. Oi Sawaki´s Family…. hehehe!!!Meu, esse dia foi mesmo inesquecível,
    posso garantir que eles não esão aumentando uma vírgula, pois estava junto…
    O lugar já é maravilhoso, ainda tive a sorte imensa de conhecer esse casal maravilhoso,
    ai a viagem ficou completa!! Valeu!!
    Obs: Adorei o Blog

  10. Aeee ivan
    Sorte que vc apareceu para confirmar tudo.
    daqui a pouco vao dizer q a gente esta inventando tudo…
    Curtimos conhecer vc tambem…
    Abracos!!!

  11. Uahuaauhha
    fiquei um tempão olhando pra foto tentando descobrir o que era, rs
    parecia batatas!!!!! Kkkkkkkk…Depois que eu vi!!!!!!
    caraaaaaca que tormenta!!!!!!! “A brincadeira com a agua perdeu
    a graca e colocamos o colete salva-vidas”
    …. geeeeeeeente, que horror!!!!!!
    “O morador da Ilha pos a mao na testa e deve ter dito: Ai meu Buda!!!” rssssss
    nooooossa linda a cor da água!!!!
    aliás a água daí é transparente e assim ninguém resiste à
    beleza do lugar!!!!!! simplesmente lindo!!!
    Dete

  12. Oi Dete
    Em qual das fotos voce viu batatas?!?!kkkkk
    Foi horrivel mesmo…
    So depois percebemos o perigo que tinhamos corrido.
    Lindo mesmo!!!
    Nem a chuva atrapalha…
    Bjoooooooo

Deixe seu comentário