A capital da Argentina é um dos destinos mais visitados por nós brasileiros e mesmo assim fazer um roteiro em Buenos Aires deu um baita trabalho. O que ver e fazer na cidade? Onde comer em Buenos Aires? Onde se hospedar?

Pensando nisso, resolvemos compartilhar com você nosso roteiro de 7 dias em Buenos Aires, assim você pode ter uma ideia de como planejar o seu roteiro, adaptando aos seus interesses. Lá no fim do post tem um link pra você baixar o PDF do roteiro.

Ah, antes de continuar a leitura, uma dica extra. Fizemos um post bem detalhado para você escolher o melhor lugar para ficar na cidade. Acesse o post Onde ficar em Buenos Aires e leia nossa análise dos melhores bairros e nossa lista de melhores hotéis em cada bairro, em várias categorias. Com certeza a melhor hospedagem para você está nesse post!

Procuramos criar uma logística mais proveitosa possível, mas nem sempre os horários dos atrativos e as distâncias batiam, então tivemos que fazer algumas adaptações. Como tínhamos sete dias, a programação foi bem leve. Confira nosso roteiro abaixo:

Dia 1 – Segunda-feira

Manhã

Chegamos no aeroporto de Buenos Aires (Aeroparque – AEP) às 10h50. Foram 2h40 de voo, saindo de Guarulhos (GRU). Do aeroporto pegamos um táxi até o Hotel Esplendor, no centro da cidade.

Almoço

Chegamos no hotel e fizemos nosso check-in, mas eles só permitem a entrada no quarto depois das 13h.

Então fomos almoçar na Galerias Pacífico, que fica bem ao lado do hotel, e aproveitamos para trocar o dinheiro. Os restaurantes da praça de alimentação não agradaram muito, mas estão ok para uma refeição rápida.

Tarde

Como chegamos numa segunda-feira, aproveitei para fazer um tour gratuito na Plaza de Mayo, pois só era oferecido neste dia.

Confira aqui o artigo Tour guiado na Plaza de Mayo.

Depois do tour, fomos andando até o Palácio Barolo, um dos lugares que eu estava aguardando ansiosamente para conhecer. E valeu a pena.

Para quem gosta de literatura, mistério e arquitetura este é o lugar certo para visitar. Ver o pôr do sol no final desse tour foi para fechar com chave de ouro.

Confira aqui o post Palacio Barolo – onde o por do sol é inesquecível.

Passagem em promoção para Buenos Aires
Passagens aéreas
saindo de

Jantar

Para o jantar escolhemos um dos lugares considerados como notáveis de Buenos Aires, um dos cafés mais antigos da cidade e famoso por fazer parte da história do tango. Sim, ele mesmo o Café Tortoni.

Leia nosso artigo sobre o Café Tortoni.

Dia 2 – Terça-feira

Manhã

O dia estava frio, então troquei o passeio de citytour de ônibus por um passeio a pé pela cidade. Fui caminhando do hotel até a Plaza San Martín e seus arredores.

Leia aqui nosso artigo sobre a Plaza San Martin.

Almoço

Da Plaza San Martín peguei um transporte até o bairro Belgrano. Almoçamos no restaurante Biutiful, que tem um ambiente muito bonito e comida muito saborosa.

Confira mais informações no post onde comer em Buenos Aires.

Tarde

Pertinho do restaurante está a avenida Cabildo. Aqui tem uma grande concentração de lojas e eu fui conferir, mas os preços não estavam muito convidativos. De qualquer forma, vale a pena andar observando as vitrines.

Da Av. Cabildo fomos andando até o Barrio Chino, num trajeto de pouco mais de 1 km que dá para ir andando tranquilamente.

Neste bairro tem uma concentração de descendente orientais, portanto, você vai encontrar várias lojinhas, mercado e restaurantes chineses, japoneses e coreanos.

Confira mais informações no post Barrio Chino, a chinatown de Buenos Aires.

Jantar

Para o jantar bateu a vontade de comer um hambúrguer, cachorro-quente, pizza, alguma coisa desse tipo. Então saímos andando e achamos o Dogg. Pode ter certeza que é o melhor cachorro-quente da cidade, que dizer, o melhor pancho da cidade 😉 .

Confira mais informações no post onde comer em Buenos Aires.

Se você quiser fazer o roteiro em Buenos Aires de carro, aqui você pode comparar as locadoras de carro.

