Na década passada, quando alguém criava blogs de viagem, fazia para dar notícia das viagens aos amigos e parentes. E também pelo prazer de compartilhar experiências de viagens. Somente por isso.

Alguns blogs cresceram tanto que seus autores passaram a conseguir ganhar dinheiro e a atividade de blogueiro passou a ser uma profissão.

O trabalho é inspirar viajantes ao mesmo tempo em que se passa informações úteis.

Falta ética na blogosfera de viagem

Aí algumas pessoas pensaram: Nossa, ganha dinheiro para viajar! Também vou fazer isso!

E entre a imensa maioria que ainda bloga pelo prazer de relatar as viagens, começaram a aparecer blogs de viagem para ganhar dinheiro, e só isso, ganhar dinheiro.

Nada, nada de errado em ganhar dinheiro com o blog.

Mas essa onda de ‘only business’ fez aparecer blogs que copiam textos de outros autores ‘na cara dura’.

O problema é a mentira

Pior que isso, publicam informações de releases e de catálogos de operadoras de turismo, para passar a ideia de que realmente viajaram.

É bem fácil descobiri quem faz isso, é só copiar trechos e procurar no google e você encontrará posts que apenas trocam a ordem das palavras publicadas por outros blogs ou sites – quando não copiam por inteiro.

Sabe, ‘dicas imperdíveis de quem nunca foi’, tiradas do wikipedia, wikitravel, wikiqualquercoisa.

Faz um Ctrl C + Ctrl V aqui, copia uma foto ‘do Google’ ali e pronto. Mais um post para ser curtido e viralizado nas redes sociais.

E alguns deles ainda posam de éticos perante os blogueiros iniciantes, que os tem (enganosamente) como modelos a ser seguido.

A mentira dita muitas vezes acaba infelizmente por se tornar verdade. E assim blogueiros manipuladores ganham o aval de ‘éticos’ e de ‘grandes blogueiros’ de outros que foram enganados.

E o mercado que poderia remunerar um blogueiro ético e sério também é enganado.

Mais do que isso, há blogs que às vezes enganam os leitores, pois recebem viagens gratuitas ou subsídios sob a condição de não informar aos leitores que a viagem foi patrocinada.

Enganam! Omitem informações e pontos negativos e apenas retransmitem mensagens de marketing feitas por uma equipe de Relações Públicas num blog que supostamente deveria passar opiniões pessoais.

É por isso que a blogosfera de viagem ultimamente tem nos decepcionado, tirando o encanto de outros tempos.

Há exceções claro, mas a tal justiça parece estar perdendo…

O que podemos fazer quanto a isso?

Podemos apenas nunca nos esquecer de blogar com espontaneidade, para ficar fora da ‘blogagem sem ética’, que pouco (ou nada) acrescenta e que desvirtua o sentido original de compartilhar experiências.

Podemos gerar conteúdo original, feito por nós, vivido em nossas experiências de viagens, para ajudar outros viajantes a terem uma experiência marcante durante as férias tão sonhadas e esperadas o ano todo.

E assim continuaremos.

[Desabafo inspirado no post da Lucia Malla e do Fabio Mesquita]

*Edição 1: Talvez o melhor título para o post seja: Saudade da espontaneidade (da camaradagem e da ética) dos blogs de viagem.

Douglas e Julia

Bio de casal? Como assim? É que alguns textos foram escritos juntos, então aqui estamos nós. Julia é gaúcha que solta uns 'ô meu' e Douglas é paulista que manda uns 'bah tchê'. São formados em Turismo e Hotelaria com especialização em Marketing, amam viajar e criaram esse blog em 2005. Já viu, né, viagem é o assunto principal deles.

PROGRAME A SUA VIAGEM AQUI

Escolha e reserve: Hotel | Airbnb

  Compare preços e planos e contrate o seu seguro de viagem

Compre antecipado e online entradas de atrativos e passeios: No Brasil | No exterior

Compare as empresas de aluguel de carros e viaje no seu tempo. Pagamento parcelado.

Os links acima são de nossos parceiros e nós recebemos uma pequena comissão por cada venda, o que nos ajuda a manter o blog. É como se você estivesse nos 'pagando um café' pelas dicas que damos.

43 comentários em “Saudade da espontaneidade dos blogs de viagem

  1. É isso aí!
    Infelizmente tem muito picareta querendo se proveitar do que eles chamam de “mercado de turismo”. Uma pena.
    Copiar/roubar trabalho alheio é o fim do resto! Atestado de incompetência total! 🙁
    []’s

    1. E o mercado infelizmente tá caindo nessa… E nem é o plágio que mais me aborrece, pior do que isso é a atitude de alguns que só querem ganhar dinheiro. Para esses, os outros blogs são concorrentes ou apenas uma ‘escada’ para o sucesso.

  2. Curti no Facebook, curto aqui e quantas vezes mais forem necessárias. Desabafos são importantes, é como o momento em que estamos vivendo no Brasil. Se todo mundo fizer de conta que não existe coisa errada, nada muda. É incrível como o mercado acaba dando força pra esses malandros, mas ainda acredito que apenas os bons blogs irão resistir, porque essa fase de empresas investindo não vai durar pra sempre. Transforme o desânimo em inspiração e continue compartilhando esse conteúdo super legal de viagens. Infelizmente babacas, aproveitadores e covardes estão por todos os lados. Abraço e paz, Michel

  3. Demais Douglas, eu adorei seu texto e concordo com tudo. Hipocrisia é uma das coisas que me tira do sério! Parabéns, abração e vamos caminhando que por mais que a gente de vez em quando pense que não, trabalho bom e bem feito ainda tem mérito e reconhecimento!

    1. Valeu Rafa! Não só a hipocrisia, mas também aqueles que apoiam os hipócritas, que infelizmente também estão entre nós. Abraço!

  4. Oi Douglas!

    Já comentei na Lucia e não poderia deixar de dar meu alô aqui, pois isso mexe comigo também…

    Incrível como as coisas mudam tanto em tão pouco tempo…
    Acho muito bonito, fico maravilhada com aqueles blogs com mil e uma pirotecnias, super profissionias, afinal é o que todos buscamos, mas muitas vezes prefiro aqueles blogs ainda toscos, mas que você respira autenticidade, aqueles blogueiros que respondem você quando você pergunta, no maior e melhor estilo “companheiro de trilha”, que você também bem sabe a que estou me referindo…
    As métricas e estatísticas são importante? Sem dúvida! Mas também não é o que estamos procurando (pelo menos, não apenas isso!!!)
    Parabéns pelo post, pela exposição e pelo desabafo!
    Um grande abraço
    Marcia

    1. Oi Marcia! É bem isso mesmo. Além da falta de companheirismo existe gente mal intencionada que usa outros blogueiros para aumentar a própria influência e ganhar $ com isso.

      Para alguns, blogar é só um negócio e a mesma atitude comum em qualquer negócio acontece na blogosfera também: passar por cima dos ‘concorrentes’.

      Abraço!!

  5. Isso é triste, desmotiva, as vezes me da vontade de sair da internet. Mas aí recebo um comentário agradecendo uma dica, falando que meu blog foi a luz no fim do túnel.

    Mais do que o prazer de compartilhar, hoje levo o blog com o prazer dos novos amigos, virtuais ou blogueiros que tenho conhecido…isso sim faz valer a pena.

    Abraços

    1. É bem isso Guilherme, os comentários é que motivam a continuar. Saber que um post foi útil na viagem de alguém é demais.

      As amizades pessoais e virtuais também fazem valer a pena, com certeza.

      Abraço!!

  6. Olá! Também tenho um blog de viagens (bebezinho ainda), mas tento relatar apenas o que experimento, vivencio. Tirando as matérias de turismo que escrevo no jornal que trabalho – algumas eu posto no blog e sempre citando a fonte, que no caso sou eu mesmo e o jornal -, procuro deixar claro para o leitor o que gosto nas viagens, o que vale a pena conhecer, entre outros. Escrevo por ser apaixonada por duas coisas – escrever e viajar. Claro que não vou ser hipócrita a ponto de dizer que não vale a pena ganhar dinheiro com isso – eu ainda não ganho, mas espero ganhar um dia… Mas não pretendo perder a essência do blog – a de contar as minhas experiências em viagens…

    1. Oi Tatiana! Nosso blog nasceu só para contar histórias para os parentes distantes, já que estávamos morando fora. Isso em 2005.

      Decidimos investir no blog como fonte de renda no ano passado, afinal, que mal tem ganhar dinheiro com algo que se gosta de fazer? Não é assim também na vida profissional off-blog, ter um trabalho que seja prazeroso?

