Para dizer sim, mexemos a cabeça para cima e para baixo. Para dizer não, mexemos de um lado para o outro.

Simples né? É fácil de se comunicar assim.

Mas se você estiver na Índia, o ‘sim’ e o ‘não’ são um grande enigma. Isso porque eles balançam a cabeça de uma forma bem diferente.

Veja aqui onde se hospedar na India ou reserve pelo Airbnb e ganhe crédito de R$100,00.

A balançada de cabeça dos indianos

A balançada de cabeça dos indianos é uma coisa inexplicável e tem alguns significados. Pode ser ‘entendi’, ‘estou te ouvindo’, ‘sim’, ‘continue’, ‘talvez’ e alguns ainda dizem que pode significar ‘não’ e ‘não sei’.

Alguns tentam explicar, mas quer saber, não tem como. Daí já viu a confusão né?

O mais interessante é que eles se entendem perfeitamente (pelo menos parece) quando não vemos diferença entre uma balançada e outra.

E isso nos colocou em umas situações bem diferentes.

A indecifrável balançada de cabeça dos indianos

Caso 1: sim

Estávamos num restaurante em Delhi e o talher estava sujo. A Júlia chamou o garçom e disse que o talher estava sujo.

Antes de pedir para trocar, ele, calmamente balançou a cabeça e se foi, deixando o talher com a Jú.

Nós nos olhamos e ficamos na dúvida:

– Ué, o que ele respondeu?
– Sei lá…
– Será que ele vai trocar?
– Não faço ideia…

Depois de uns minutos ele voltou, com outro talher. E aquela balançada de cabeça foi um ‘sim’, na verdade foi um ‘pra mim tá limpo, mas vou trocar mesmo assim’.

Compare aqui seguro viagem internacional com 5% de desconto.

Caso 2: não

E teve a vez que nós perdemos o trem em Jaipur.

O trem teve o embarque trocado para outra plataforma e não entendemos nada nos auto-falantes. Nem os indianos entenderam no idioma deles.

Uns 15 minutos depois do horário de saída, fomos perguntar sobre o trem e o atendente disse que já tinha saído.

Pedimos para trocar o bilhete porque o trem saiu de uma outra plataforma.

Ele balançava a cabeça e não dizia nada. E

ficávamos esperando ele pegar o nosso e emitir um novo.

Depois de repetir várias vezes, chegamos a conclusão que aquela balançada era um ‘não vai dar’.

Negociando o preço dos artesanatos é a mesma coisa. Negociando preço de táxi também.

O pior é que com o tempo nós passamos a balançar a cabeça igualzinho, primeiro para fazer graça com as situações, mas depois começou a ficar automático…

Ficou curioso? Então veja um trecho do seriado Outsourced, um ótimo seriado sobre a cultura indiana que infelizmente foi interrompido na primeira temporada.

Curtiu o post? Não vale responder balançando a cabeça.

Para planejar o seu roteiro na Índia, leia os outros posts aqui. E para saber onde ficar, veja as opções de onde se hospedar na Índia. Os passeios e as atividades imperdíveis na cidade você encontra aqui.

Posts relacionados

Douglas e Julia

Bio de casal? Como assim? É que alguns textos foram escritos juntos, então aqui estamos nós. Julia é gaúcha que solta uns 'ô meu' e Douglas é paulista que manda uns 'bah tchê'. São formados em Turismo e Hotelaria com especialização em Marketing, amam viajar e criaram esse blog em 2005. Já viu, né, viagem é o assunto principal deles.

9 comentários em “A indecifrável balançada de cabeça dos indianos

  1. Ai, gente, adorei a balançadinha! E adoro esses "causos" de viagens de situações doidas que acontecem e que nao tem nos guias! Eu ia ficar perdidinha tb!
    E curti o video que vcs postaram! Eu adorava esse seriado, nao entendi porque parou!

  2. Valeu Clarissa! Sem esses 'causos' as viagens não teriam graça né? Pois é, o seriado era muito bom, também não entendemos o motivo de terem cancelado a 2ª temporada 🙁

  3. me lembrei daqueles bichinhos que os camelôs vendem na 25 de março, são uns bichinhos com uma mola como pescoço, fazendo a cabeça balançar de um lado para o outro…rsrsrsrsrs

  4. Eu fui até a India a trabalho para realizar treinamentos na filial de minha empresa. Nos primeiros dias eu chegava a explicar 4, 5 vezes a mesma coisa, eu explicava eles balançavam a cabeça, e eu explicava de novo, eu ja estava pensando que era meu inglês, até que fui me tocar que a balançada era um sim, entendi.

  5. Então, é como o Bah no RS. Dependendo da entonação, pode ser: sério, que horror, legal e por aí vai.
    Bah, tri legal a matéria.

    1. Bah, Guria! Bem isso! 😀
      Só que o nosso Bah tem mais significados, né.
      A Balançada de cabeça deles é só sim ou não hahaha, da pra imaginar a confusão. Você tem água? E o cara só balança a cabeça 😀
      Obrigada pelo comentário. Bjs

Deixe seu comentário