Dia 3 – Quarta-feira

Manhã

Como o dia amanheceu com sol e céu azul, resolvi fazer o citytour de ônibus pela cidade. Deu para conhecer praticamente todos os principais atrativos da cidade em 3 horas e meia aproximadamente.

Confira aqui como é o passeio city tour Buenos Aires Bus.

Almoço

Como o tour do ônibus termina bem no centro, no mesmo lugar da partida, resolvi almoçar por ali mesmo no restaurante Ecuador. Mas sinceramente a comida não estava boa e o atendimento é péssimo. Então sugiro você escolher um destes outros restaurantes que indicamos no post onde comer bem e barato no centro de Buenos Aires.

Tarde

A tarde aproveitei para andar pela Calle Florida e sem pressa entrei em algumas lojas e galerias. Tem muita coisa legal, o preço é igual ou mais caro que no Brasil, mas alguns itens você só acha lá.

Confira mais informações no post Calle Florida, o coração de Buenos Aires.

Jantar

No final do dia uma ótima opção é andar pelo Puerto Madero. O pôr do sol lá é muito bonito e tem várias opções de restaurantes. Nós optamos pelo Johnny B. Good.

Leia aqui o post sobre bons restauarntes de Buenos Aires.

Lembre-se que é muito importante viajar com seguro viagem. Aqui você encontra comparação de todos os seguros viagem internacional e ganha 5% de desconto.

Dia 4 – Quinta-feira

Manhã

Aproveitei para descansar um pouquinho as pernas. Foram muitas andanças nos últimos dias e só saí do hotel para o almoço.

Almoço

Fomos almoçar ali no centro, pertinho da avenida 9 de Julio, no restaurante Santos Manjares, um restaurante um pouco escondido, mas com uma comida super saborosa. Vale a pena conferir.

Veja mais informações aqui sobre restaurantes de Buenos Aires que valem a pena conhecer.

Tarde

Depois de um almoço gostoso, segui para o Museo Beatle. Por incrível que pareça, o maior museu dos Beatles do mundo fica em Buenos Aires. Se você curte a banda, vai gostar desse passeio.

Confira mais informações no post Museu dos Beatles de Buenos Aires.

Perto dali está uma das livrarias mais bonitas do mundo, o El Ateneo. Então fomos conferir e tomar um café neste lugar que realmente vale a visita.

Confira no post O lindo El Ateneo.

Jantar

A noite estava muito fria, então resolvemos comer perto do hotel e fomos para a Galerias Pacifico. Tentamos uma massa, mas realmente não é lá uma maravilha. Então, se você não precisar muito economizar, tente um dos restaurantes do post Onde comer economizando no centro de Buenos Aires.

Dia 5 – Sexta-feira

Manhã

Aproveitei a manhã para andar o restante da Calle Florida.

Tivemos que fazer o check-out do Hotel Esplendor, pois quando reservamos, ele não tinha disponibilidade para o final de semana. Então fomos para o Dazzler San Telmo, da mesma rede.

Almoço

Feito o check-out de um e check-in em outro hotel, fomos almoçar no restaurante Jardín Japonês, no bairro Palermo. Ele fica dentro de um parque chamado Jardim Japonês. O lugar é temático, muito bonito, mas a comida deixou a desejar pois foi caro e não tão saboroso quanto o esperado. Então a sugestão é almoçar em outro lugar.

Tarde

Depois do almoço aproveitamos para conhecer o famoso Jardín Japonês. O lugar é lindo demais, passamos boa parte da tarde andando por ele sem pressa.

Vale a pena conferir o post Jardín Japonês.

Depois fomos andar pelo bairro e fomos até Palermo Soho. Aqui tem várias galerias legais, com novos estilistas que mostram suas criações de roupas e acessórios. O preço não é lá tão acessível, mas vale a visita.

Jantar

Como já estávamos no Palermo Soho, que tem uma variedade de restaurantes, aproveitamos para jantar por ali mesmo.

O problema é que estava fazendo um baita frio, os restaurantes estavam lotados e as filas estavam enormes. Então andamos até achar um que tivesse um atendimento imediato 😛

Achamos o restaurante Muu Alabama, que serve hamburguers e outros pratos norte americanos. A comida era boa, mas o ambiente tinha uma iluminação avermelhada que dava uma sensação muito estranha. Sei lá, achamos o ambiente estranho e o lanche não caiu muito bem. Então escolha outra das várias opções que tem por ali.

