A Pinacoteca do Estado de São Paulo é mais um dos lugares que você precisa conhecer em São Paulo. Está na lista do que ver e fazer na cidade, que sempre indicamos quando algum amigo ou parente fica aqui em casa.

Você pode até estar dizendo “Ah, mas eu não gosto de museu”, então é mais um motivo para você visitar a Pinacoteca.

Esse lugar é incrivelmente didático, você aprende muito e começa a ver a arte com outros olhos.

Vem comigo que vou te contar mais sobre isso.

O que é a Pinacoteca afinal?

Existem pinacotecas em várias cidades do mundo e resumidamente é um museu de coleção de pinturas ou de artes visuais.

A Pinacoteca do Estado de São Paulo é considerada o museu de arte mais antigo da cidade, fundado pelo Governo do Estado em 1905, e o mais importante do Brasil.

Com ênfase em exposições temporárias e de longa duração de obras brasileiras ou relacionadas a nossa cultura, hoje é administrado pela APAC (Associação Pinacoteca Arte e Cultura).

Porém não tem só o intuito de expor essas artes, mas também de difundir o conhecimento aos seus visitantes.

A fachada do local já é um convite para entrar e conhecer. Sua arquitetura é encantadora.

Como foi a nossa experiência na Pinacoteca

Eu e meus primos ganhamos os ingressos quando fizemos o citytour com o Circular Turismo SP.

Estávamos indo almoçar e conhecer o Bom Retiro, bairro conhecido por ter várias lojas de roupas, quando ao sair do metrô avistamos a Pinacoteca.

Deixamos as bolsas e mochilas no guarda-volume (gratuito), já que não é permitido entrar com elas. Somente é permitido entrar com celular, máquinas fotográficas, documentos e dinheiro. Você terá ainda que passar por um raio-x, pois o museu tem todo um sistema de segurança.

Pegamos o áudio-guia que também é gratuito, é só precisa deixar um documento como garantia de devolução dos equipamentos.

Recomendo o uso do áudio-guia, pois com ele você entenderá melhor as exposições e a própria Pinacoteca.

Então começamos o passeio, seguimos as orientações do áudio-guia, que começa ali mesmo na entrada.

É uma verdadeira viagem pela história e cultura do Brasil.

Visite com calma

Cada um de nós foi no seu tempo ouvindo as explicações e aprendendo um pouco mais sobre a pintura brasileira.

Uma das explicações que eu gostei muito foi sobre a questão da utilização de tons e sombras para dar profundidade na imagem.

Apesar de eu não entender muito sobre pinturas, também está relacionado de certa forma com a fotografia, que é algo que eu gosto muito.

Outras curiosidades também vão sendo narradas, sobre o material utilizado para pintar as telas, como eram preparadas as tintas, como era retratada a imagem do Brasil, os fatos históricos, entre outros tantos detalhes.

Tinha também uma exposição que você pode tocar as peças, uma bela experiência para quem tem deficiência visual.

O museu tem um trabalho de inclusão social muito bacana que você pode conhecer no próprio site da Pinacoteca.

Ah, a Pinacoteca é acessível para cadeirantes também 🙂

Além das exposições de quadros, eles tem um trabalho muito interessante de restauração que fica no piso térreo. Aqui é possível entender todo o processo  e o quão trabalhoso é recuperar um quadro.

Levamos em torno de 1h30 para ver todo o museu. Recomendo que você vá visitar com tempo, assim você poderá realmente conhecer a Pinacoteca.

Sente-se em um dos bancos e observe a arquitetura do lugar. Faça uma pausa para o café. É um passeio para curtir o lugar, vale muito a pena.

Pinacoteca de São Paulo

Quando: Quarta à Segunda.
Horário: 10h às 17h30 (com permanência até 18h)
Local: Praça da Luz, 2 – São Paulo-SP, Brasil
Como chegar:
De metrô: Estação de metrô e trem Luz (linhas Azul, Amarela e CTPM)
De ônibus: Confira o site da SPtrans.
De carro ou bicicleta: Estacionamento gratuito.
Ingressos: R$ 6,00 (inteiro), R$ 3,00 (estudante) e grátis aos sábados. Não pagam visitantes até 10 anos e a partir de 60 anos. 
Classificação etária: Livre
Mais informações: visite o site www.pinacoteca.org.br ou ligue 11-3324-1000

Para planejar o seu roteiro em São Paulo, leia os outros posts aqui. E para saber onde ficar, veja as opções de onde se hospedar em São Paulo. Os passeios, as atividades imperdíveis e os transfers você encontra aqui.

Douglas e Julia

Bio de casal? Como assim? É que alguns textos foram escritos juntos, então aqui estamos nós. Julia é gaúcha que solta uns 'ô meu' e Douglas é paulista que manda uns 'bah tchê'. São formados em Turismo e Hotelaria com especialização em Marketing, amam viajar e criaram esse blog em 2005. Já viu, né, viagem é o assunto principal deles.

PROGRAME A SUA VIAGEM AQUI

Escolha e reserve: Hotel | Airbnb

  Compare preços e planos e contrate o seu seguro de viagem

Compre antecipado e online entradas de atrativos e passeios: No Brasil | No exterior

Compare as empresas de aluguel de carros e viaje no seu tempo. Pagamento parcelado.

Deixe seu comentário