Santo Ângelo, dia 12 (19 de novembro de 2017)

Hoje é dia de festa. Dia de comemorar os 90 anos da vó Cenaide.

Acordamos as 7h30 para nos arrumarmos, tomar o café da manhã com calma e conversar mais um pouco com a família.

Afinal, moramos em São Paulo e esses encontros só acontecem, para mim, uma vez por ano no aniversário da vó.

Foi um café colonial de verdade, com direito a salame, queijo, melado, pão, café e mais gostosuras que também tem um gosto de lembrança da infância ao redor daquela mesa.

Partiu Catuípe para festa da vó Cenaide

Lá pelas 9h30 saímos de Santo Ângelo e fomos para Catuípe, uma cidade vizinha, onde meus avós moraram no interior por muitos e muitos anos. Onde minha mãe e meus tios nasceram. E onde passei muitas férias e finais de semanas.

A estrada é toda asfaltada, mas as condições são péssimas, deve ter mais buracos que um queijo suíço. Fiquei muito triste de ver como as estradas do sul estão abandonadas.

Chegamos na Casa da Amizade de Catuípe, local da festa, lá pelas 10h. A vó já estava na porta para receber os convidados.

E foi uma festa muito bonita. Conseguimos reunir quase toda a família, menos o Ricardo que estava no Canadá (lembram do meme? hahaha). Faltaram mais alguns que não conseguiram ir.

Foi divertido sentar com os primos e relembrar as nossas travessuras na casa da vó. E teve até selfie.

Teve muitas fotos e parabéns.

Ah, segundo a minha vó, não se assopra as velas, se apaga com os dedos para que a felicidade não vá embora com o vento. Preciso lembrar disso no meu próximo aniversário hahaha.

Também teve salgadinhos, docinhos, almoço, bolo, docinhos, mais lanchinho da tarde. Muita comilança.

A vó recebeu homenagem do prefeito e do padre da cidade, pela sua contribuição para o desenvolvimento de Catuípe.

Ela se divertiu muito. Tanto que disse que a festa do ano que vem vai ser maior e num sábado a noite pra todos dançarem a vontade.

A festa terminou lá pelas 17 horas, quando todos os convidados foram embora.

De volta a Santo Ângelo

Nos reunimos no quintal da vó para continuar o bate papo e matar a saudade. Até que alguém falou em pipoca com melado…

Foi quando comentei sobre quantos anos não comia essa iguaria. E a tia Alda, como sempre pronta pra atender nossas vontades <3 , foi preparar a pipoca e saiu essa pequena bacia da foto abaixo 😀

Olha a alegria da criança e a bacia pequena da tia Ana no fundo 😀

Claro que dividi com todo mundo, né 😛

Conforme foi escurecendo, nos reunimos de novo em volta da mesa para continuar conversando e comendo.

E foi assim até lá pelas 23h, quando fomos dormir.

Amanhã tem mais estrada pela frente, pois vamos voltar para Porto Alegre. A viagem tá aquase acabando 🙁

Acompanhe os próximos dias. E se você chegou agora nesse post e quer ler todo o diário, comece pelo dia 01 clicando aqui.

Julia Flores

Formada em Turismo e Hotelaria, com pós-graduação em Marketing Estratégico e experiência com marketing de destinos turísticos. Amo viajar, não pelos carimbos no passaporte ou pelas selfies, mas pelo o que as viagens me proporcionam. Gosto de praticar esportes, mas também adoro ficar de preguiça no sofá em dias frios ou chuvosos.

PROGRAME A SUA VIAGEM AQUI

Escolha e reserve: Hotel | Airbnb

  Compare preços e planos e contrate o seu seguro de viagem

Compre antecipado e online entradas de atrativos e passeios: No Brasil | No exterior

Compare as empresas de aluguel de carros e viaje no seu tempo. Pagamento parcelado.

Os links acima são de nossos parceiros e nós recebemos uma pequena comissão por cada venda, o que nos ajuda a manter o blog. É como se você estivesse nos 'pagando um café' pelas dicas que damos.

Deixe seu comentário