      A atitude de blogs ‘only business’ é que desmotiva, eles não tem a essência de blogueiros.

    1. Oi Debora! Com o tempo a gente percebe quem tem blog porque gosta de ter um blog e quem tem só para ganhar dinheiro. Dá pra perceber…

      Acho que existem 3 tipos de blogs de viagem: por hobby, por hobby+dinheiro, só por dinheiro. Os 2 primeiros gostam de blogar e o terceiro não.

      O terceiro tipo de blogueiro é como aquele que tem um emprego mas não gosta do que faz. Vai ao trabalho porque precisa de um emprego. Dai ele pensa: puts odeio isso, a única forma de compensar é se eu ganhar muito dinheiro.

      E como todo emprego, se o cara não gosta do que faz, a forma de ele ganhar mais dinheiro é passando por cima dos colegas de trabalho ou puxando o saco do chefe.

      Bjo!

  7. Ótimo texto !!! Eu tenho um blog de viagens e o conteúdo é baseado em experiências pessoais que eu tive…tanto boas quanto ruins !!! A finalidade não é ganhar dinheiro com isto, mas sim passar informações para outros viajantes que tenham os mesmos destinos que eu já tive. Não sou escritor, mas não deixo de passar minha emoção nos textos que eu publico…
    Um abraço.
    Erick Stengrat

  8. Uma das coisas cada vez mais difícil neste mundo marketeiro virtual são canais de informação comprometidos com a honestidade, levando à “bons leitores” material autoral escritos com naturalidade, simplicidade e com qualidade.
    Não se preocupem com quem sobrevive de aparências meus queridos, a vida de artificialidades dessa gente acaba tendo valor apenas para seus iguais, não os que lhes patrocinam, mais quem os consome.
    Pensem que vocês representam a resistência nesse meio contaminado pela hipocrisia e superficialidade.
    Continuem com o belo trabalho de vocês focados nos viajantes independentes porque estes são sempre os mais críticos, exigentes e que não se deixam seduzir tão facilmente por mercadores enganadores.
    Abraços.

    1. Valeu Sandro!! Te reconheci pelo seu email, nem sabia que você lê o blog!! São comentários assim que nos motivam! Grande abraço!!!

  9. Eu uso o meu como diário de viagem mesmo. Pra guardar registro e também informar família e amigos.
    Tanto é que tá suuuuper desatualizado rs
    Mas fiz uma viagem de férias agora e vou atualizar (preciso, tá vergonhoso rs).
    E acho que assim é muito mais legal. Pra saber sobre as viagens padrão vamos numa agência de turismo ou nos blogs de turismo de grandes portais. E tá ótimo.

  10. Sabe que comecei meu blog porque sempre que voltava de viagens com minha filha amigos, parentes ficavam perguntando como foi, o que deu certo, o que deu errado e confesso comecei a ficar sem paciência de responder sempre as mesmas coisas. Aí escrevendo como faço, como foi, mando a pessoa dar uma passada e ler tudo, visto que o maior número de seguidores do meu blog são meus amigos e família. Mas confesso que já recebi comentários e até mesmo inbox falando e tentando tanta bobeira que estou desmotivando. O blog é um excelente arquivo pessoal também, algo que no futuro minha filha pode entrar e ler como foram suas primeiras viagens internacionais. Enfim, adoro ler blogs de viagens para saber a experiência das pessoas, pegar dicas etc, mas confesso que alguns já parei de seguir, copia e cola de sites, copia e cola de outros blogs, nem dou mais audiência para esse povo.

  11. Saudade! De vcs e dos bons tempos dos blogs de viagem que eram só mesmo diários de viagem. Mas ainda há esperança. Assim como na moda que tudo que era out fica in, a moda de ser verdadeiro e espontâneo vai voltar. Bjs

  12. [Douglas e Júlia Sawaki 04/07/2013 at 09:59]
    Valeu Sandro!! Te reconheci pelo seu email, nem sabia que você lê o blog!! São comentários assim que nos motivam! Grande abraço!!!

    Confesso que não sou leitor assíduo amigos, em função da quantidade de leitura que me acumulam diariamente (jornais, revistas, fóruns, redes sociais…) Mas o Blog de vocês ainda é um dos poucos que eu me esforço em dar uma passadinha de vez em quando, pois ainda mantém a essência dos bons Blogs para viajantes independentes e é sempre um prazer ler os artigos escritos com critério e paixão.
    Mantenham essa chama acesa e ignorem os que se escondem nas sombras.
    Forte abraço nos dois.