Dia 6 – Sábado

Manhã

Fomos conhecer a Casa Rosada por dentro, em um tour guiado gratuito. Precisa pré agendar, tem vaga limitada e vale a pena o passeio.

Confira aqui mais informações sobre a visita guiada da Casa Rosada.

Almoço

Como a tarde tínhamos um tour gratuito guiado sobre o tango no bairro Balvanera, resolvemos pegar um transporte e almoçar por lá.

Não conseguimos encontrar nada que agradava, então fomos no shopping Abasto e acabamos escolhendo uma hamburgueria, mas não estava lá grandes coisas. Começando a achar que comida de shopping de Buenos Aires não tem graça 😛

Tarde

Logo depois do almoço, fomos para o ponto de encontro para começar o tour guiado Tango e Abasto. Foi bem interessante conhecer a história dessa dança tradicional da Argentina.

Saiba mais no post Tour Guiado Tango e Abasto.

Voltamos andando pela avenida Corrientes até o Obelisco, na avenida 9 de Julho.

São muitas lojas, livrarias, cafés e outros comércios, mas a maioria já estava fechando as portas quando passamos, pois era sábado no fim da tarde.

Aproveitamos para fazer algumas fotos de turista no Obelisco. São filas enormes para conseguir uma foto, mas vale a pena e foi legal ver que as próprias pessoas se organizaram para isso.

Jantar

Para encerrar o dia, fomos jantar no Café San Juan. Esse precisa de reserva, pois está sempre cheio. A não ser que você tenha sorte como nós.

Confira nosso post sobre onde comer em Buenos Aires.

Ah! ali pertinho fica a estátua da Mafalda. Aproveite e vá até lá tirar uma foto, esse horário geralmente é mais fácil fotografar sem outras pessoas ao redor.

Lembre-se de viajar assegurado. Compare aqui seguro viagem internacional com 5% de desconto.

Dia 7 – Domingo

Manhã

Último dia em Buenos Aires. Fomos visitar o El Caminito, apesar de ser visivelmente um ponto turístico, vale a pena visitar.

Aproveitamos também e fomos até o estadio La Bombonera, mas não fizemos o tour interno.

Confira nosso artigo El Caminito e La Bombonera.

Também tomamos um café muito gostoso ali no Caminito, no café notável La Perla de Caminito. Fazia muito frio, então esse café ajudou bastante.

Almoço

Pegamos um transporte para o bairro San Telmo. Almoçamos no restaurante Telmo Mio, que tem gastronomia local e italiana, com uma comida gostosa e bom atendimento.

Confira mais no post onde comer em Buenos Aires.

Tarde

Conhecemos a feirinha de San Telmo. Aqui encontramos de tudo um pouco, desde antiguidades, itens de decoração pra casa, acessórios, roupas e etc. Uma feirinha bem agradável que só tem aos domingos.

Saiba mais em nosso artigo Feira de San Telmo.

Depois tivemos que voltar para o hotel, pois já estava quase na hora de ir para o aeroporto. Desta vez pagando um preço justo pelo transporte, sem sustos.

Jantar

Jantamos no aeroporto na praça de alimentação. Tem várias opções desde lanhes até comida tipo caseira. Optamos por hamburguer de churrasco mesmo, afinal era domingo e estávamos em um destino famoso pelo seu churrasco.

Roteiro completo em PDF para download:

Clique aqui para baixar o roteiro de Buenos Aires.

Escrevemos um post onde explicamos quais são os melhores bairros de Buenos Aires e falamos sobre os melhores hotéis para ficar na cidade. Clique aqui Onde ficar em Buenos Aires

Fica a dica para uma viagem mais leve 😉

Transporte:

Logo na chegada já caímos em um golpe, o taxista que nos levou do aeroporto até o hotel cobrou mais do que o triplo do valor da corrida.

Sabíamos que a corrida custaria aproximadamente $130 pesos, mas no meio do caminho o valor no taxímetro dobrou do nada e quando chegamos o taxista nos cobrou $430 pesos.

Reclamamos e dissemos que essa não era nossa primeira vez na cidade e que esse valor era abusivo.

Ele seriamente nos disse que a culpa não era dele, que o governo tinha triplicado as taxas e ele tinha que repassar.

Tínhamos visto notícias de que as tarifa de gás, energia e água tinham aumentado absurdamente mesmo, então para evitar confusão sem ter certeza, pagamos.

