Dia 127: De San Salvador de Jujuy a Purmamarca

{Sábado, 29 de junho de 2019} O dia amanheceu ensolarado em San Salvador de Jujuy e a nossa vista para as montanhas estava linda demais.

Nada como começar o dia assim, não é mesmo.

San Salvador de Jujuy

De San Salvador de Jujuy a Purmamarca

Hoje vamos de San Salvador de Jujuy a Purmamarca, um pouco mais ao norte da Argentina, seguindo pela Ruta 09.

A distância a ser percorrida é de apenas 63 quilômetros com previsão de 1 hora de estrada. Mas como você já percebeu, provavelmente vamos levar um pouquinho mais de tempo, pois vamos parando pelo caminho.

Então, segue a estrada rumo ao norte.

San Salvador de Jujuy a Purmamarca

A estrada é boa na maioria do trecho percorrido, mas alguns pontos estavam em reforma com pedriscos na pista.

Os motoristas da região já devem conhecer o trajeto, por isso eles costumam correr bastante. Isso fez com que várias pedras fossem lançadas para os lados e batessem no carro. Uma dela foi enorme e levamos um baita susto.

San Salvador de Jujuy a Purmamarca

San Salvador de Jujuy está a 1259 m. e Purmamarca está a 2324 metros de altitude, então nesse trecho encontramos algumas subidas fortes, onde tivemos que reduzir bem a marcha.

E é preciso muita atenção, pois os motoristas costumam ultrapassar em lugares proibidos, como nas curvas onde não se tem visibilidade nenhuma.

Alugue um carro em San Salvador de Jujuy para explorar toda a região. Veja aqui um comparativo entre modelos de veículos e locadoras.

Tumbaya

Para aclimatar com a diferença de altitude de San Salvador de Jujuy a Purmamarca, fizemos uma paradinha no povoado de Tumbaya.

Da estrada vimos o cemitério lá no alto do morro, algo bem diferente para nós. E também avistamos uma torre amarela meio alaranjada que chamou nossa atenção. Então fomos até lá.

Tumbaya é um lugar que parece que foi esquecido pelo tempo, com casas de adobe com a porta direto na rua, de terra batida.

Em frente a praça estava a capela da torre amarela. Simples e simpática.

Tumbaya - San Salvador de Jujuy a Purmamarca

O vento começou a ficar forte e a levantar poeira. Assim que acalmou saímos do carro para tirar umas fotos, mas logo o vento voltou com mais força e mais poeira.

E nessa entrou algo no meu olho, que mesmo passando colírio não queria sair. Olhei no espelho e parecia que algo estava cravado no meu olho.

Bateu um leve desespero, pois ali não tem hospital, teríamos que acionar o seguro viagem e voltar para San Salvador de Jujuy. Como sempre viajamos com seguro viagem, o problema aqui era voltar e perder pelo menos dois dias, já que hoje é sábado.

Respirei fundo, olhei para a capela, fiz uma oração e o Douglas descobriu que atrás dela tinha um banheiro. Fui até lá para lavar os olhos com bastante água e nada de sair. Passei pela última vez um pouco mais de colírio antes de ligar para o seguro e o negócio simplesmente sumiu do meu olho.

Que alívio, nem acreditava. Olhei para a capela e agradeci. Além de não sair mais sem meus óculos.

É obrigatório ter seguro viagem para viajar pra Argentina? Não é, mas já pensou se você precisa de atendimento médico lá? Você que é um viajante experiente não vai viajar sem seguro viagem, né. Veja aqui as opções de planos e seguradoras e com o nosso link, ganhe 5% de desconto. Se você ainda não sabe muito sobre o assunto, leia aqui Tudo sobre seguro viagem.

Purmamarca

Depois do susto, decidimos seguir viagem para Purmamarca, que fica a apenas 17 km de distância, em torno de 20 minutos. Saímos da Ruta 09 e entramos na Ruta 52 para chegar na cidade.

Ficamos encantados com Purmamarca logo de cara. Que cidade mais graciosa!. É uma cidade bem pequena, com casas de adobe, ruas estreitas de terra, uma atmosfera muito agradável.

Pelo caminho encontramos novamente o Cesar do Rumbeando com Fidel. Estacionamos o carro perto do dele e preparamos nosso almoço no carro.

Fizemos uma siesta!! Aeee! Primeira vez em meses de viagem.

Assim que o sol baixou um pouco fomos caminhar pelo centrinho da cidade.

A praça é o ponto principal da cidade, ali ficam dezenas de vendedores ambulantes, lojinhas, restaurantes, secretaria de turismo e a igreja.

rua de Purmamarca

Se você não viaja de campervan, veja aqui onde ficar hospedado em Purmamarca.

plaza central de Purmamarca

Purmamarca

E para fechar o dia, o Cesar preparou pizzas para nós e mais uma galera que se juntou para jantar.

Tinha uma francesa do hostel em frente onde estávamos estacionados e um casal de amigos do Invasion Kombi.

O papo foi ótimo!!

Purmamarca

Sério, saíram pizzas de uma campervan! E estavam deliciosas.

Números do dia:

Distância percorrida: 73 km em 2h15.
Alimentação: $ 145 pesos argentino (aprox. R$ 14,50)
Gasolina: $ 1400 pesos argentino (aprox. R$ 140,00)
Banheiro: $ 10 pesos argentino (aprox. R$ 1,00)

Programe a sua viagem

Economize comprando sua passagem aérea no site do Passagens Promo.

Data de embarque confirmada, hora de reservar a sua hospedagem, nossa dica para economizar é conferir esses dois sites: Booking.com ou Airbnb (Airbnb com desconto de R$ 130,00 na primeira hospedagem e R$ 49,00 em uma experiência)

Nada de viajar para um lugar de altitude sem o Seguro Viagem do Seguros Promo, clique nesse link e use nosso cupom MELEVADELEVE5 e ganhe 5% de desconto.

Vai alugar carro para conhecer o norte da Argentina? Então dá uma olhada nas opções da Rentcars, você paga em reais e não tem a surpresa de quanto vai pagar quando chegar a conta do cartão de crédito e não precisa ficar rezando pra cotação do dólar não aumentar.

Não vai de carro? Então reserve um transfer do aeroporto até sua hospedagem e a volta pelo site da Viator.

E já reserve os principais passeios para não correr o risco de ficar sem vaga quando chegar lá. Os principais sites para economizar nos passeios são: ViatorTiqetsTourOn e Get Your Guide

Agradecimentos aos nossos apoiadores dessa viagem:

  

Veja mais sobre o assunto navegando pela categoria

Julia Flores

Julia Flores

Formada em Turismo e Hotelaria, com pós-graduação em Marketing Estratégico e experiência com marketing de destinos turísticos. Amo viajar, não pelos carimbos no passaporte ou pelas selfies, mas pelo o que as viagens me proporcionam. Gosto de praticar esportes, mas também adoro ficar de preguiça no sofá em dias frios ou chuvosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *