No post de hoje vamos continuar a série como planejar uma viagem, e esse post é para dar dicas de como fazer um roteiro de viagem desde o começo.

As dicas desse post você encontra também em formato de vídeo, então, se você preferir assistir, dá o play aqui em baixo.

Por que fazer planejamento de viagem?

Mas antes de começar o planejamento do roteiro de viagem queremos explicar rapidinho porque criar um roteiro de viagem.

Um dos motivos para roteirizar a sua viagem é a economia de tempo e de dinheiro. Sabendo o que, quando, onde e quanto custa, você não vai perder seu precioso tempo indo a lugares sem graça, nem vai ficar perdido pela cidade, e nem vai desistir na entrada de um atrativo porque não sabia que era tão caro.

Além disso, você vai saber tudo o que tem pra ver e fazer nessa cidade e assim não corre o risco de deixar de conhecer algum lugar muito legal.

E a terceira razão é que com um bom planejamento de viagem, você corre menos riscos de cair em furadas. Ninguém merece né?

Como fazer um roteiro de viagem – 7 dicas essenciais

1. Primeiro de tudo: qual é o tipo de viagem?

Uma coisa muito importante é definir qual é o tipo da seu viagem. Você precisa levar em conta se você vai viajar sozinho, em casal, com amigos, em família ou com com criança.

É importante ter isso em mente principalmente se você for responsável por planejar a viagem para todos os outros que viajarão com você. Isso porque dependendo do perfil de cada um, pode haver objetivos diferentes para a viagem.

Se você tá sozinho, objetivo principal é o seu mesmo, né. Mas se tem mais gente, você precisa equilibrar o que cada um gosta de fazer. Não seja o chato da viagem, que não planejou nada que os outros gostam de fazer.

Agora que você já sabe quem vai viajar com você e o tipo de viagem que você vai fazer, comece a pesquisar os principais atrativos da cidade, ou aqueles que você tem mais interesse.

2. Lista de atrações da cidade

O próximo passo é fazer uma lista das atrações da cidade. Não se restrinja aos lugares mais visitados, mais famosos do destino. Procure explorar atividades novas.

Faça uma pesquisa mais profunda, pois assim você pode descobrir lugares muito legais que não estão nos guias.

As dicas do que fazer você vai encontrar em blogs de viagem, no Instagram através de hashtags ou geolocalização, nos grupos no Facebook e no Pinterest.

Enquanto você for descobrindo os lugares, vá anotando as principais informações de cada atração.

É melhor fazer a lista no computador, para ir adicionando informações novas conforme for encontrando em diversas fontes. Muitas vezes é como um quebra cabeça.

3. Anote os detalhes das atrações

Quanto mais informações sobre as atrações, melhor. As informações essenciais de cada atração da cidade são:

Endereço, horário de funcionamento, dia da semana que não abre, preço, se tem dia da semana que é gratuito, quando é a melhor época.

Você pode ter uma ideia dos preços aqui.

Cuidado com atrações que fecham em determinado dia de semana ou em determinada estação do ano. Isso pode acontecer em destinos com inverno muito rigoroso.

Anote também os restaurantes que estão próximos dos lugares que você vai visitar.

Mesmo que você goste de descobrir na hora os restaurantes, saiba pelo menos onde está a concentração desses restaurantes.

Vai que no meio do passeio bate aquela fome, sair para procurar é muito ruim. É bom já saber onde mais ou menos você estará na hora do almoço.

A mesma coisa acontece com as lojas, se você vai fazer compras. Saiba o endereço, horário de funcionamento e como chegar nos shoppings e outlets.

4. Classifique as atrações por nível de importância

Uma dica muito importante é classificar os atrativos turísticos conforme o seu grau interesse.

Você pode dividi-los entre os imperdíveis (de visita obrigatória), os que são legais (e você provavelmente não quer perder) e os que se não der tempo de visitar, não te fará se arrepender.

5. Coloque os atrativos no mapa

Depois de ter a lista com a classificação, nós aconselhamos colocar os atrativos no mapa, para saber em quais regiões da cidade eles estão concentrados e quais são as distâncias entre eles.

Usando o Google Maps, entre na ferramenta ‘meus mapas’, crie um mapa novo com o nome, por exemplo, ‘viagem EUA 2019’ e coloque todos os pontos que você já escolheu.

Como fazer um roteiro de viagem – As atrações que escolhemos visitar em Montreal

Escolha uma cor para cada tipo de pin, levando em conta a classificação de importância: os atrativos imperdíveis, os lugares legais e os pontos turísticos menos importantes.

Escolha outra cor para as opções de hospedagens (depois que escolher onde ficar, delete os outros) e outra cor para os restaurantes. Ou use as opções de ícones para cada ponto.

6. Criando o itinerário

O próximo passo é fazer o itinerário dia a dia, organizando a sequência de visita das atrações.

Para começar é muito importante saber qual é o horário que você pode realmente começar a passear. Para isso desconte o tempo necessário para chegar na cidade, ir até a hospedagem e fazer check-in.

É importante saber também o horário de saída do hotel no dia de voltar para casa. Se tiver mais de uma cidade na mesma viagem, considere o deslocamento entre elas.

No mapa você vai visualizar os principais atrativos que você vai visitar, e aí é só organiza o itinerário. De preferência para visitar no mesmo dia as atrações estão numa mesma região da cidade, assim você economiza tempo e dinheiro com transporte.

Com tudo marcado no mapa, você consegue saber a sequência que você vai visitar os atrativos. Então você pode detalhar coisas do tipo, do atrativo A para o B: quanto tempo leva? É melhor ir a pé, de táxi, de metrô? Quanto custa?

Se a melhor opção for se deslocar de carro, você pode alugar um aqui.

Para ter uma ideia de como montar o itinerário, veja os nossos roteiros aqui no blog.

7. Dia livre é importante

Essa é uma dica que aprendemos com o tempo. É importante ter no roteiro de viagem, se for uma viagem mais de 10 dias, um dia inteiro livre. Dessa forma você  consegue adaptar o seu roteiro, visitar os lugares que não deu tempo conforme a sua programação, ou ficar descansando mesmo.

Por fim…

Imprima o seu roteiro e também salve no seu celular e no e-mail, para ter ele sempre a mão. Nós gostamos de levar impresso porque é mais fácil de consultar. Além disso, somente no celular, você corre o risco da bateria acabar ou ter o celular roubado, dependendo do destino …

Envie o roteiro aos seus pais (ou outra pessoa) para que mais alguém saiba onde você estará a cada dia, para o caso de emergência.

Acho que é isso, essas são as nossas dicas para fazer um roteiro de viagem. Se ficou alguma dúvida, comente aqui.

Para salvar no Pinterest 😉

Posts relacionados

Douglas Sawaki

Formado em Turismo e Hotelaria, com experiência em vendas e marketing na área do Turismo. Paulista que aprendeu a curtir São Paulo depois que deixou de ser um cara estressado. Meio sedentário, meio esportista, se é que você me entende.

4 comentários em “Como fazer um roteiro de viagem do zero – 7 dicas essenciais

    1. Olá, Walter!
      Ficamos felizes de saber que nossas dicas vão te ajudar.
      Qualquer coisa volta aqui e pergunta.
      Abraço

  1. Que ótimo post casal!! As dicas de viagem de vocês são ótimas! Estou lendo tudo sobre o Atacama. parece um guia de viagem de tão caprichado 🙂

Deixe seu comentário