Depois descobrimos que o taxista foi um sem vergonha mesmo.

Então, depois disso, quando precisávamos pedíamos o Uber. Então fica a dica, se precisar de transporte, chame um Uber. No aeroporto dá para programar o horário e local para pegar o transporte. Vale a pena pela qualidade e economia.

Visto:

Brasileiros não precisam de visto, apenas apresentar um documento válido com foto (passaporte ou carteira de identidade).

Bagagem:

Viajamos com a Gol e a franquia de bagagem permitida é de 1 (uma) bagagem despachada de 23 kg por pessoa e 1 (uma) bagagem de mão de 5 kg por pessoa.

Para planejar o seu roteiro na Argentina, leia os outros posts aqui. Para saber onde ficar, veja as opções de onde se hospedar em Buenos Aires. Os passeios, as atividades imperdíveis na cidade e os transfers do/para o aeroporto você encontra aqui.

Posts relacionados

Julia Flores

Formada em Turismo e Hotelaria, com pós-graduação em Marketing Estratégico e experiência com marketing de destinos turísticos. Amo viajar, não pelos carimbos no passaporte ou pelas selfies, mas pelo o que as viagens me proporcionam. Gosto de praticar esportes, mas também adoro ficar de preguiça no sofá em dias frios ou chuvosos.

28 comentários em “Roteiro de 7 dias em Buenos Aires, Argentina

  1. Adorei! Estou precisando urgentemente voltar a Buenos Aires, e já vi da onde vou tirar inspiração!!! Ótimas dicas! Adorei esse roteiro dia a dia, e a opção pra baixar o pdf também ficou muito legal. Parabéns! Beijos. :)!

  2. Adorei o seu post. Morei um ano e meio em Buenos Aires e encontrar roteiros detalhadinhos assim pela cidade sempre me traz ótimas lembranças. Muito bom! 🙂

    1. Oi Mari, Obrigada! Deve ser muito bom morar lá, você deve ter milhares de dicas sobre a cidade.Ficamos feliz de trazer essas lembraças pra você. Bjs

  3. Ler o post me deu uma baita saudade de Buenos Aires. Visitamos a cidade em 2014, mas acredita que ainda não escrevi lá no entreviagens! Que experiência chata com o taxista, hein? Sempre precisamos estar atentos, né? Abs!

    1. Oi Ana Paula, nós também ficamos com saudades escrevendo. E olha que visitamos mês passado hehehe. Escreve logo que queremos ler como foi a sua experiência e suas dicas. Pior que a gente já tinha passado por uma dessas lá, mas faz muito tempo, mas infelizmente faz parte. Sempre alertas. Obrigada pelo comentário. Bjs

  4. Muito legal terem disponibilizado o roteiro para baixar em pdf. Facilita muito a nossa vida. ::-)
    Outra coisa: já caí em golpes em táxis lá em Buenos Aires. O cara pegou uma nota mais alta, trocou por uma bem baixa e disse: você me deu 5 e não 50 (não lembro exatamente os valores das notas). Dei mais uma nota alta para ele e sai no prejuízo. Já faz tempo que não vou para BA, mas certamente utilizarei o Uber. Trauma dos taxistas.

    1. Olá Fernanda, Que bom que você gostou do roteiro em pdf. Essa é a ideia, facilitar a vida pra tornar a viagem mais leve 😉
      Puts, sacanagem esse taxista hein. Nós só usamos o Uber, espero que tenha Cabify também em bue, táxi só se não tiver outra opção. Obrigada pelo comentário. Bjs

  5. Que legal que está disponibilzado também um pdf do roteiro, ajuda bastante. Ainda preciso visitar Buenos aires um dia!

    1. Ola Nyrdagur, que bom que gostou do roteiro em pdf. Espero que ajude no seu planejamento e que venha logo essa viagem, você vai gostar de Buenos Aires. Obrigada pelo comentário. Bjs

  6. Amo Buenos Aires de paixão. Já estive 3 vezes na cidade e esse post veio bem a calhar. No carnaval minha família está indo todinha para lá (menos eu, buaaaa) . Obrigada por um post tão bom

    Bjs
    Dani Bispo

    1. Olá Dani, Buenos Aires é apaixonante né. Ahhh, que legalll que sua família vai pra lá, se esconde na mala e vai junto hahaha. Obrigada você pelo comentário. Bjs

    1. Olá Matheus,
      Valeu. Ficamos feliz que você gostou do roteiro.
      Essa livraria é muito show. Tomamos um café bem demorado só pra ficar mais tempo apreciando. Vale a visita.
      Obrigada pelo comentário. bjs

  7. Este foi um dos melhores posts que já li sobre Buenos Aires! Super variado e completo. Estive lá em 2013 mas só fiquei 3 dias. Faltou conhecer muita coisa. Por isso já baixei o pdf. Vai ser muito útil na minha próxima visita a cidade!

    1. Olá Alessandra,
      Que delícia ler seu comentário 🙂 Obrigada o/
      Depois volta aqui nos contar como foi sua viagem 😉 Bjs

    1. Olá Diana, Buenos Aires merece várias visitas. Nós gostamos muito de lá. Obrigada pelo comentário. Bjs

    1. Olá Deisy, Pq você ainda não foi? hahaha Espero que o roteiro te ajude a planejar a viagem e ir logo pra lá 😉 Bjs

  8. Olá!!! Boa noite!!! Adorei!!! Tenho algumas duvidas: qual a importância do seguro viagem e Qual seguro vcs recomendam? Vocês tem contato de translado? Qual internet móvel e onde comprar? valor aproximado para internet móvel? Levar em peso ou levar em real e trocar lá, qual a indicação? bjjos

    1. Olá, Karina! Boa noite!
      Tudo bem?

      O seguro viagem é fundamental para quem esta viajando, principalmente para fora do Brasil. Muitos países não exigem, mas é aconselhado fazer para evitar dor de cabeça caso aconteça algum problema como internação hospitalar, dor de dente, extravio de bagagem, consulta médica ou até mesmo em caso de morte. O seguro, geralmente, cobre essas despesas. Por isso é importante verificar todas as coberturas antes de contratar o seguro. Nós sempre comparamos os valores neste site da Real Seguros, verificamos a cobertura com valor que cubra todas as possíveis despesas, se algo acontecer. Nós nunca precisamos usar até agora, ainda bem, então não sei te dizer qual é o melhor.

      Em Buenos Aires nós utilizamos o Uber. Não conhecemos nenhum translado para te indicar.

      A internet móvel nós usamos a My Sim Travel. Compramos o chip aqui no Brasil e depois é só carregar com a quantidade que você acha que vai usar. Nós usamos bastante a internet durante a viagem, então nosso pacote em Buenos Aires foi de 500MB, que custa uns R$ 220,00. Tem Pacotes menores. E se você quase não usa a internet, tem wifi nos restaurantes e cafeterias, algumas áreas publicas também.

      Sobre o dinheiro, vale a pena levar em reais e trocar no Banco Nacion quando chegar no aeroporto de Buenos Aires (http://www.bna.com.ar/) ou na Calle Sarmiento. Se já tiver alguns dólares comprado, leve também. Muitos taxis e restaurantes aceitam dólares.

      Espero ter ajudado 🙂
      Bjs,
      Ju

  9. Só terei tempo pra um roteiro de 5 dias em Buenos Aires. Vou usar as suas dicas dos atrativos e adaptar. Gracias

  10. Pessoal, parabéns pelas dicas!! Adorei!!

    Só estou com um problema, quando clico no pdf, sou direcionada ao booking. É isso mesmo?

    Obrigada!

  11. Douglas estou amando as dicas!!
    Quanto vc indica trocar no aeroporto de EZE para deslocamento até o hotel?
    na situação atual do dolár muito elevado,vc indica levar dolar ou real??

    1. Oi Luísa, obrigada pelo comentário 🙂
      Nós voamos para o aeroporto Aeroparque, que fica bem perto do centro. De Ezeiza, a tabela de preço do táxi pré pago é de no máximo 950 pesos (depende do bairro do hotel).

      Agora sobre a moeda, se você for para trocar tudo para pesos, precisa lembrar que se você levar dólares, vai pagar taxa de câmbio 2 vezes (real para dólar e depois de dólar para pesos) e pode ser que não compense. Alguns lugares (alguns táxis, lojas e restaurantes) aceitam pagamento direto em reais e em dólar (ainda mais atualmente porque o peso está sofrendo desvalorização a cada dia) e às vezes esses lugares usam taxa de cambio para reais melhor do que para dólar. Então em alguns casos compensa levar reais e em outros compensa o dólar. Acho que vale a pena levar um pouco em reais e um pouco em dólares.

      Um abraço,
      Douglas (e Júlia)

Deixe seu comentário