Viajar nos proporciona oportunidades de registrar imagens belíssimas, principalmente de pessoas com suas roupas e feições características.

Porém, mesmo que não pareça, fotografar as pessoas pode ter um lado negativo.

É preciso praticar uma viagem responsável também quando se trata de fotografar as pessoas.

Alguns cuidados podem ser tomados para minimizar os efeitos negativos causados pelo turismo. Vamos lá…

Como ser um fotógrafo-viajante responsável

Procure não ser inconveniente ao fotografar as pessoas, peça permissão antes. E também, pare de fotografar se perceber que está sendo desagradável para a pessoa.

Não invada a privacidade de ninguém. Mesmo se for costume de um povo tomar banho em rios, isso não quer dizer que você pode fotografá-los nesse momento de privacidade.

Tá certo que existem imagens que devem ser registradas naquele momento. Algumas cenas não se repetirão e não tem como pedir para a pessoa voltar à posição inicial e repetir a pose. Mas bom senso é imprescindível, coloque-se no lugar da pessoa, imagine se você gostaria de ser fotografado em momentos particulares.

Já pensou em imprimir um retrato e presentear a pessoa fotografada mesmo que você não a conheça?

Ela merece, afinal gerou uma boa fotografia para você. Se não for possível imprimir, anote o e-mail ou endereço da pessoa e envie depois. Esse tipo de atitude cria um relacionamento muito melhor entre turistas e população local.

Cerimônias religiosas

Muito cuidado ao fotografar cerimônias religiosas ou manifestações culturais. Lembre-se que muitos desses eventos são milenares e, apesar de atrair turistas, não são um produto turístico.

Por isso, ao tirar fotos, evite atrapalhar as cerimônias religiosas e as manifestações culturais.

Preste atenção ao espaço que este necessita para acontecer e não se aproxime muito para não atrapalhar.

Cuidado com o uso do flash nessas situações, isso pode atrapalhar e desconcentrar as pessoas.

Como planejar uma viagem

Turismo responsável é não interferir na cultura local quando fotografar

Veja aqui onde ficar em todo o mundo ou reserve pelo Airbnb e ganhe crédito de R$100,00.

Flash

Falando em flash, não o use ao fotografar animais, principalmente de perto. Imagine-se no lugar dos bichinhos, recebendo descargas de luz a cada minuto. Isso pode afetar a visão do animal, além de estressá-lo e torná-lo agressivo.

Flashs também são prejudiciais à documentos históricos, pois a luminosidade pode deteriorá-los. O mesmo acontece com pinturas e obras de arte. Por isso muitos museus proíbem o uso de flash nas fotografias.

E você, tem alguma dica para fotografar de forma responsável? Comente…

Se você quiser saber mais sobre Viagem Responsável, leia os outros artigos aqui.

Posts relacionados

Douglas e Julia

Bio de casal? Como assim? É que alguns textos foram escritos juntos, então aqui estamos nós. Julia é gaúcha que solta uns 'ô meu' e Douglas é paulista que manda uns 'bah tchê'. São formados em Turismo e Hotelaria com especialização em Marketing, amam viajar e criaram esse blog em 2005. Já viu, né, viagem é o assunto principal deles.

Deixe seu comentário