    1. Sandro, é gratificante saber que um grande viajante como você é leitor do nosso blog!! Obrigado pelas palavras de incentivo!! Grande abraço!!

      Douglas e Júlia

    1. Oi Cris, to vendo que é mesmo o que muitos estão pensando, de tantos comentários, emails e mensagens que tenho recebido.
      Obrigado pelo comentários. Beijos

  13. Oi casal! Acabei de ler o post e gostei bastante, concordo em número, gênero e grau! Para a gente que persiste no conteúdo diversificado e autoral, junto com nossas fotos pessoais tiradas nas viagens, as vezes é decepcionante ou quase irritante ver o “sucesso explosivo” de alguns blog “famosos” que, bem… Não são mais blogueiros praticamente!

    Enfim, era só para dizer que li e compreendo o desabafo, e ao mesmo tempo incentivar para que continuem na blogagem de vocês, independente de acessos e etc… Afinal, o blogueiro mesmo gosta do que faz e faz primeiramente por prazer né não!? Então vamos seguindo, e nos divertindo e ajudando leitores viajantes, já que isso tb é uma grande recompensa ao blogueiro.

    ps : cheguei aqui a partir do post de 5anos do blog MauOscar, que me enviou para o post da Lucia Malla, que me enviou até o texto de vcs! 😉
    Abraço

    1. Oi Simone!! Obrigado pelas palavras de apoio!!! Sim, vamos em frente, cada vez mais blogueiros de verdade, remando contra a maré dos ‘blogs’ que são mais como portais e publicam press release.

      E olha só como a blogosfera-que-não-pensa-só-em-dinheiro é legal, você foi do MauOscar pra Lucia Malla e de lá para o nosso blog, tudo por causa da boa prática de linkar os textos que acham bacanas. Uma pena que isso esteja acabando também ou que ocorra apenas em círculos fechados de poucos blogueiros.

      Você iria ler só o post do Oscar, mas acabou lendo outros 2 de blogs diferentes. Lembro que anos atrás isso acontecia direto conosco. Começávamos em um blog e depois de meia hora já não sabíamos mais por quantos blogs diferentes tínhamos passado. Saudades desse tempo…

      Abraço!!!

  14. Olá, meus parabéns pelo post! Eu realmente achei foda!
    Também só escrevo sobre as experiências que tive. Dou minha sincera opinião sobre minhas viagens e meus conceitos de mochilar. Quem não gosta, que não siga meu blog. E quem é um pouco mais inteligente, continua seguindo, porque na grande maioria das postagens se identifica comigo.

    Só faltou citar review de equipamento sendo feito quando a pessoa praticamente nem tem uma boa experiência com o produto. Tipo, comprou/recebeu, usou uma vez ou só fez um teste e saiu fazendo review e recomendando. Principalmente quando recebe o produto do fabricante para fazer o review.

    Vou compartilhar seu link na fanpage do meu blog! Muito bom!

    Abraços!

    1. Olá Glauco!!!
      Então, essa é a essência de um blog né? Transparência nas informações e leitores que se identificam com o seu ponto de vista!

      Sobre os reviews, é verdade, também pode-se cair na falta de sinceridade para ‘agradar’ a empresa que enviou o produto (no caso dos reviews de produtos não comprados). Mas eu até acho que dá sim pra fazer um review bem feito mesmo tendo usado o produto 1 ou 2 vezes. Só o item durabilidade que fica comprometido nessa análise.

      Obrigado pelo compartilhamento!

      Abraço!!!

  15. É verdade, tem muito blog picareta por aí. Uma pena, porque antes eu confiava em todos e agora tenho que ficar de olho aberto.

    Naiki

  16. Hoje faz falta a espontaneidade em TUDO, não só nos blogs. De repente o mundo se internetizou, se globalizou totalmente, e as pessoas decidiram fazer tudo que todos faziam em qualquer parte do mundo, ignorando que somos todos povos distintos apesar da proximidade. E com isso começou uma competição global em todos os ramos, todos os nichos. Uma pessoa ganha R$ 100 para pular de paraquedas a amanhã tem uma FILA de pessoas querendo pular para ganhar $ 10.

    Parabéns pela crítica muito pertinente, concordo 100%.

Deixe seu comentário