Dia 111 – Conhecendo uma família indiana em Jodhpur

Ainda não foi hoje que saímos para saber o que tem para ver e fazer em Jodhpur. Acordamos cedo e resolvemos não fazer nada hoje, foi dia só de descanso.

Ficamos aqui no hotel, o Jee Ri Haveli, conversando com o dono, o sr. Himanshu, aquele que nos recebeu ontem a noite.

Onde ficar hospedado em Jodhpur India
O quarto do Jee Ri Haveli
Onde ficar em Jodhpur
O banheiro do Jee Ri Haveli

O Jee Ri Haveli é com certeza o melhor hotel econômico que encontramos na Índia, é limpo, tem as mobílias novas, o banheiro com as louças novas também, chuveiro funcionando certinho, com água quente 24 horas de verdade, enfim, todo o mínimo que se espera de uma hospedagem.

Veja aqui onde ficar em Jodhpur ou reserve pelo Airbnb e ganhe crédito de R$100,00.

Uma casa de família indiana

O Himanshu nos convidou para conhecer a casa da tia dele, que fica atrás do hotel. Que legal, né, fomos ver como uma família indiana vive de verdade.

A Jú ficou descansando pois não acordou muito bem, mas eu e o Tico fomos conhecer a casa.

A família dele sempre morou aqui mesmo e um dos quartos tem mais de 200 anos!

Quando foi construído, era simplesmente um cômodo, só a 4 paredes e mais nada!!

Esse quarto, assim como muitas casas de Jodhpur, é pintado de roxo para espantar os mosquitos.

A tia dele nos serviu o Besan Gutta, que é um petisco muuuuuuito apimentado. Não conseguimos comer quase nada.

Conversamos de tudo um pouco… Futebol, cricket, comida.

Diferenças religiosas e culturais

Entramos no assunto religião. Ele nos disse que 65% dos indianos é hindu, 30% é muçulmano e o restante divide-se entre as outras religiões.

Perguntei como é a relação entre as pessoas de religiões diferentes:

– Na minha família, temos muitos amigos muçulmanos.
– E na Índia em geral?
– Muitos não se dão bem, acho isso errado…

Ele estava se referindo aos constantes atritos entre hindus e muçulmanos, que às vezes acaba em mortes.

Um primo dele chegou para conversar também e perguntou (já afirmando) se os cristãos não são vegetarianos. Dissemos que não somos.

– Nós, hindus, somos. Não comemos nem ovo.

Falou e fez uma cara de bravo. Não sabemos se ele disse isso porque nós pedimos omelete no café da manhã.

Perguntei amigavelmente:

– O que você pensa sobre nós por não sermos vegetarianos
– Sua cultura é diferente. Mas nós não comemos.

Ele estava meio bravo, então mudamos de assunto para descontrair.

Sem polêmica

Começamos a falar sobre música. Perguntei sobre a música tradicional do Rajastão, como se chamava, se era usada a Tabla, etc..

Disse que queria comprar um CD, mas não sabia nada sobre isso, daí o Himanshu disse para o primo pegar um CD deles e me deram de presente.

Fiquei muito feliz!!

Fim de tarde em Jodhpur

Depois de conhecer a casa de uma família indiana, eu e o Tico fomos comprar passagem de trem para Jaisalmer, mas o escritório de venda de passagem antecipada fecha no Domingo.

Na volta tivemos uma grande surpresa: O motorista de autorickshaw não cobrou nada a mais. Cobrou só o preço justo!!!! ô louco meu!

A Jú já estava melhor e subimos no terraço para assistir ao pôr-do-sol.

Foi belíssimo!!! Aquele imenso sol laranja que vemos nas fotos realmente existe. Não é obra do Photoshop!!!

Ele foi descendo ao lado do Meherangarh Fort, deixando a paisagem igual a uma cena de filme. MA-RA-VI-LHO-SO!!!

O que ver e fazer em Jodhpur
Por-do-sol no Meherangarh Fort

O Douglas tomou um Saffron Lassi e aproveitei para dar um gole.

O saffron é em português açafrão, que no lassi fica bem docinho. Muuuuito bom!

Depois jantamos e conversamos mais com Himanshu.

Ele nos deu algumas dicas de passeio pela cidade, explicou o que é imperdível em Jodhpur e disse que o tour para a vila Bishnoi é só para ganhar dinheiro dos turistas.

Disse que não vale a pena, pois é uma vila artificial. Bom, a vila estava no nosso roteiro em Jodhpur, agora não sabemos o que fazer.

Voltamos ao quarto para descansar, pois amanhã é dia de explorar a cidade.

Para planejar o seu roteiro na Índia, leia os outros posts aqui e para saber onde ficar, veja as opções de onde se hospedar em Jodhpur. O Jee Ri Haveli, onde ficamos, custa USD 31,00. Os passeios e as atividades imperdíveis na cidade você encontra aqui.

Veja mais sobre o assunto navegando pela categoria

Douglas e Julia

Douglas e Julia

Bio de casal? Como assim? É que alguns textos foram escritos juntos, então aqui estamos nós. Julia é gaúcha que solta uns 'ô meu' e Douglas é paulista que manda uns 'bah tchê'. São formados em Turismo e Hotelaria com especialização em Marketing, amam viajar e criaram esse blog em 2005. Já viu, né, viagem é o assunto principal deles.

9 comentários em “Dia 111 – Conhecendo uma família indiana em Jodhpur

  • Avatar
    31/10/2007 em 19:33
    Permalink

    Olá..vcs estão muito bem nessa foto…combinaram com a natureza…que interessante
    a recepção desse Sr…parece que vcs estão em casa…e como vcs se comunicam com eles?
    qual o idioma?Julia, está na hora de voltar ao Brasil…que tal???nossa!!!
    não vejo a hora de vcs estarem aqui..bjs e boa viagem!

    Resposta
  • Avatar
    31/10/2007 em 22:20
    Permalink

    Nossa falando em casas antiga aonde eu morava na Alemanha a cidadezinha é considerada
    cidade ja desde 1494. Lá é muito comum ter casas de mais de 300 anos. Comercio quando
    são novos tem por volta de 50 anos no minimo. Alguns são mais novos mas é dificel.
    Agora é muito interesante você conhecer o povo, seus costumes. quando apenas viajamos,
    ficamos em hoteis e tudo mais acabamos perdendo este contato… Jonas Schwertner

    Resposta
  • Avatar
    02/11/2007 em 18:05
    Permalink

    Oi, Ju e Douglas!!!!Estam linda as fotos é pq vcs estão nelas rsrsrsrssrs….oque da
    para perceber vcs estam ficando stressados é muitas mudanças de cultura em pouco tempo….
    Mas fiquem traquilos pq vcs estão com aproteção Divina….Bjssssssssss

    Resposta
  • Avatar
    04/11/2007 em 00:21
    Permalink

    os nativos sempre nos recheiam com informações!!! Esses encontros são sempre maravilhosos!

    Resposta
  • Avatar
    07/11/2007 em 13:01
    Permalink

    E ai Jonas!E verdade. As vezes nao se conhece nada do lugar para onde se viaja, so
    se tira umas fotos e mais nada…Para nos isso nao e nada interessante…Abracos!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *